Dia dos Jornalistas: Dizer sempre a verdade



Na passagem do Dia do Jornalista, neste 7 de abril, o Portal Vermelho congratula-se com todos os profissionais que exercem o seu ofício com senso de responsabilidade e se apegam à verdade como o valor mais precioso, em contraste com a usina de mentiras em que se transformaram os meios de comunicação privados e monopolizados.
Na atualidade, a luta pela informação correta, a análise justa, a opinião vertical, a posição lúcida – componentes de uma das maiores batalhas contemporâneas, a batalha das ideias – choca-se com um dos mais avassaladores poderes, o poder da vetusta mídia, a serviço das classes dominantes retrógradas e do imperialismo, sempre atuante no ofício de mentir e tergiversar, para proteger e promover interesses espúrios em detrimento dos interesses nacionais e populares.
Nesta batalha de ideias, esses meios de comunicação a serviço de tais interesses submetem a uma brutal exploração enormes contingentes de trabalhadores que exercem sua profissão em condições aviltantes, recebendo baixos salários e submetidos a um rígido controle ideológico que evidencia como conto da carochinha a propalada liberdade de expressão. 
A celebração não seria justa, porém – e sempre tem um porém, para empregar um dos bordões prediletos de um dos mais brilhantes cronistas do Brasil, o saudoso Plínio Marcos – se não assinalássemos também que a hegemonia exercida pelas ideias conservadoras por meio dos grandes veículos de comunicação de massas, não seria possível sem a adesão consciente e interessada de um contingente também numeroso de jornalistas que se comprazem em fazer parte do aparato político-ideológico do conservadorismo, do neoliberalismo, do reacionarismo que caracterizam o pensamento da direita em nosso país e no mundo.
A constatação é válida para que tomemos consciência de um dos aspectos complexos da batalha, que obviamente não pode nem deve ser empreendida no nível dos ataques pessoais ou com a fulanização de opiniões e atitudes.
Saudando os jornalistas no dia dedicado à profissão, o Portal Vermelho renova o seu compromisso com as justas lutas sindicais e políticas da categoria e, como veículo de comunicação, reitera o seu empenho na divulgação da verdade, na denúncia das mazelas do capitalismo, das políticas opressivas e espoliadoras da burguesia monopolista-financeira, do intervencionismo, militarismo e belicismo dos potentados internacionais. 
E como luta particularmente aguda nos nossos dias, associamo-nos a todos os que se empenham pela democratização da mídia, esforçando-se no Brasil pela adoção de um marco regulatório, de acordo com o estipulado na Constituição do país. 

Comentários