Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 10 de agosto de 2013

Bom dia! Confira os destaques dos principais jornais e revistas deste sábado, 10 de agosto. Em Cabo Frio, Brasil e Argentina vencem e decidem hoje título sul-americano.

Seleção passou fácil pelo Chile em Cabo Frio e agora tem clássico sul-americano na final
Seleção passou fácil pelo Chile em Cabo Frio e agora tem clássico sul-americano na final Foto: Alexandre Arruda/CBV / Divulgação



Brasil e Argentina venceram respectivamente Chile e Colômbia na sexta-feira (9),em jogos válidos pela quarta rodada do Campeonato Sul-Americano de vôlei, disputado desde terça-feira em Cabo Frio, e se enfrentarão neste s, na última rodada, para definir o campeão do torneio.
As vitórias de hoje garantiram a Brasil e Argentina, as maiores potências sul-americanas de vôlei, as duas únicas vagas para o Mundial da Polônia 2014 que estavam em jogo.
O Brasil venceu o Chile por 3 sets a 0, com parciais de 25-19, 25-19 e 25-17, e completou três vitórias pelo mesmo marcador após seus triunfos sobre Colômbia e Paraguai.
A Argentina, por sua vez, se impôs sobre a Colômbia também por 3 a 0, com parciais 25-17, 25-09 e 25-17, e também completou três vitórias em três partidas após ter vencido Chile e Paraguai.
A competição neste ano começou com a inesperada baixa da Venezuela, a terceira potência regional. Segundo a Confederação Sul-Americana de Vôlei, a seleção venezuelana informou de última hora que precisou desistir de participar por problemas no voo que a levaria ao Rio de Janeiro.
Com a ausência da Venezuela, o torneio teve sua forma de disputa modificada. A competição, da qual o Brasil conquistou 28 das 29 edições, não terá mais final e todos os times se enfrentarão.
A única vez que o Brasil não obteve o título foi em 1964, quando se absteve de participar do torneio disputado na Argentina, que se sagrou campeã naquele ano.
EFE - Agencia EFE - 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S.Paulo

TSE revê outros acordos após anular convênio com Serasa
O Globo

Invasão da Câmara: Oposição quer CPI paralela para ônibus
Correio Braziliense

A hora de conquistar sua vaga no concurso
Estado de Minas

Cidades fora do mapa dos médicos
Zero Hora

Discurso para tranquilizar: No Estado, Dilma exalta o controle da inflação
*
Veja

A revolução dos músculos - Aumentar a massa muscular é a regra para quem busca saúde e corpo bonito
Época

A comida do futuro - Carne de vaca criada em laboratório, dieta à base de insetos, pão sem farinha de trigo... e outras comidas do futuro
IstoÉ

Os tucanos já sabiam
Carta Capital

Exclusivo: o big espião - Os endereços da inteligência dos EUA em Brasília
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Presidente age para para acabar com preocupações sobre vigilância
The Washington Post (EUA)
Presidente busca aumentar votações em programas de NSA
The Guardian (Reino Unido)
Polícia enfrenta 169 acusações de abuso sexual
Le Monde (França)
Europa: A fragilidade dos bancos ameaça a recuperação
El País (Espanha)
Rajoy vai pressionar Peñon com medidas até Cameron negociar
Clarín (Argentina)
Por medo de fraudes, há recorde de fiscais voluntários


---------------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Manchete: Invasão da Câmara: Oposição quer CPI paralela para ônibus
Acuados por 50 manifestantes, políticos saem pela porta dos fundos.

Vereadores da base aliada do prefeito Eduardo Paes, que controlam a CPI, garantem que permanecem no controle da comissão, enquanto manifestantes pedem mudanças para que tudo não acabe em pizza.

