Bom dia! Vamos com as principais notícias dos jornais deste sábado, 13 de abril.. Turismo 365 dias: Cabo Frio, a Cidade dos Descontos | Três meses com promoções de até 50% em produtos e serviços para os turistas





O Globo
Manchete: Fora dos trilhos: Acidente expõe caos no transporte de trem no Rio
Passageiro cai de vagão lotado que circulava de porta aberta.

Usuários sofrem com atrasos e tumulto nas estações pela manhã provocados por descarrilhamento ainda durante a madrugada.

O descarrilamento de um vagão de trem na noite de anteontem, o tumulto nas estações na manhã seguinte e a queda de um passageiro que viajava numa composição superlotada e com a porta aberta expuseram mais uma vez o grau de insegurança no transporte público do Rio e encerraram de forma preocupante duas semanas trágicas. Nestes 14 dias, uma turista foi estuprada numa van irregular, um ônibus caiu de um viaduto na Avenida Brasil matando sete pessoas, outro invadiu um posto de gasolina ferindo quatro, e deixando uma mulher com morte cerebral, e três trens descarrilaram. (Págs. 1 e 14)

Contas públicas: ‘Jeitinho’ na meta fiscal perto do fim
Criticado por especialistas por só conseguir cumprir a meta fiscal graças a diversas manobras, o governo agora quer "assumir" um compromisso que possa cumprir. Para este ano, por exemplo, precisa fazer economia de 3,1% do PIB para pagar juros, mas só deve conseguir 2%. (Págs. 1 e 29)

Doméstica lá como cá: Argentina aprova nova lei
Dez dias após o Brasil promulgar sua nova Lei das Domésticas, o governo argentino baixou mudanças ampliando direitos como férias e fixando a jornada em 48 horas semanais. (Págs. 1 e 33)
Pacificação cabeça: Psicólogos com PMs em UPPs
Nas favelas do Caju e da Barreira do Vasco/Tuiuti, onde ontem duas UPPs foram inauguradas, psicólogos acompanharão os PMs na tentativa de humanizar a pacificação. (Págs. 1 e 22)
Sem fleuma e sem luto: Morte de Thatcher tira inglês do sério
As celebrações, no Reino Unido, da morte da ex-premier surpreenderam os próprios britânicos. Para especialistas, foram uma reação a seu controverso legado. (Págs. 1 e 37)
Artigo: Jon Lee Anderson: Thatcher, Pinochet e Neruda
Morte da Dama de Ferro e exumação do poeta chileno evocam ditador. (Págs. 1 e Prosa 4)
“Égalité” na França: Senado aprova casamento gay
O Senado da França aprovou o casamento e a adoção por casais gays. O projeto de lei volta agora aos deputados, que já o aprovaram antes. (Págs. 1 e 37)
Mesmo morto, Chávez paira sobre as urnas
Um mês após o anúncio de sua morte, Hugo Chávez é figura onipresente nas ruas de Caracas e domina o cenário da eleição presidencial de amanhã. Em disputa, o controle do Estado, do qual dependem 40% do eleitorado, relata José Casado. (Págs. 1, 35 e editorial “Mais um capítulo")
Kerry rejeita Coreia nuclear
O secretário de Estado dos EUA discute na China uma pressão conjunta sobre a Coreia do Norte, que, segundo ele, "não será aceita como potência nuclear". (Págs. 1 e 36)
Governo reage à desaposentadoria
O governo tentará brecar a PEC da desaposentadoria no plenário do Senado. O ministro Gilberto Carvalho reforçou: haverá rombo nas contas públicas. (Págs. 1 e 3)



------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo indica alta de juro apesar do recuo da economia
IBC-Br cai 0,52% em fevereiro e Mantega fala em ‘tomar medidas não populares’ contra a inflação.

