Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







domingo, 28 de julho de 2013

Mais de 3 milhões de fiéis foram a missa em Copacabana neste domingo, diz Santa Sé

  • Reprodução
    A missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude foi celebrada pelo papa Francisco
    A missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude foi celebrada pelo papa Francisco
O porta-voz da Santa Sé, Frederico Lombardi, afirmou neste domingo (28) que mais de 3 milhões de fiéis, a maioria jovens brasileiros e latino-americanos, participaram da missa final da Jornada Mundial da Juventude  no Rio de Janeiro.


Jovens de 170 países estão cidade para participar da 28ª Jornada, cuja missa de encerramento aconteceu na praia de Copacabana. Diante de uma multidão que lotou toda a praia, o papa Francisco disse aos jovens peregrinos que não tenham medo de evangelizar outros jovens e de levar sua fé para outros lugares. Ele afirmou que a evangelização é um dos caminhos para "derrubar as barreiras do egoísmo, da intolerância e do ódio" e incentivou os presentes a "construirem um novo mundo".
"Queridos jovens, regressando as suas casas, não tenham medo de ser generosos com Cristo, de testemunhar o seu Evangelho. (...) Levar o Evangelho é levar a força de Deus para extirpar e destruir o mal e a violência; para devastar e derrubar as barreiras do egoísmo, da intolerância e do ódio", afirmou Francisco.
Pedindo à juventude católica que siga no sentido de "construir um novo mundo", o pontífice disse que a Igreja precisa "do entusiasmo, da alegria e da criatividade" dos jovens. "Jesus Cristo conta com vocês, a Igreja conta com vocês, o papa conta com vocês", disse Francisco.
Já no início de sua mensagem, o papa disse aos presentes que "foi bom" participar do encontro com os jovens dos "quatro cantos da Terra", mas que agora essa juventude deve transmitir aos demais a experiência que teve no Rio de Janeiro.
Francisco dividiu sua homilia em três mensagens principais, definidas por ele como "três palavras". Na primeira delas, o papa falou sobre a importância de compartilhar a fé.

PIRATA OU OFICIAL, SOUVENIR VESTE FIEL DOS PÉS À CABEÇA

"A experiência deste encontro não pode ficar trancafiada na vida de vocês ou no pequeno grupo da paróquia, do movimento, da comunidade de vocês. Seria como cortar o oxigênio a uma chama que arde. A fé é uma chama que se faz tanto mais viva quanto mais é partilhada, transmitida, para que todos possam conhecer, amar e professar que Jesus Cristo é o Senhor da vida e da história", pediu o papa.
A "segunda palavra" mencionou o medo de evangelizar, que deve ser combatido, de acordo com o papa, em conjunto. "Quando enfrentamos juntos os desafios, então somos fortes, descobrimos recursos que não sabíamos que tínhamos", falou o papa, que também convocou a Igreja a apoiar os jovens.
"Queria dar uma palavra também a vocês, queridos sacerdotes, que concelebram comigo essa eucaristia: vocês vieram acompanhando os seus jovens, e é uma coisa bela partilhar essa experiência de fé. Mas essa é uma etapa do caminho. Continuem acompanhando os jovens com generosidade e alegria, ajudem-lhes a se comprometer ativamente na Igreja; que eles nunca se sintam sozinhos".
A última etapa da mensagem foi dedicada ao "servir". Francisco pediu aos jovens que a vida de cada um "se identifique com a vida de Jesus", que seria uma "vida para os demais".

Agenda

No começo da tarde, o pontífice retornou de helicóptero para almoçar na Residência Assunção, no Sumaré, zona norte, onde está hospedado desde que chegou ao Rio de Janeiro na última segunda-feira (22).
Por volta das 16h, ele se encontra no local com a coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano e logo depois se despede da Residência Assunção.

Jornada Mundial da Juventude 2013200 fotos

1 / 200
28.jul.2013 - A presidente Dilma Rousseff, assiste missa de encerramento da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), celebrada pelo papa Francisco em Copacabana, no Rio de Janeiro, ao lado da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, do presidente da Bolívia, Evo Morales, e do presidente do Suriname, Desiré Bouterse Domenico Stinellis/AP
Às 17h30, o papa Francisco participará de um encontro com cerca de 15 mil voluntários da Jornada Mundial da Juventude, no Riocentro, na zona oeste da cidade. O pontífice deve fazer um discurso aos jovens.
Após deixar o Riocentro, o papa segue em direção ao aeroporto internacional do Rio de Janeiro --Galeão/Antônio Carlos Jobim--, na zona norte, onde fará um discurso de despedida e embarcará rumo a Roma. (Com AFP)

Frases do papa Francisco30 fotos

30 / 30
25.jul.2013 - Em discurso na favela de Varginha, zona norte do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (25), o papa Francisco apelou para que as pessoas se esforcem para que o mundo seja mais justo e solidário. O pontífice usou uma expressão popular no Brasil para demonstrar que é possível ser solidário. "Sei bem que quando alguém precisa comer e bate em suas portas, vocês sempre dão um jeito de compartilhar comida. Como diz o ditado, sempre se pode colocar mais água no feijão", afirmou Leia mais Arte/UOL
Postar um comentário