Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







domingo, 28 de julho de 2013

Papa Francisco pede mais diálogo a políticos


"Queremos anunciar o evangelho para os jovens", disse o papa Francisco aos bispos, sacerdotes e religiosos que participam da Santa Missa, na Catedral Metropolitana do Rio neste sábado (27) (Foto: EFE/EPA/LUCA ZENNARO / POOL)

O pontífice discursou para convidados no Theatro Municipal do Rio de Janeiro no sábado (27) de manhã
Diante de uma plateia formada por representantes da sociedade civil, que lotou o Theatro Municipal no Centro do Rio de Janeiro, o papa Francisco pregou o diálogo como solução para conflitos sociais e receita para o crescimento do país. Ele discursou para políticos dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo no fim da manhã deste sábado (27). Francisco fez questão de ter esse encontro na sua agenda de visita ao Brasil.


HUDSON CORRÊA/ Época
Ou se aposta pelo diálogo, pela cultura do encontro, ou todos nós perdemos", disse o pontífice provocando aplausos. Ele defendeu o respeito às diferenças culturais e religiosas."
"Um país cresce quando dialogam de modo construtivo as suas diversas riquezas culturais: cultura popular, cultura universitária, cultura juvenil, cultura artística e tecnológica, cultura econômica e cultura familiar e cultura da mídia", afirmou.

Francisco chegou a colocar na cabeça o cocar de um dos índios convidados para o encontro e vindos dos Estados do Tocantins e Mato Grosso do Sul. Os indígenas pediram que o papa defenda a ampliação das terras indígenas no Brasil.


O discurso de Francisco também se encaixa como uma luva no conflito entre jovens manifestantes de rua e governantes, que se viram em trincheiras opostas nas últimas semanas, principalmente após ações violentas da Polícia Militar no Rio e São Paulo.  

"Entre a indiferença egoísta e o protesto violento, há uma opção sempre possível: o diálogo. O diálogo entre as gerações, o diálogo com o povo, a capacidade de dar e receber, permanecendo abertos à verdade".
A agenda do papa neste sábado
O papa Francisco participa de diversas atividades neste sábado (27). A programação do pontífice começou às 9h, com a celebração da Santa Missa, junto com os bispos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) e sacerdotes, religiosos e seminaristas na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro. 
Às 11h30, o pontífice se encontrou com políticos, diplomatas, lideranças comunitárias, intelectuais, empresários, artistas e líderes das maiores comunidades religiosas do país no Theatro Municipal do Rio. O encontro foi para convidados. 
Duas horas depois, no refeitório do Centro de Estudos do Sumaré, o santo padre almoça com os cardeais brasileiros, representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a comitiva que o acompanha.
Às 19h30, o papa Francisco tem o último compromisso do dia, com a Vigília de Oração no palco central na Praia de Copacabana, onde estarão reunidos mais de 1,5 milhão de peregrinos, de acordo com estimativa dos organizadores da JMJ. 
O papa se despede do Brasil neste domingo no fim da tarde.

Papa colocou o cocar de um dos índios convidados para o encontro no Theatro Municipal (Foto: AP Photo/TV Pool)
"Queremos anunciar o evangelho para os jovens", disse o papa Francisco aos bispos, sacerdotes e religiosos que participam da Santa Missa, na Catedral Metropolitana do Rio neste sábado (27) (Foto: EFE/EPA/LUCA ZENNARO / POOL)
Postar um comentário