O ministro Guido Mantega (Fazenda) e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, sinalizaram ontem que o Copom pode elevar em breve a taxa de juros, hoje em 7,25% ao ano, para frear a inflação. O índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado anteontem, chegou a 6,59% no acumulado de 12 meses em março, acima do teto da meta (6,5%). “Vamos tomar medidas, mesmo que não populares, como o ajuste na taxa de juros”, disse Mantega. Tombini foi na mesma linha, afirmando que “não há nem haverá tolerância” com a alta dos preços. Eles falaram no mesmo dia em que foi divulgado o recuo de 0,52% em fevereiro, em relação a janeiro, do índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), indicador que serve como termômetro da economia. Apesar do resultado, a expectativa é de que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) fique próximo de 1% no primeiro trimestre, na comparação com o quarto trimestre do ano passado. No Rio Grande do Sul, a presidente Dilma Rousseff reagiu às críticas à política econômica. (Págs. 1 e economia B1, B3, B4 e B6)

Fotolegenda: DILMA ROUSSEFF, PRESIDENTE
Há pessoas por aí dizendo que temos de reduzir empregos. Estão equivocadas."

Mercado já aposta em alta
As operações com taxas futuras de juros dispararam após as declarações de Mantega e Tombini. A alta da taxa Selic é dada como certa. A dúvida no mercado é se o aumento seria de 0,25 ou de 0,50 ponto porcentual. (Págs. 1 e B4)
Ministros pedem análise de recursos do mensalão
Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) pressionaram ontem o presidente da corte, Joaquim Barbosa, para que leve a julgamento do plenário os recursos de réus do mensalão, informa Felipe Recondo. Mesmo os que votaram pela condenação dos réus consideram um erro do ministro engavetar pedidos da defesa para que os prazos de recursos sejam estendidos. Eles querem impedir o discurso de que o tribunal perseguiu os réus por não ter julgado os recursos a tempo. (Págs. 1 e Nacional A4)
Bancadas na Câmara 
Representantes de oito Estados prejudicados com a redistribuição das cadeiras de deputados federais lançaram ofensiva para barrar a decisão do TSE, que vale para 2014. (Págs. 1 e A9)
Fila para tratar infertilidade chega a 5 anos
Casais inférteis que não têm recursos para pagar por um tratamento de fertilidade esperam até cinco anos na fila de um dos oito centros que fazem esse tipo de atendimento pelo SUS, segundo a Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. A demanda é grande; o problema atinge de 8% a 15% dos casais. (Págs. 1 e Vida A22)
Governo rejeita redução da maioridade penal
O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) reiterou que o governo é contra a redução da maioridade penal. Ele falou um dia depois de o governador Geraldo Alckmin defender penas mais duras para jovens infratores, motivado pelo assassinato de Victor Hugo Deppman por um rapaz prestes a completar 18 anos. (Págs. 1 e Cidades C1)
Estado mudará lei de concurso para docentes (Págs. 1 e Vida A26)


Inspeção é sancionada; falta definir reembolso (Págs. 1 e Cidades C5)


Kerry adverte Coreia do Norte sobre míssil (Págs. 1 e Internacional A18)


Bênção de mentor
Dois dias antes das eleições na Venezuela, o candidato governista, Nicolás Maduro, e Maradona visitam túmulo de Chávez. (Págs. 1 e Internacional A12)
Dom Odilo P. Scherer: Aborto e a supressão da vida
A questão da dignidade humana e do direito à vida é muito séria para ficar refém da pressão ideológica. O direito de viver não deve ser negado. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Thomas L. Friedman: O quarto de século árabe
A Primavera Árabe, que pôs fim a vários regimes, agora se parece mais com a Guerra dos Trinta Anos do que com a queda do Muro de Berlim. (Págs. 1 e Visão Global A16)
Tutty Vasques: Contra Thatcher
Cristina Kirchner será bem-vinda aos protestos contra a dama de ferro em Londres. Devem até aplaudí-la para espezinhar a falecida. (Págs. 1 e Cidades C6)

