Três acidentes causam mortes nas rodovias da Região dos Lagos do Rio


Três pessoas morreram em acidentes nas rodovias da região.
Todas as mortes podem ter sido provocadas por imprudência.

Madrugada e início da manhã de sábado (6), foi marcada por três acidentes que causaram três mortes nas rodovias da Região dos Lagos do Rio. Em todos os acidentes há suspeita de imprudência dos motoristas.

Outro motivo que pode ter contribuído para os acidentes é a falta de sinalização, da instalação de novos radares na RJ-140. Uma das vítimas, Ketlen Soares dos Santos, de 23 anos, estava em uma moto e segundo testemunhas freou por causa do radar, e acabou sendo atingida por um carro que seguia em alta velocidade.

De acordo com a polícia, a jovem não tinha habilitação, o motorista do carro, Marlon Rodrigues da Silva Reis, de 25 anos, chegou a falar para os policiais que havia bebido antes de dirigir, mas se negou a fazer o teste do bafômetro.
Mesmo assim, o caso foi registrado como homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, o motorista do carro foi ouvido pela polícia e liberado. Na RJ-138, próximo a Araruama, um adolescente de 17 anos anos morreu depois que a moto que pilotava foi atingida por um carro durante uma ultrapassagem. O adolescente não usava capacete.
Na  RJ-106, em Saquarema, um homem de 41 anos perdeu o controle da direção e bateu de frente com uma caminhonete, o homem ficou preso nas ferragens e morreu no local. O Departamento de Estradas e Rodagem, informou que a sinalização em radares eletrônicos não é mais obrigatória.
Dependendo da localização, o DER opta por sinalizar ou não os equipamentos diante da constatação de risco aos motoristas. E completou dizendo que é obrigatório respeitar os limites de velocidade estabelecidos para cada rodovia, independentemente da presença dos radares.
...
G1

Comentários