Frustrada com determinação do PMDB de controlar a comissão, oposição já se articula para criar uma espécie de CPI paralela. Cerca de 50 manifestantes invadiram a sessão de escolha dos membros da CPI ontem, pichando corredores e gabinetes e acampando no plenário exigindo mudanças na coordenação do inquérito. Até o fechamento desta edição e diante da decisão da Justiça de negar a reintegração de posse, a polícia ainda negociava a saída dos manifestantes, sem sucesso. (Págs. 1 e 12 a 14)
De carona: Tropa chega em ônibus da Fetranspor
Polícia Militar diz que, por contrato, cessão de veículos é obrigatória em casos de grande necessidade e a pedido do poder público. (Págs. 1 e 12)
Cartas marcadas: MP investigará contratos de 10 anos de gestões tucanas
Promotor afirma que há 'fortes indícios' de ações criminosas.

O Ministério Público de São Paulo abriu investigação criminal sobre a prática de cartel em cinco contratos firmados em três governos do PSDB no estado, de 1999 a 2009, no setor de trens e metrô. O MP já analisa os documentos repassados pela Siemens, que delatou o esquema, ao Cade. O promotor Marcelo Mendroni disse haver “fortes indícios" de crime e adiantou que as penas podem chegar a 45 anos de prisão. (Págs. 1 e 3 a 8)
Nos autos da Siemens: “Era mero teatro”
Ao responder a um executivo alemão da Siemens, um funcionário brasileiro disse que, "mesmo sendo teatro” a licitação, era preciso aguardar o resultado oficial. (Págs. 1 e 3)
No final, um alívio: Lucro da Petrobras cai 19%
Graças a uma mudança contábil para atenuar efeitos do câmbio nas suas contas e a uma venda de ativos no exterior, a Petrobras lucrou R$ 6,2 bi no segundo trimestre. Mesmo assim, houve queda de 19% em relação ao primeiro trimestre. (Págs. 1 e 27)
Ancelmo Gois: CBF tem prejuízo com o Rural
Antônio Osório deixou ontem a diretoria financeira da CBF. A entidade perdeu R$ 20 milhões com a liquidação do Rural. O BC só garante depósitos de até R$ 250 mil. (Págs. 1 e 24)
Mudança à força: EUA: espionagem mais transparente
Sob pressão interna e externa, o presidente Obama anunciou medidas para dar maior transparência e controle ao programa de espionagem eletrônica dos EUA. (Págs. 1 e 33)
Meio expediente: Cassol diz que não sai do Senado
A condenação de Ivo Cassol (PP-RO) pelo Supremo à prisão semiaberta constrange colegas de Senado. Cassol diz que não renunciará. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: TSE revê outros acordos após anular convênio com Serasa
Ministra Cármen Lúcia decidiu reavaliar outros termos em vigência que envolvam cadastro de eleitores.

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, anulou oficialmente ontem o convênio assinado com a Serasa para repasse de dados de 141 milhões de eleitores e determinou a revisão de outros acordos que estejam em vigência sobre compartilhamento de informações. O caso foi revelado pelo Estado na quarta-feira. No dia seguinte, o acordo foi suspenso e, ontem, cancelado. Cármen Lúcia afirmou que tomou a decisão por considerar ilegal o repasse de dados à empresa de proteção de crédito. A ministra decidiu mudar o regimento interno da corte com 0 objetivo de centralizar a realização de acordos do gênero. Ela retirou da diretoria-geral a autonomia para assinar novos contratos. A decisão será levada ao plenário do TSE na próxima semana. Apesar de o convênio ter sido assinado em 23 de julho, o tribunal informou que nenhum dado foi repassado à Serasa.

Instituição

Cármen Lúcia
Presidente do TSE

"O fundamento do cadastro eleitoral é a confiança na Justiça Eleitoral”. (Págs. 1 e política A10)
PT ataca PSDB e FHC diz não ser ‘farinha do mesmo saco’
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, chamou de “trensalão” o caso das denúncias de propina em processos de licitação dos trens do metrô em São Paulo. Na outra ponta, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso saiu em defesa dos principais quadros do PSDB paulista e afirmou que o partido “não é farinha do mesmo saco”, numa referência ao PT. Os petistas trabalham para criar uma CPI na Câmara dos Deputados. (Págs. 1 e política A4)
MP abre inquérito para apurar cartel
O Ministério Público Estadual (MPE) abriu inquérito criminal para a apuração de crimes de cartel e fraude de licitações por parte das 19 empresas investigadas pelo Cade em meio à denúncia feita pela empresa Siemens. (Págs. 1 e A8)
Lobista agia para Siemens e Alstom no País
O cruzamento de documentos da Justiça suíça com aqueles em posse do Ministério Público paulista e da PF aponta para um intermediário a serviço da Alstom e da Siemens no Brasil. A suspeita é que as duas empresas tenham usado o consultor Arthur Teixeira para pagar propinas a agentes públicos a fim de obter contratos. (Págs. 1 e política A6)
Drone de Israel mata milicianos no Egito (Págs. 1 e internacional A15)