Notas & Informações: O ponto fraco de Maduro
Maduro não é Chávez - e essa é a sua fraqueza talvez irremediável diante dos olhos da população. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: O que a troca do vestibular pelo Enem mudará na UnB
A partir de 2014, haverá três formas de ingresso na Universidade de Brasília: pelo próprio Exame Nacional do Ensino Médio, por meio do PAS e via a tradicional seleção que a instituição faz no meio do ano. O atual sistema de cotas foi mantido para todos os tipos de acesso. (Págs. 1, 21 e 22)
Inflação põe governo em alerta. Juros vão subir
O ministro da Fazenda e o presidente do BC romperam o silêncio antes da reunião do Copom e sinalizaram com o aumento da taxa Selic, interrompendo a queda iniciada em agosto de 2011. Eles também prometeram medidas, até mesmo impopulares, contra a alta de preços. (Págs. 1, 9 e 10)
Brasileiro está entre as feras do ensino nos EUA
Professor de alunos especiais em pré-escola da Flórida, Alexandre Lopes é um dos quatro finalistas que disputam o título de melhor educador dos Estados Unidos. Prêmio será entregue por Obama no dia 23 deste mês. (Págs. 1 e 8)
GDF contratará 100 médicos com salário de até R$ 20 mil (Págs. 1 e 13)


------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: A vantagem de ficar mais 1 ano na escola 
Cerca de 300 mil estudantes que acabaram de chegar ao ensino médio são os primeiros do país que fizeram nove anos de fundamental, etapa em que entraram um ano mais cedo, aos 6. Em 2004, Minas Gerais inaugurou na educação brasileira esse sistema, que se tornou obrigatório em todo o território nacional em 2010. Os resultados já são visíveis. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de Minas saltou de 4 para 6 na última avaliação do governo federal, alçando o estado à condição de melhor do país. A evolução no aprendizado poderá ser verificada mais detalhadamente quando sair o resultado de uma prova aplicada a esses alunos pioneiros na semana passada. Mas eles mesmos são quase unânimes em dizer que se sentem mais bem preparados para a sequência dos estudos. (Págs. 1 e 17)
Conta de água vai aumentar 5,25% (Págs. 1 e 14)


Epidemia: Minas tem a 44ª morte por dengue
Estado teve mais de 10 mil novos casos confirmados da doença em uma semana, passando de 43.119 pessoas infectadas para 53.732. Outras quatro mortes estão sob suspeita e aguardam resultado de exames. Em BH, o índice de infestação de larvas do Aedes aegypti aumentou para 3% em março. (Págs. 1 e 19)
Estatuto do menor opõe Dilma a tucano
Um dia depois de o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defender a redução da maioridade penal, a presidente mandou dizer que o governo é contra. (Págs. 1 e 3)
Economia: Prévia do PIB de fevereiro aponta um recuo de 0,52% (Págs. 1 e 10)

Campos de treino da Copa em BH
O Independência e o Sesc de Venda Nova serão confirmados pela Fifa como Campos Oficiais de Treinamento (COTs) para as copas das Confederações e do Mundo (Pág. 1 e Capa)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Racionamento deve piorar (Págs. 1 e cidades 8)


Mantega admite aumentar os juros (Págs. 1 e economia 1 e 3)


Assistente de desembargador é condenado (Págs. 1 e Capa Dois)


PCR que multa mais alta para quem suja as ruas (Págs. 1 e cidades 6)


Educação de Quixabá dá novo exemplo (Pág. 1)


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Dilma anuncia R$ 2,4 bi para estradas gaúchas
Com agenda positiva, presidente prometeu obras de melhorias em duas rodovias, construção de uma terceira e pediu celeridade do Piratini nas análises ambientais. (Pág. 1)


Aumenta o dilema do BC sobre juro
Atividade econômica em queda e inflação alta desafiam a estratégia do governo. (Págs. 1, 4, 5, 14, 17 e Rosane de Oliveira 10)
Vacina X Vírus: Começa segunda-feira na rede pública a imunização contra a gripe. (Págs. 1 e Vida)


Santa Catarina: Polícia indicia 97 susupeitos por atentados
Inquérito mostra como as facções lideraram ataques de dento das cadeias. (Págs. 1 e 36)
";O pior foi quando resoveram me levar"
Após ter casa invadida, prefeita de Mato Leitão, Carmen Goerck, foi mantida refém. (Págs. 1 e 34)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços

Comentários