Bom dia. Vamos com as principais notícias dos jornais desta terça-feira, 30 de abril. Termina hoje, às 23h59, o prazo para a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física | Cerca de 4 milhões estão atrasados.





O Globo
Manchete: Rumos da pacificação - PM ocupa favelas para última UPP da Zona Sul
Na operação, que envolveu 420 homens, não houve troca de tiros

Comunidades de Cerro-Corá, Guararapes e Vila Cândido, no Cosme Velho, receberão em um mês a 33ª UPP da cidade

Em 30 minutos, sem disparar um tiro, cerca de 420 homens ocuparam ontem as últimas comunidades da Zona Sul que ainda estavam sob o domínio do tráfico — Cerro-Corá, Guararapes e Vila Cândido, no Cosme Velho. Ali será instalada a 33ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Com isso, o governo fecha o cinturão de pacificação na Zona Sul e dá mais segurança para a visita do Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude. (Págs. 1 e 8)

Merval Pereira

Eduardo Campos convida Beltrame a disputar governo do Rio pelo PSB em 2014. (Págs. 1 e 4)

PT ataca STF em dia de conciliação
Gilmar recebe Renan e Alves, mas deputados criticam ministro

Os presidentes do Senado e da Câmara foram ontem à casa do ministro Gilmar Mendes, do STF, tentar distensionar a crise entre Legislativo e Judiciário. Na Câmara, entretanto, dois deputados petistas fizeram o caminho inverso. Marco Maia (RS) defendeu proposta que limita decisões monocráticas de ministros do Supremo. Já Fernando Ferro (PE) fez ataques diretos a Gilmar Mendes, que paralisou projeto que inibe criação de novos partidos. (Págs. 1 e 3)

Operação da PF: Cúpula ambiental é presa no RS
A PF prendeu ontem 18 pessoas, incluindo os secretários de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul, Carlos Niedesberge (PC do B), e de Porto Alegre, Luiz Fernando Záchia (PMDB). São acusados de receber propina para liberar empreendimentos de mineração e imobiliários. (Págs. 1 e 6)
Resultado fiscal: Superávit fica 96% menor
O governo federal enfrenta uma conjunção de gastos maiores e arrecadação menor neste início de ano. Em março, o superávit fiscal ficou 96% abaixo do registrado no mesmo mês de 2012. (Págs. 1 e 21)
Enquanto isso, em Bauru... Igreja bane padre defensor de gays
A Diocese de Bauru excomungou ontem o padre Roberto Daniel, que defendera relações homossexuais e extraconjugais. (Págs. 1 e 6)
Guerra na Síria: Premier escapa de atentado
No ataque mais direto ao centro do regime sírio, o premier Wael al-Halqi escapou ileso da explosão de um carro-bomba em Damasco, segundo a versão oficial. Seis morreram. (Págs. 1 e 25)



Justiça autoriza 2ª reeleição de Evo Morales (Págs.1 e 26)


Ciência: UE em defesa das abelhas
A União Europeia decidiu proibir o uso de pesticidas ligados à mortandade de abelhas. Os insetos são cruciais para a polinização de cultivos. (Págs. 1 e 27)
OSB
Direção da Orquestra Sinfônica Brasileira espera renegociar patrocínio com a prefeitura e pede calma aos músicos. (Págs. 1 e Segundo Caderno)
Colunista: Luiz Garcia
Submeter decisões do STF a deputados e senadores não existe na democracia. (Págs. 1 e 17)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Congresso e STF acertam ‘trégua’, mas PT atropela
Projetos que deram início à crise estão suspensos; Marco Maia quer nova PEC para limitar poder da Corte.

A cúpula do PMDB no Congresso, em articulação com o Planalto, entrou em campo para reduzir a crise entre os Poderes Legislativo e Judiciário, que dura uma semana. Os presidentes da Câmara e do Senado, Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros, reuniram-se ontem com o ministro Gilmar Mendes.

