Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







domingo, 9 de junho de 2013

Unimed em Búzios: já estamos de saco cheio

A PACIÊNCIA TEM LIMITES
119598
POR EDUARDO ALMEIDA
 Tenho escrito nas últimas semanas sobre casos de saúde. Na última coluna falei sobre um velhinho que por falta de autorização do seu plano ficou esperando um mês deitado em um hospital, e ao finalizar seu exame e voltar para casa, não podia mais andar. De outra feita falei que o morador de Búzios que compra um plano da Unimed, só vai descobrir depois de associado que, dos 7000 médicos que o plano oferece no Rio de Janeiro, só existe um fisioterapeuta em Búzios, o Antonio Carlos (aliás, muito bom profissional),  e um médico no centro Unimed e pronto. Nenhum médico de Búzios - tirando esse Fisioterapeuta e o médico do centro da Unimed - atendem associados da Unimed na Cidade. Dos 7000 que a Unimed oferece para os associados no Rio de Janeiro, ficam 6998 fora do Município. O valor é menor pelo plano? Claro que não. O valor ainda é acrescido, pois você tem de ir a Cabo Frio, e se for de taxi é quase o valor de uma consulta. Mas a nossa coluna de hoje vai falar da foto acima. Na imagem, oito pessoas que residem em Búzios, estão, sabem em que lugar? Na delegacia de Polícia. Teriam sido vítimas de bandidos? Teriam sido assaltadas? Estavam em um acidente de trânsito? Nada disso: essas pessoas têm em comum, além da fisionomia cansada, um plano de saúde da Unimed. 


O que teria acontecido então para estarem na 127ª DP? Todos estiveram no mesmo dia no posto da Unimed, onde ficaram esperando o médico chegar, ficaram 1,2,3,4,5 horas e nada. Quando deu seis horas da tarde, a atendente foi para casa e largou todo mundo esperando, aí chegou o vigia, e tudo continuou como dantes. As 18h30 o médico ligou dizendo que não poderia aparecer no local e disse para todos irem para suas casas. Ao invés disso, adivinhem para onde foram os pacientes sem atendimento? Isso mesmo; para a Delegacia da Ferradura fazer um R.O.. Note-se que a moça que está de branco ao fundo da foto foi da delegacia direto para o Hospital Municipal, pois estava passando mal. 
Hoje não consegui fazer minha coluna, como de hábito faço todas as semanas para o PH. Chocou-me o ‘drama da vida real’, presenciada e ocorrida em Búzios.
Colaborador: Eduardo Almeida
Postar um comentário