Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







segunda-feira, 17 de junho de 2013

Saúde de Cabo Frio reduz fila de espera para cirurgias ortopédicas

Já foram realizadas 231 cirurgias ortopédicas desde janeiro

Como resultado do novo modelo de assistência implantado pela Secretaria Municipal de Saúde, a fila de pacientes que aguardava por algum tipo de procedimento ortopédico em Cabo Frio, foi reduzida a zero. Segundo a coordenação do serviço de ortopedia municipal, de janeiro até maio, foram realizadas 231 cirurgias ortopédicas no município, enquanto que, o Hospital Geral de Araruama, que atende 9 municípios da Baixada Litorânea, realizou no mesmo período, 177 procedimentos.

A cirurgia ortopédica é hoje em dia um dos mais importantes ramos da cirurgia. Diferentemente do que se costuma acreditar, a cirurgia ortopédica não trata somente fraturas, decorrentes principalmente dos elevados índices de acidentes, mas também problemas e defeitos referentes ao sistema musculoesqueletal, como deformidades congênitas, problemas crônicos e traumáticos além de problemas relacionados ao uso excessivo do tecido ósseo. De acordo com o coordenador do serviço de ortopedia do município, Dr. Francis Mello, as medidas relativas à ortopedia em Cabo Frio atuam em várias frentes e têm avançado em muitas delas. 


- Somente aqui no Hospital Santa Izabel, nossa equipe é formada por 9 profissionais. Além das cirurgias de emergência, com todo tipo de traumas e fraturas, criamos um sistema de busca ativa dos pacientes que aguardam por cirurgias mais específicas e estamos conseguimos atender essas pessoas que estavam internadas em outras unidades de saúde do município aguardando na fila de espera - diz o médico.

Para que a rede funcione com fluidez, diariamente, existem plantonistas no ambulatório de ortopedia do Hospital Santa Izabel. E os resultados são visíveis. Além das cirurgias eletivas e de emergência, a equipe chega a realizar em média 2 mil atendimentos por mês.

- São pacientes que chegam para revisão das cirurgias, para retirar os pontos e também aqueles que sofreram algum tipo de lesão, por exemplo, uma torção de tornozelo. A equipe está motivada e estruturada. O investimento da prefeitura foi feito numa articulação que envolveu os nossos profissionais de saúde como um todo, explica.

E os avanços não são apenas no atendimento de emergência e na realização das cirurgias. A secretária Municipal de Saúde melhorou o atendimento no Posto de Atendimento Médico (PAM), principalmente com a implantação do sistema de marcação de consultas que são agendadas para atendimento na semana seguinte.  Só no PAM, são realizadas semanalmente, 206 consultas.

- Pela primeira vez em anos não temos pessoas aguardando cirurgias ortopédicas. Acabamos com as filas para a marcação de consultas. Agora, graças a Deus, aos bons profissionais e a um governo sério, ético e que respeita a população, a vergonha chegou ao fim – concluiu o prefeito Alair Corrêa.

Texto: Alexandra de Oliveira | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde
Fotos: Til Santos
Postar um comentário