Eles acertaram que o STF não tomará nenhuma decisão nesta semana sobre a votação do projeto contra a criação de partidos políticos. Em contrapartida, a Câmara deve inviabilizar a tramitação da proposta de emenda constitucional que tira poderes da Corte. O acordo, porém, foi atropelado por declarações do ex-presidente da Câmara Marco Maia (PT-RS). Contrariando determinação da presidente Dilma Rousseff, Maia anunciou que vai apresentar nova PEC proibindo que liminares assinadas por apenas um ministro do STF suspendam projetos em tramitação no Congresso.

Marco Maia
Ex-presidente da Câmara (PT-TS)
‘Quem legisla, quem aprova mudanças na Constituição, quem altera o arcabouço legal do País é o Parlamento´. (Págs. 1 e política A4)

Arrecadação de impostos cai 9,3% com desoneração
A desaceleração da economia e a política seletiva de cortes de impostos provocaram queda de 9,32% na arrecadação federal de tributos em março, já descontada a inflação. No total, foram arrecadados R$ 79,6 bilhões. A receita menor ajudou a derrubar o superávit primário do governo central. Os principais fatores para o recuo de 9,32% na arrecadação foram a queda do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. (Págs. 1 e economia B1)
Entrega do IR pode ter lentidão 
0 prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda termina às 23h59. Para tributaristas, o importante hoje é fugir da multa por atraso. (Págs. 1 e B7)
Por dia, 10 adolescentes são detidos na capital paulista
No primeiro trimestre, 911 adolescentes foram detidos na capital, média de dez por dia. O número de crimes envolvendo menores aumentou no período, passando de 279, em janeiro, para 345 em março. A participação de adolescentes em dois homicídios nas últimas semanas reacendeu a discussão sobre maioridade penal. Em um dos casos, o da dentista queimada viva no ABC paulista, a polícia prendeu ontem o quarto suspeito de participar do crime. Thiago Pereira, de 25 anos, estava na casa de parentes. (Págs. 1 e metrópole A11)
Padre que defende gay é excomungado
A Igreja Católica excomungou o padre Roberto Francisco Daniel, de Bauru (SP). Ele é acusado de cometer heresia e ferir os dogmas da fé religiosa ao criticar a Igreja por sua posição sobre os homossexuais. (Págs. 1 e metrópole A15)
No Rio, ocupação à espera do papa
Liderados pelo Bope, policiais ocuparam as favelas Cerro-Corá, Guararapes e Vila Cândido. As comunidades ficam no entorno do Cristo Redentor, que deve ser visitado pelo papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude. (Págs. 1 e metrópole A12)
Dilma insistirá em recursos do pré-sal para educação
A presidente Dilma Rousseff disse que enviará nova proposta ao Congresso para que os recursos dos royalties do pré-sal sejam destinados exclusivamente para a educação. O anúncio foi feito em Campo Grande (MS), durante a entrega de 300 ônibus escolares. Dilma foi vaiada em protesto de produtores rurais. Os manifestantes cobravam do governo a suspensão das demarcações de terras indígenas até que o Supremo Tribunal Federal se manifeste. (Págs. 1 e política A4 e economia B3)
Dólar em sacolas para o Afeganistão
ACIA, principal agência de inteligência dos EUA, envia mensalmente dinheiro para o gabinete do presidente Hamid Karzai em malas, mochilas e sacolas. Objetivo é manter o acesso ao governo. (Págs. 1 e internacional A7)
Celso Ming: Inflação e pleno emprego
Para definição do volume de estímulos fiscais, o governo não julga necessário levar em conta o nível do emprego, o que pode sair caro. (Págs. 1 e economia B2)

Notas e Informações: Declarada a gandaia fiscal
A farra fiscal está mais aberta do que nunca e já se pode considerá-la oficializada pelo governo. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Primeiro lote terá até R$ 3 bi de restituição
Se você deixou tudo para a última hora, chegou o dia de encarar o Leão: termina hoje o prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda sem pagar multa. Aos que se apressaram e acertaram as contas com a Receita logo no início, uma boa notícia: aumentaram as chances de a restituição sair mais rápido. É que o governo, a exemplo de 2012, decidiu manter a política de megadevoluções como forma de turbinar o consumo das famílias e injetar dinheiro na economia. Com isso, o primeiro lote pode chegar ao valor de R$ 3 bilhões — superando os R$ 2,6 bilhões do ano passado — e beneficiar 2 milhões de contribuintes. (Págs. 1, 9 e 10)
ANS: fraude livra de queixas planos de saúde (Págs. 1 e 11) 


