No Rio, campo do Maracanã começa a receber grama


Estádio deve ter seu campo pronto até quarta-feira. Data da entrega de todo a obra ficou para 27 de abril
O Estado de S. Paulo
O Maracanã corre contra o tempo para ser palco da Copa das Confederações. E neste domingo, o estádio no Rio avançou em suas obras, e num ponto bastante vistoso: em campo. Parte do campo começou a ganhar grama após um processo especial de preparação, tanto dentro do estádio quanto no cultivo e preparação da grama. Caminhões invadiram na madrugada deste domingo as dependências do Maracanã para entregar rolos da grama. A previsão é que até quarta-feira toda as dependências do campo esteja coberta. A partir daí fica proibido pisar no gramado.



Maracanã recebe seus primeiros tufos de grama - Divulgação/COL
Divulgação/COL
Maracanã recebe seus primeiros tufos de grama
O Estádio do Maracanã recupera, dessa forma, o tempo perdido em sua reconstrução. Semana passada, um temporal que castigou aquele bairro do Rio deixou o local alagado, prejudicando o trabalho, maquinário e fazendo com que os responsáveis revissem a data de entrega, atualmente combinada para dia 27 de abril - menos de dois meses para o começo da Copa das Confederações, marcada entre 15 a 30 de junho. O próprio Ronaldo, do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo cobrou para que os encarregados pelos estádios cumpram os prazos, de modo que dê para fazer pequenos acertos se eles forem necessários antes das disputas oficiais da Fifa.
Os rolos de grama entregues no Maracanã tinham 18 metros de cumprimento e 1,20 de largura. Cerca de 360 rolos serão entregues para cobrir o campo. Quem assina o trabalho e o planejamento dessa cobertura é a Greenleaf, empresa que cuida dos campos dos seis estádios da Copa das Confederações. A grama do Maracaná veio de uma fazenda de Sampaio Corrêa, em Saquarema, Rio. O sistema de plantio é o mesmo feito no Camp Now, em Barcelona.
O Maracanã vai receber três partidas na Copa das Confederações: México x Itália (16 de junho), Espanha x Taiti (20 de junho) e a final (30 de junho). Antes disso, o estádio abriga o clássico do futebol mundial: Brasil e Inglaterra, marcado para 2 de junho. 

Comentários