Na homilia, Papa Francisco pede que governantes cuidem "de todas as criaturas"


Ao final do sermão, o pontífice pediu que todos rezassem por ele
O Papa Francisco começou a homilia agradecendo a presença de outras igrejas, de outras entidades religiosas e também os chefes de Estado na sua primeira missa, celebrada nesta terça-feira, na Praça de São Pedro.
Durante o sermão, o pontífice pediu que todos aqueles que ocupam papel de responsabilidade nos meios econômico, politico e social para que cuidem "de todas as criaturas de Deus".
— Quando não cuidamos da criação, encontramos espaço para a destruição. (...) Não deixemos que sinais de destruição e morte acompanhem o caminho desse nosso mundo. Mas é preciso, primeiro cuidar de si mesmo— disse o Papa. 


 
Foto: Gabriel Bouys/AFP
O Papa falou também sobre a humildade necessária para exercer o pontificado:
— Um Papa, para exercer o poder, (...) deve olhar seu serviço humilde, concreto e, como São José, abrir os braços para acolher todo o povo de Deus, com afeto e ternura. Principalmente os mais pobres.
No fim do discurso, o pontífice pediu, na intenção de São Francisco, para que o Espírito Santo acompanhe seu ministério e que todos rezem por ele.



Comentários