Educação: Revisão das cotas já divide a UnB
Alunos e professores divergem sobre a manutenção da reserva de vagas para negros, tema que será debatido por uma comissão interna. Adotado há 10 anos pela universidade, o sistema voltou a ser questionado depois do início das cotas sociais, previstas em lei federal. (Págs. 1, 21 e Visão do Correio, 14)
PEC da crise com STF perto do fim
Em reunião com ministro do Supremo, os presidentes do Senado e da Câmara dão sinais de que arquivarão a proposta que abriu crise entre Legislativo e Judiciário. (Págs. 1 e 2)
Mensalão dos EUA para líder afegão
O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, admitiu ter recebido dinheiro da CIA. Segundo denúncias, milhões de dólares foram enviados em troca de influência no governo. (Págs. 1 e 16)
Brasil X Japão terá segurança de 5 mil homens (Págs. 1 e Superesportes 2 e 3)


------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Nível das represas é baixo, mas afasta racionamento
Durante todo o verão, a discussão sobre o nível dos reservatórios das hidrelétricas foi acirrada. Os críticos mais alarmistas falaram em racionamento de energia, possibilidade que o governo sempre rejeitou. Com a chegada do outono, acaba também a polêmica. Os principais reservatórios chegam ao fim do período de chuvas com o menor volume de água armazenada dos últimos 12 anos.

Esse nível é muito baixo, o pior desde 2001, o ano do apagão, mas especialistas consideram boas as chances de o país atravessar o período de estiagem, de maio a novembro, sem sobressaltos e minimizam os riscos de racionamento em 2014. (Págs. 1 e A16)



Dívida externa de empresas aumenta 35%
Com melhores condições para tomar recursos no exterior, empresas de capital aberto aumentaram a participação da dívida em moeda estrangeira no total de seu endividamento, de 33,6% em 2011 para 37,6% no ano passado. A dívida cresceu 35%, para R$ 315,7 bilhões, aponta levantamento com 266 companhias de capital aberto. Para 2013, a expectativa é que o volume captado lá fora seja menor, uma vez que as empresas estão capitalizadas e o custo para tomada de recursos, incluindo operações de hedge, aumentou. A exceção são as linhas bilaterais ligadas à exportação, que continuam com condições atraentes. (Págs. 1 e C3)
Pfizer deve assumir 100% da Teuto
Dois anos e meio após comprar 40% do laboratório goiano Teuto, especializado em genéricos, a americana Pfizer pode exercer o direito de aquisição dos 60% restantes. Ela também se prepara para começar a exportar medicamentos com a marca Teuto para países latino-americanos. A companhia já tinha pequena operação com genéricos nos EUA, mas a sociedade com a Teuto marcou a entrada definitiva do grupo no segmento.

No acordo feito entre as duas empresas está previsto que a Pfizer poderia exercer a compra de 60% entre o fim de 2013 e início de 2014, por um múltiplo de 14,5 vezes o Ebtida. O Valor apurou que isso equivale ao desembolso de R$ 1,3 bilhão a R$ 1,7 bilhão. (Págs. 1 e B8)

Cerco global ao segredo bancário
O Brasil participa na OCDE de projeto que pretende impor a troca automática de informações bancárias de clientes no mundo todo, de forma que os bancos serão obrigados a facilitar o acesso aos dados pelo Fisco de cada país.

Além do Brasil, China, Índia e Rússia participam com os 34 países da OCDE do grupo que elabora o plano para reforçar o combate à evasão fiscal e ao segredo bancário em paraísos. O projeto deverá estar pronto até o fim do ano e em pleno vigor até 2015. (Págs. 1 e C1)

Tecnologia digital põe o pé na estrada
Para pôr o pé na estrada, mochileiros levam apenas o essencial. O problema, nesses tempos conectados, é que mudou a percepção do que é essencial. Um ponto de acesso à internet pode parecer tão vital quanto água potável, e uma bateria carregada, tão reconfortante quanto um prato de sopa em noite fria.

