Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







quinta-feira, 4 de julho de 2013

Em Rio Bonito, polícia divulga que tio é suspeito de estuprar e matar menino de 9 anos

Crime foi para se vingar do pai do menino, irmão do suspeito, diz polícia. 
Adolescente também participou do crime em Rio Bonito, RJ.

O delegado Paulo Henrique da Silva, da 116ª DP em Rio Bonito, no interior do Rio de Janeiro, divulgou que já está procurando um dos suspeitos do estupro seguido de morte, de Pedro Lucas da Conceição, de 9 anos. Um adolescente, que também teria participado do crime, já está apreendido. Segundo o delegado, a criança foi encontrada morta com marcas de tortura, estrangulamento e estupro em um barranco na Estrada dos Cambucas, no bairro Basílio, em Rio Bonito. 
Pedro, de 9 anos, foi torturado, estuprado e morto (Foto: Arquivo pessoal)
Pedro, de 9 anos, foi torturado, estrangulado,
estuprado e morto (Foto: Arquivo pessoal)
O suspeito é tio da vítima e irmão do pai da criança. Segundo a Polícia Civil, ele tem duas passagens na polícia por tráfico de drogas nos anos de 2005 e 2008. Ainda de acordo com as informações da polícia, o crime foi motivado por vingança. "O acusado se queixava para outras pessoas que o irmão dele, pai do menino assassinado, não ia visitá-lo na cadeia e por isso ele dizia que ia se vingar ao sair da prisão e acabou matando o sobrinho para atingir o irmão", disse o delegado da cidade.
Adolescente de 14 anos confessa participação no crime (Foto: Heitor Moreira)
Adolescente de 14 anos  confessou participação
no crime (Foto: Heitor Moreira/G1)
O adolescente de 14 anos, que também teria participado do crime, foi apreendido na manhã desta quinta-feira (4). Ele já tinha passagem pelo Juizado da Infância e Adolescência, em razão de ato infracional, por tráfico de drogas. Segundo a polícia, o menor confessou a participação no assassinato do menino de 9 anos e teria revelado que, antes de morrer, a criança teria sido abusada sexualmente por ele e por Marcelo da Conceição.


O delegado informou também que quando o pai da criança foi até a delegacia saber como estavam as investigações, o irmão, suspeito de ser um dos autores do crime, ligou para o pai da criança e o ameaçou. Segundo o delegado, o suspeito teria dito  que a polícia podia ir atrás dele, pois ele estaria armado e iria se defender. O delegado Paulo Henrique também declarou que o supeito parecia não estar muito consciente do que estava falando ao telefone e que todos os polciais envolvidos na ocorrência estão perplexos com o crime, considerado bárbaro.
Bermuda de Pedro lucas e a pedra utilizada no homicídio do menino de 9 anos (Foto: Heitor Moreira)
Bermuda de Pedro e pedra utilizada no crime foram
recolhidas  (Foto: Heitor Moreira/G1)
''Todos nós estamos muito comovidos com a história. É tudo muito bárbaro. A vítima estava brincando de pipa com os amigos quando foi carregada para cima do morro pelo próprio tio e pelo adolescente. Lá em cima, eles estrangularam e torturaram a criança. Assim que a mesma ficou inconsciente, eles começaram a abusar da criança. Logo depois, a criança teria acordado, e foi aí que deram golpes com uma pedra de aproximadamente 4 kg na cabeça da vítima e depois a jogaram morro abaixo'', declarou o delegado.
A mãe do menor, extremamente abalada, não conseguiu falar sobre o assunto. A tia, Solange Barreto, técnica de enfermagem, está revoltada. "Era uma criança feliz e adorava brincar. Ele estava brincando de pipa com os amigos. Levaram o meu sobrinho para cima de um morro. Não tinha por que fazer o que fizeram. Todo mundo gostava muito dele", desabafou Solange.
Segundo o delegado Paulo Henrique da Silva, o crime se trata de um homicídio qualificado por motivo fútil, crime de tortura e estupro. A pena máxima nesses casos pode chegar a 30 anos de prisão. O menor vai ser apresentado à justiça. A polícia ainda procura por Marcelo da Conceição, de 31 anos. Quem souber alguma informação sobre o paradeiro do supeito, pode ligar para o número: (21) 2734-5091.
Moradores foram ao enterro para se despedir do menino  (Foto: Heitor Moreira)
Capela ficou lotada no velório de Pedro Lucas,
de 9 anos (Foto: Heitor Moreira/G1)
Parentes desmaiam durante enterro
O velório de Pedro Lucas da Conceição, de 9 anos, foi marcado por muita emoção de quem foi até o cemitério. O enterro aconteceu por volta das 16h desta quinta-feira (4), no Cemitério Jardim das Acácias, no mesmo bairro onde o menino morava. Duas pessoas desmairam durante o enterro. A capela do cemitério ficou lotada de amigos, parentes, colegas da escola e curiosos, que queriam de alguma forma prestar homenagem ao menor, ou até mesmo saber o que de fato tinha acontecido e o motivo do crime.

Colegas de um grupo do tae-kwon-do, do qual Pedro Lucas fazia parte, foram vestidos com quimonos para homenagear o menino. Uma ambulância do SAMU ficou presente no local para prestar socorro para quem passava mal. A avó materna da vítima teve que ser internada na UPA de Rio Bonito, porque estava passando muito mal. Toda a família espera por justiça.
''Queremos o verdadeiro culpado atrás das grades. Nada justifica o que fizeram com o nosso menino. Uma crueldade sem tamanho. Uma criança indefesa que só queria brincar e viver'', disse Solange, tia do menino.
Morro onde a criança foi assassinada com requinte de crueldade (Foto: Heitor Moreira)Morro onde Pedro foi assassinado fica próximo à casa onde ele morava (Foto: Heitor Moreira/G1)
Postar um comentário