MP indicará compensações para imóveis irregulares em Búzios

Treze condomínios foram analisados em uma audiência pública no Fórum.
Entre as compensações possíveis estão a reforma de espaços públicos.
Do G1 Região dos Lagos
O Ministério Público Estadual (MPE) irá definir compensações para empreendimentos imobiliários irregulares em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio. As compensações serão definidas em um relatório que será redigido pelo promotor de Justiça Murilo Bustamente, após a realização de uma audiência pública na terça-feira (23) no Fórum da cidade.


Na reunião foram analisados 13 condomínios que estão sendo construídos na cidade. Em alguns casos foi pedida até mesmo a derrubada e completa remoção dos empreendimentos, mas segundo a secretária municipal de Planejamento, Alice Passeri, isso está fora de questão até o momento.
"Foi um amplo debate em que as principais questões foram esclarecidas. Os empreendimentos que estão irregulares terão que realizar compensações que serão definidas pelo Minstério Público. Essas compensações podem ser a construção de um sistema de esgoto ou a reforma de um espaço público, por exemplo. O Ministério Público irá fazer um relatório informando tudo o que precisará ser feito para que os empreendimentos possam se regularizar", explicou a secretária de Planejamento de Búzios.
Dentre os empreendimentos colocados em pauta estão o Lake Garden I e II, o Summer Time, o Villagio Ferradura, o Gran Riserva (condomínio que vinha sendo construído no Mangue de Pedra) e o Geribá Beach Club, que teve seis casas demolidas no último dia 17, cada uma delas avaliada em R$ 1,5 milhão, de acordo com a prefeitura.
0