Garanhão de idosas motivou projeto da ‘Cura gay’


article image
Proposta que levou Feliciano ao centro da polêmica não prevê "tratamento para gays" nem obriga os psicólogos a fazê-lo (Reprodução/Internet)

Jovem procurou ajuda profissional porque só conseguia se relacionar com idosas na faixa etária acima dos 65

por Leandro Mazzini
Ao contrário do que possa imaginar a massa popular, a motivação do projeto da ‘Cura gay’ é tão tragicômica quanto a interpretação que tomou os debates. A proposta nº 234 surgiu em 2011 quando o deputado João Campos (PSDB-GO) tomou as dores de uma psicóloga de Niterói (RJ), advertida pelo Conselho de Psicologia ao tratar quadro de ‘distúrbios sexuais’ de um jovem. Criado pela avó, ele procurou a profissional para ajuda, porque só conseguia se relacionar com idosas na faixa etária acima dos 65. Por motivos óbvios, a coluna vai preservar a psicóloga e seu cliente.
0