Novos rumos da Cultura em Cabo Frio

Instalação oficial do Conselho Municipal de Cultura aconteceu na terça-feira
 Conselheiros tomam posse no Conselho Municipal de Cultura de Cabo Frio


A instalação oficial do Conselho Municipal de Cultura de Cabo Frio na noite de terça-feira (21/5) foi marcada pela simplicidade e muito trabalho. Os mais de 30 conselheiros escolhidos pelos setores culturais da cidade foram recebidos pelo Secretário de Cultura José Facury e pela artista plástica e subsecretária Beth Michel. Com o Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb fechado, Facury e Beth receberam os conselheiros no melhor estilo ensaio/teatro. No palco e sentados em cadeiras de plásticos conduziram o encontro num proveitoso bate-papo em que problemas foram apontados e soluções apresentadas para acelerar a consolidação dos movimentos culturais na cidade.  Pelo estatuto, o Conselho Municipal de Cultura é sempre presidido pelo Secretário de Cultura.



Facury ressaltou que a instalação do Conselho de Cultura é uma antiga reivindicação de quem vive da arte cultural e marca um novo momento da administração pública que percebe os movimentos culturais como um setor importante para o crescimento do município.

- Um secretário só não é nada. Se tiver uma equipe de trabalho já é alguma coisa, mas quando reúne todas as formas de manifestação, aí começa a trabalhar com cultura. Queremos  também revigorar o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, mas tudo começa aqui com a participação de todos – disse o secretário, ao dar boas vindas ao grupo de trabalho.

Cada participante da reunião pode manifestar o ponto de vista de seu segmento e sugerir mudanças. A maioria se mostrou satisfeita com a instalação do conselho.

Para o escritor e presidente da ArtPoP, Carlos Alberto Souza, o momento é histórico na região.

– Fico feliz pelo resultado alcançado no Fórum de Cultura e hoje termos tantas pessoas representando os diversos segmentos da cultura da cidade – disse.

Já o suplente da secretaria de cultura de Cabo Frio, o produtor  Fábio Romero de Barros Alencar, especialista em legislação cultural, destacou que o setor vive um dos melhores momentos por foram criados novos caminhos para se obter recursos para produções culturais

– É um momento importante porque é a nova fase da cultura no Brasil. Tanto na questão do uso de verba e na qualidade dos trabalhos financiados pelo poder público.

Representando a Secretaria de Comunicação de Cabo Frio, o estudioso do samba e suplente da Secom no Conselho,  Julio Viggiani, destacou a importância da participação de todos os segmentos  e colocou a Secom à disposição para a divulgação dos eventos da cultura.

– Nossa função principal é divulgar as ações das secretarias e das ações administrativas da prefeitura, mas a nossa Secretaria está de portas abertas para divulgar os eventos culturais de cidade. Estamos prontos para colaborar.

A reunião, que durou cerca de duas horas, foi registrada pelos participantes como histórica porque reuniu tanto produtores da cultura quando representantes do poder público com olhar na mesma direção.

O presidente da Associação de Blocos Carnavalescos de Cabo Frio, Jorge Bongô se mostrou satisfeito com a união dos movimentos de arte.

– Cabo Frio tem o perfil da alegria. E nós conseguimos fazer o primeiro Carnaval Solidário e acreditamos muito na união de todo em favor da nossa cultura – disse.

Facury explicou também que já existe um consenso entre as secretarias municipais de trabalharem unidas em favor da cultura. As ações em conjunto são sempre de apoio aos eventos.

– Chegamos a uma divisão em que a Secretaria de Cultura trabalha com músicos locais, a de  Eventos com artistas de fora e a de  Turismo entra quando o evento tiver foco comercial e turístico e  assim podemos “ver” melhor a atuação de cada secretaria sem conflitar os movimentos culturais – disse o secretário.

Para encerrar, Beth Michel pediu que ativistas culturais estejam sempre trocando informações para fortalecer o setor.

– Agora a cultura vai andar nos trilhos e eu espero a colaboração não só  dos artistas mas também dos produtores culturais. Boa sorte a todos – finalizou.  

O mandato dos membros do Conselho é de dois anos e termina em 31 de dezembro de 2014.

O secretário e presidente do Conselho Jose Facury marcou para o próximo dia 17 de junho às 17 horas, nova reunião na sede da Secretaria de Cultura, no prédio onde funcionava a Prolagos, em frente ao terminal de ônibus, no Itajuru. O encontro será apenas para os titulares das representações culturais.

Texto: Da Redação
Fotos: Walmor Freitas/W2Imagens


Sugestão de legenda: Conselheiros tomam posse no Conselho Municipal de Cultura de Cabo Frio

Comentários