Argentino mostra pênis, urina em loja e acaba preso; 'quer ver, usa a lupa', diz


Parece piada para zoar argentino, mas não é. Um ‘hermano' da terra de Maradona foi detido ontem, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, por ato obsceno após ficar pelado em uma loja e se exibir  para a vendedora. Não satisfeito, Leandro Luís Leiva, de 39 anos, urinou no provador e desafiou os policiais.
Como um cliente comum, o turista entrou no estabelecimento, que vende trajes de banho, e pediu para experimentar uma sunga. No entanto, no provador, o argentino tirou toda a roupa e começou a mostrar o pênis para a funcionária da loja, que, com medo de ser atacada, chamou um amigo e conseguiu conter Leandro. Acionados, policiais do 25º BPM (Cabo Frio) foram para o local e detiveram o gringo.


De acordo com os PMs, Leandro estava descontrolado e resistiu à prisão. Nu, ele fez xixi no provador e xingou os policiais.
Levado sem roupa para a 126ª DP (Cabo Frio), onde foi autuado por ato obsceno, o argentino bateu com a cabeça nas grades da carceragem e não respondeu às perguntas dos agentes. "Ele parecia estar possuído e não queria saber de ser detido. Nem contou se tinha família aqui no Brasil.", disse o sargento Frederico.
E tem mais: ao ser fotografado pela imprensa, Leandro soltou mais uma: "Pode ver. Se quiser olhar melhor, pega a lupa", disse ele, zombando do tamanho do próprio órgão genital.
Liberado pela polícia, o argentino foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cabo Frio, onde tomou banho, colocou uma roupa e ficou internado. A polícia informou que ele não quis ser submetido a exames para detectar se consumiu bebida alcoólica.
Meia Hora 
0