Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sexta-feira, 5 de julho de 2013

Taxistas de Cabo Frio reclamam da onda de violência

Categoria quer solução da prefeitura e Polícia Militar.
No último domingo, taxista foi rendido por um homem armado.

Os taxistas de Cabo Frio, Região dos Lago do Rio de Janeiro, querem uma solução da prefeitura e da Polícia Militar para acabar com a onda de violência. Na madrugada de domingo (30), um taxista foi rendido e depois foi preso na mala do carro por um homem armado que fingiu ser passageiro. A vítima ouviu o bandido conversar por telefone com uma outra pessoa, que mandava matar o taxista.
Na terça-feira (2), um agente de fiscalização foi atropelado por um motorista que, supostamente, fazia transporte clandestino. Na tentativa de fuga, o condutor ainda bateu em um carro parado. O caso foi registrado na delegacia. Na quarta-feira (3), um assaltante morreu depois de roubar um taxista em São Pedro da Aldeia. Segundo a polícia, o motorista foi ameaçado com uma faca, conseguiu reduzir a velocidade e pulou do carro. O bandido ainda tentou controlar o veículo, que bateu em um poste.


Os taxistas acreditam que os responsáveis pelos táxis piratas estejam envolvidos em casos de assaltos aos profissionais. O sindicato da categoria na cidade identificou 94 veículos que realizam corridas clandestinas na cidade. A lista com as placas foi entregue à prefeitura. No município, são 248 taxistas autorizados.
Manifestação dos taxistas
Para protestar contra a violência nas ruas, na segunda-feira (1), cerca de cinquenta taxistas fizeram uma carreata. Na prefeitura, foram ouvidos pelo prefeito Alair Corrêa e pediram mais fiscalização e medidas de segurança. Segundo o sindicato, pelo menos 20 taxistas foram assaltados enquanto trabalhavam em Cabo Frio neste ano. A prefeitura afirma que as equipes fazem a fiscalização, rodando em pontos diferentes, das 19h às 23h.
Durante a reunião de segunda, o prefeito disse que iria formar uma comissão para estudar os pedidos dos taxistas. Porém, Alair Corrêa adiantou que quer instalar um sistema de monitoramento dos pontos de táxi e aumentar a quantidade de fiscais nas ruas. A próxima reunião com os taxistas foi marcada para o dia primeiro de agosto.
Postar um comentário