Jornalista sofre tentativa de assalto e não morreu porque o carro é blindado


O carro foi alvejado duas vezes
O jornalista Carlos Tramontina, de 57 anos, sofreu uma tentativa de assalto que só não terminou em tragédia porque o carro que ele dirigia era blindado. Um dos bandidos chegou a atirar duas vezes na direção do apresentador do SPTV, segunda edição.
Se o carro não fosse blindado, um dos tiros poderia ter atingido o peito do apresentador, de acordo com informações da Polícia Militar. O outro disparo foi em direção à maçaneta do Volkswagen Jetta que Tramontina dirigia. O jornalista havia acabado de sair de casa, na região da Vila Mascote, zona sul da capital paulista, por volta das 8h desta quinta-feira, quando, em uma rua de pouco movimento, foi fechado por um Ford EcoSport de cor cinza. Outro carro, um Hyundai i30 branco, parou atrás.


Um homem negro, de aproximadamente 1,80 m, magro, aparentando 20 e poucos anos, desceu do carro, que ficou à frente, com uma pistola, foi em direção à porta e tentou abri-la. O apresentador deu a ré e o criminoso atirou na maçaneta e no para-brisa. O carro de Tramontina bateu no i30.
Os assaltantes fugiram após a reação do jornalista. O carro de trás foi abandonado no local. Assustado, Tramontina seguiu até um posto de combustíveis, na altura do número 2.000 da avenida Professor Vicente Ráo, e ligou para a Polícia Militar. PMs que passavam pela região foram apoiá-lo.
Um dos policiais dirigiu o carro do apresentador, que estava muito nervoso, até a sede da emissora, no bairro do Brooklin, onde ele foi amparado por colegas de trabalho. As informações da tentativa de assalto foram apresentadas no 96º Distrito Policial (Cidade Monções), mas serão remetidas ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e para a DAS (Delegacia Antissequestro), a pedido do próprio jornalista. Ele disse aos policiais que se lembra da fisionomia do assaltante e deverá fazer, nos próximos dias, um retrato falado.

Tramontina também contou aos PMs que passou por uma situação muito parecida há cerca de dois anos. Ele teria sofrido outra tentativa de assalto, mas escapou porque o carro era blindado.
CdB
0