Querem transformar Búzios no "pinico" da Região dos Lagos

349334
Vereadores na quinta-feira (23) foram até os limites
do Una com a Praia Rasa, para constatar ?in loco?
 que o rio Una já está recebendo uma carga de afluentes
 vindos de ETEs, além de sua capacidade,
problema relatado pelo jornal Primeira Hora

Audiência pública na Câmara de Búzios discutirá na segunda feira (27) projeto de lei estadual 2158/2013 que pretende redirecionar para a Bacia do Rio Una todos os afluentes de ETEs da região

Por Guilherme Barcellos
 Na próxima segunda-feira (27) as 10h, acontecerá na Câmara de Vereadores de Búzios uma Audiência Pública na qual será discutida a aprovação do Projeto de Lei (PL)2158/2013 de autoria do governo estadual que autoriza, e outorga, a Prolagos, subsidio no valor de R$ 11, 5 milhões que deverão ser usados na implantação de uma infraestrutura para a transposição dos efluentes das estações de tratamento de esgoto de Iguaba Grande, Cabo Frio e Búzios para o Rio Una, na praia Rasa, a apenas algumas dezenas de metros da Praia da Gorda, colado ao Mangue de Pedra.
Os impactos ambientais sofridos na bacia do Rio Una, consequência do despejo de grande quantidade de efluentes advindos de Estações de Tratamento de Esgoto que atendem diversos pontos da região, já fora objeto de diversas matérias e denúncias feitas pelo jornal primeira Hora desde 2009 (edição de número 1284) e mais recentemente nas edições 1472  e 1492.


Alertados pela iminente aprovação pelos deputado que compõem a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), o projeto 2158/2013 recebeu imediata reação contrária dos vereadores da Cidade, e da população de Búzios, que sequer foram consultados sobre o tema.  Na Sessão Ordinária daquela Casa, ocorrida na terça-feira (15) a Câmara enviou oficio para a presidente da Comissão de Saneamento Ambiental da ALERJ solicitando que fosse realizada uma Audiência Pública, em caráter de urgência, para que o projeto, e as consequências de sua aprovação, possam ser discutidas com a população local. Apesar da reação, os vereadores informam que em nenhum momento o Poder Legislativo de Armação dos Búzios foi consultado sobre o assunto, entendendo que, dada a relevância da matéria, a mesma deveria ser discutida com o Legislativo local, e sua população, já que Búzios é o único município que receberá o impacto negativo da aprovação do referido Projeto.

Perigo real

Considerando que o Rio Una desemboca na Praia Rasa, existe uma grande preocupação de que o lançamento dos efluentes advindos das estações de tratamento de esgoto de vários municípios da região possam poluir toda a 'baia de Búzios', ou seja: não apenas a região da praia Rasa ficaria comprometida, mas toda a extensão de mar que banha aquele lado da península, que tem no outro extremo, a ponta de João Fernandinho. 
Os vereadores que estiveram presentes na Sessão da Câmara de quinta-feira (23) reforçaram entendimento contrário aos exarados nas justificativas do referido projeto de lei, e aproveitaram para conclamar toda população que compareça a Audiência Pública do dia 27, próxima segunda-feira, para que seja mostrado o grau de descontentamento da população face a aprovação do dispositivo legal número  2158/2013 da ALERJ.
De acordo com o texto do PL, além de reconduzir todos os resíduos que antes tinham destinação não apenas ao canal de Itajuru, mas também, pontos distintos da lagoa de Araruama, e redireciona-los para o leito do Rio Una, os afluentes de uma nova estação de tratamento de esgoto que atenderia somente o bairro de Geribá, bem como aquela já instalada em Cem Braças, seriam também lançados naquele corpo hídrico, já saturado pelos lançamentos de resíduos advindos da ETE de Campos Novos, que trata de forma primária o esgoto de todos os bairros localizados no lado esquerdo do canal de itajuru, além de Cantagalo, Alecrim e parte de Jardim Esperança.

Manifestação dos vereadores

-É inacreditável constatar que, ainda hoje, quando tanto se fala em sustentabilidade, ainda encontremos projetos como esse que tramita na ALERJ sem sequer levar as discussões para os municípios envolvidos e diretamente afetados – disse inconformado o vereador Lorram Silveira.
-Para o vereador Felipe Lopes essa é mais uma bandeira levantada por forças de fora contra a Cidade e o povo tem que se manifestar-disse
Já o vereador Henrique Gomes, que havia feito a denuncia da Tribuna da Câmara, a propósito da tramitação do Projeto de Lei na ALERJ, disse que; 'não entende a visão dessas pessoas que sequer vieram a Búzios para discutir uma questão tão séria'.
-Estão simplesmente querendo transferir um problema: tiram os detritos que antes eram lançados nas Lagoas de Saquarema e Araruama e os despejam aqui - se manifestou Messias Carvalho.
-Já venho formulando denuncias, e chamando atenção das autoridades locais, regionais e estaduais  a respeito do que estão querendo fazer com a bacia do Rio Una, e, consequentemente, com parte de nossa costa, há vários anos. Os órgãos estaduais devem tomar uma providência, pois nesse caminho, Búzios sofrerá sérias consequências- falou o presidente do Poder Legislativo, vereador Leandro Pereira.
Também a vereadora Joice Costa se disse perplexa em relação a esse fato. - Se necessário for, temos que acionar o Ministério Público Federal o quanto antes – asseverou a nobre vereadora.

Comentários