Arraial do Cabo vai revitalizar a orla da Prainha


A nova estrutura vai prestigiar os pescadores, ambulantes e pedestres
A Prefeitura de Arraial do Cabo através das Secretarias do Ambiente e Obras em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) determinado pelo Ministério Público que está sendo aplicado no litoral brasileiro, estará promovendo a restauração ambiental da orla da Prainha.  A ação consiste em recuperar a restinga e construir novos quiosques que serão adequados à nova determinação. Os 31 quiosques antigos deverão ser demolidos até o dia 31 de outubro.
De acordo com o secretário do Ambiente, David Aguiar, a construção dos quiosques acontecerá em conjunto com a recuperação ambiental.
“A importância da ação é conservar a orla da Prainha adequando os 31 novos quiosques, reparar o meio ambiente e uma estrutura para atender o pescador. Sendo que, na área da casuarina, os novos quiosques serão suspensos porque a restinga recuperada”, disse o secretário.


De acordo com o projeto, não serão mais permitidas mesas e cadeiras na faixa de areia, todas terão que ficar no calçadão e deques.  Os ambulantes continuarão trabalhando na praia, sendo fiscalizados pela Postura, mas os estandes vão ser retirados. A quadra de vôlei será mantida.
“A proibição do estacionamento já foi uma medida que a gente cumpriu. A rua da orla vai contemplar mais o pedestre e só vão entrar veículos para carga, descarga e serviços”, completou David.
Para os pescadores serão reservadas seis salas para guardar os apetrechos de pesca e uma cozinha para processar o mexilhão. Além disso, os pescadores terão sua atividade revitalizada e uma área isolada na areia para guardar as embarcações.
As datas de demolição dos quiosques e a construção das novas instalações ainda não foram definidas pela Secretaria de Obras. Mas, o prefeito Andinho informou que pretende adiantar a ação para que os donos dos quiosques não sejam prejudicados no verão, quando a cidade recebe maior número de turistas. 

Comentários