Não é porque você vai dividir seu espaço com estranhos em algum albergue distante que também terá de se privar das comodidades da tecnologia. (Págs. 1 e D6)

Atritos na disputa pela OMC
A campanha de Reino Unido e França contra o brasileiro Roberto Azevedo à direção-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) levou autoridades em Brasília a falar em revisão da “aliança estratégica” com esses países. (Págs. 1 e A2)
Embraer fecha contrato de US$ 1,2 bi
A Embraer anunciou ontem a venda de 30 jatos do modelo 175 para a United Airlines, avaliados em US$ 1,2 bilhão. O contrato inclui ainda a opção de venda de mais 40 aeronaves, o que elevaria o total da operação a US$ 2,9 bilhões. (Págs. 1 e B7)
Rodovias
Pesquisa da Fundação Dom Cabral mostra que as rodovias continuam sendo o maior vilão do custo Brasil. “Estradas em más condições são o maior entrave aos negócios para mais da metade(54,5%) das maiores empresas do país”, diz Paulo Tarso Vilela. (Págs. 1 e Caderno especial)
Energia
Crescimento do mercado brasileiro de equipamentos para o setor de energia, que é estimado em R$ 35 bilhões por ano até 2020, leva multinacionais como ABB, GE, Alstom e Siemens a redefinir suas estratégias de atuação no país. (Págs. 1 e Caderno especial)
Imóveis de risco
Queda dos ganhos em carteiras que ofereciam retomo garantido e a renegociação de contratos de aluguel têm afetado o desempenho dos fundos imobiliários. Em março, dos 77 fundos negociados em bolsa, 43 tiveram retomo negativo. (Págs. 1 e Dl e D2)
Rio incentiva troca de caminhões
Para modernizar a frota de caminhões, o governo fluminense isentou do ICMS a compra desses veículos a partir de junho. Em troca, deve ser dada baixa de caminhão com 20 anos ou mais no Detran-RJ e comprovada sua destruição por empresas recicladoras. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Delfim Netto

Situação fiscal e o equilíbrio externo apresentam alguns sinais nebulosos cuja evolução exige cuidado. (Págs. 1 e A2)

Raymundo Costa

Bloqueio a novos partidos é autoritarismo de uma maioria casual assentada em base eticamente nada republicana. (Págs. 1 e A8)

Políticas de austeridade afetam saúde de europeus e americanos (Págs. 1 e A13)


Troca de chefia no Santander mostra rigor do BC espanhol (Págs. 1 e B13)


PEC das domésticas abre perspectiva para empresas de limpeza, diz Lilian, da House Shine. (Págs. 1 e Franquias/ Valor Setorial)


------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Contra o aviso de blitz
Polícia quer coibir uso do Twitter para informar sobre operações da Lei Seca em BH.

Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos apura a participação de tuiteiros na postagem de 16 mil mensagens no site Blitz BH, inclusive com pedido de quebra do sigilo de IP dos computadores. Os dois jovens que criaram a conta no Twitter já foram ouvidos. Eles e todos aqueles que informaram sobre as blitzes podem ser processados com base no artigo 265 do Código Penal.

A acusação é de atentado à segurança ou ao funcionamento de serviços de utilidade pública, com pena prevista de um a cinco anos de reclusão. O delegado Pedro Paulo Marques vai se reunir com representantes do Ministério Público e do Judiciário para que sejam cobradas explicações dos provedores que abrigam esse tipo de serviço, oferecido também em outros sites e aplicativos para smartphones. (Págs. 1 e 17)

Planos de saúde: Fraude reduz as reclamações
Pelo menos 65 queixas de clientes de planos de saúde foram apagadas do sistema da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), pondo em dúvida o controle sobre as operadoras. Um funcionário foi demitido e o caso entregue à PF. (Págs. 1 e 12)
Eleições 2014: Eduardo Campos intima Lacerda
Presidente do PSB, pré- candidato à sucessão de Dilma, dá prazo de um mês para o prefeito de BH decidir se concorrerá a governador. Caso contrário, já convidou o deputado federal Leonardo Quintão (PMDB) se filiar à legenda e ser candidato.(Págs. 1 e 3)
Transparência: Maioria das prefeituras mineiras ignora a lei (Págs. 1 e 4)


