Romário chama Marin de ladrão e diz que CBF piorou

Presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara cobra explicações sobre o contrato com a Nike


O deputado Romário (PSB-RJ) voltou a atacar nesta segunda-feira a gestão do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin. Atual presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara, o ex-jogador não poupou críticas e cobrou mais transparência nos contratos da Seleção Brasileira. Para ele, a CBF com Marin “piorou”.
- Ele não tem dignidade para comandar a CBF. Lugar de ladrão é na cadeia, roubou medalha, o último roubo foi a energia do vizinho. Ele é ladrão – afirmou Romário.


Isabel Braga 
Adriana Mendes

Em discurso na tribuna da Câmara, Romário disse que Marin deve explicar melhor sua insatisfação com o contrato com a Nike, fornecedora de material esportivo para a Seleção Brasileira.
- Só neste ano de 2013, o faturamento da Seleção com a empresa norte-americana ficará em torno de 71 milhões de reais. E, para o ano que vem, ano da Copa do Mundo, estão previstos aproximadamente 90 milhões – disse Romário, questionando:
- Por que ele está tão insatisfeito? Em caso de negócios remunerados, inclusive com as demais parcerias, quem se beneficia da comissão de mercado? Quanto somam essas comissões nos últimos cinco anos? Esses valores constam do balanço financeiro da CBF?
No fim do pronunciamento, Romário lembrou que manifestou apoio e confiança no início da gestão do atual presidente. No entanto, ressaltou que aguarda ainda “sinais de mudança dos rumos da CBF”.
- Volto a pedir que a CBF traga à sociedade brasileira as informações que ela tem o direito de receber. Era tudo o que tinha a dizer.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/esportes/romario-chama-marin-de-ladrao-diz-que-cbf-piorou-7808781#ixzz2NHjEWP7l
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Comentários