------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Dia de transtorno e alívio
Semana começou com trovoadas e velhos problemas, como nas fotos dos leitores acima. Mas a chuva chegou às barragens e racionamento da RMR não deve durar muito. Agreste também festeja. (Págs. 1, Capa Dois , 9 - voz do leitor e Cidades 1 a 3)
Preso tira tornozeleira para assaltar
Cinco de seis acusados apresentados ontem cumpriam semiaberto e destruíram equipamento eletrônico para cometer novos crimes. (Págs. 1 e Cidades 4)
Recife terá seu próprio plano contra o crack
Programa, em fase de finalização, vai envolver nove secretarias da PCR. (Págs. 1 e Cidades 6)
Arena precisa faturar mais R$ 35,5 milhões
Se a meta não for atingida até junho de 2014, Estado vai bancar o prejuízo. (Págs. 1 e Economia 1)
Secretário de Estado é preso no Sul
Titular do Meio Ambiente gaúcho é acusado de fraudes em licenciamentos. (Págs. 1 e 6)
Padre defende homossexuais e é excomungado (Págs. 1 e Capa dois)


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Escândalos: PF prende dois secretários e mais 16 por fraude ambiental
Esquema de pagamento de propina em troca de licenças leva à prisão servidores públicos, consultores, empresários e a cúpula do Meio Ambiente do Estado e da Capital.

Carlos Niedersberg, secretário estadual do Meio Ambiente.

Luiz Fernando Záchia, secretário do Meio Ambiente da Capital.

Berfran Rosado, ex-secretário do Meio Ambiente e consultor.

Apreendido meio milhão em reais, dólares e euros.

O impacto da ação na viagem de Tarso.

Suspeitos são levados para o Presidio Central. (Págs. 1 e 4 a 10, Rosane de oliveira 12 e Paulo Santana 47)

Acerto com o Leão: Dicas para quem deixou o IR para a última hora
No dia em que termina o prazo, cerca de 5 milhões de brasileiros ainda não enviaram a declaração. (Págs. 1 e 19)
Reação em Brasília: Congresso vai discutir órfãos da violência no lar
Drama de crianças que tiveram mães mortas por companheiros será foco de comissão mista. (Págs. 1 e 29)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Empreiteiras desistem das obras do DNIT com regime de urgência
Apenas este ano, o órgão ligado ao Ministério dos Transportes aprovou, no modelo diferenciado, contratos de R$ 1,5 bilhão, divididos em 28 licitações, mas as empresas vencedoras se arrependeram do negócio e deixaram de celebrar os acordos. (Págs. 1 e 6)
BB Seguridade e Smiles dão novo ritmo à BM&FBovespa
A subsidiária do Banco do Brasil, que chegou ontem à bolsa, captou R$ 11,47 bilhões com a oferta de ações, maior volume mundial neste tipo de operação, feito comemorado por Aldemir Bendini, presidente do BB. (Págs. 1 e 4)
Petrobras na busca da autossuficiência
Diretoria da empresa prevê para 2014 o equilíbrio entre produção e consumo de petróleo. No caso dos derivados, a marca só será alcançada em 2018. (Págs. 1 e 17)
P&G terá fábrica em Pernambuco
“O Estado tem boa logística e um plano concreto de infraestrutura”, diz Alberto Carvalho, presidente da empresa, que negocia com Eduardo Campos. (Págs. 1 e 16)
Brasil vai defender política industrial em comitê da OMC
Criticado por EUA, Japão e UE, o governo dirá que incentivos não são barreira protecionista. (Págs. 1 e 6)
Desonerações já prejudicam a receitada União
Arrecadação de tributos federais somou R$ 79,6 bilhões em março, com queda anual de 9,32%. (Págs. 1 e 8)
Padilha deve ser o candidato do PT ao governo de SP
Com a desistência de Aloizio Mercadante, ministro da Saúde é o nome favorito na legenda. (Págs. 1 e 10)
Farpas entre aliados
Silvio Berlusconi provoca novo premiê italiano Enrico Letta ao afirmar que esquerda tem de fazer autocrítica. (Págs. 1 e 44)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços

Comentários