Casos de dengue dobram em São Paulo (Págs. 1 e metrópole A27)

Câmara do Rio é invadida
A Câmara Municipal do Rio voltou a ser ocupada na manhã de ontem por cerca de 200 manifestantes, em protesto contra a eleição do vereador Chiquinho Brazão (PMDB), da base do prefeito Eduardo Paes (PMDB), para presidir a CPI dos Ônibus. (Págs. 1 e metrópole A20)
Com manobra contábil, lucro da Petrobrás aumenta 77%
A nova regra adotada pela Petrobrás na contabilização de perdas com variação do câmbio e a alta do preço de combustíveis, além da venda de ativos e redução de custos, levaram a um lucro de R$ 13,89 bilhões no primeiro semestre. O resultado foi 77% maior que o de 2012. (Págs. 1 e economia B1 e B3)
Obama altera vigilância online
Barack Obama anunciou ontem mudanças na espionagem online para tentar restaurar a credibilidade da Agência Nacional de Segurança e de seu governo. (Págs. 1 e internacional A14)
Rolf Kuntz: ET de Varginha
Nenhum diretor do BC entenderá a taxa de 0,03% de julho como um sinal de vitória. Muito mais fácil será declarar respeito ao ET de Varginha. (Págs. 1 e espaço aberto A2)
Notas & Informações: Um foro anacrônico
O Foro de São Paulo mantém a retórica populista e a defesa de um modelo estatizante. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: A hora de conquistar sua vaga no concurso
Nada menos que 143 mil candidatos farão amanhã as provas de quatro grandes concursos públicos. Juntos, o Ministério Público do Trabalho, o Ministério do Planejamento, a ANTT e a Polícia Rodoviária Federal oferecem 1,3 mil vagas. Especialistas ouvidos pelo Correio são unânimes em pelo menos dois conselhos aos inscritos na véspera da prova: 1) O ideal é descansar a cabeça. 2) Se for estudar, foque nos exercícios. Ontem, o MPU lançou edital para 262 vagas, com salário de até R$ 7,5 mil. (Págs. 1 e 10)
Câmara lenta, cozinha fechada
Considerado um dos melhores restaurantes do país, o Aquavit fechou. Ocupando área irregular no Lago Norte, os donos aguardavam uma lei distrital para legalizar o terreno, mas o projeto ainda está em tramitação. (Págs. 1 e 27)
Mensalão: Decisão do Supremo abre nova polêmica
Juristas divergem sobre a determinação da Corte de deixar a cassação de Ivo Cassol (PP-RO) a cargo do Senado. Há quem veja na mudança de entendimento do STF um precedente para a impunidade. Dos 81 senadores, mostra levantamento feito pelo Correio, 11 — incluindo Cassol—respondem a ações penais no tribunal. (Págs. 1 e 2)
Obama, agora, promete mais transparência
Para aplacar o escândalo da espionagem, os EUA vão mudar a atuação dos órgãos de inteligência. Mas o presidente quer uma lei que permita a coleta de dados telefônicos. (Págs. 1 e 14)
Antes de sumir, Amarildo entrou em carro da PM
Vídeo reforça a suspeita de que policiais militares são os responsáveis pelo desaparecimento do ajudante de pedreiro, em 14 de julho, na favela da Rocinha, no Rio. (Págs. 1 e 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Cidades fora do mapa dos médicos
Nenhum profissional se candidata aos 30 municípios mais necessitados de MG.

O Programa Mais Médicos, do governo federal, teve 2.379 inscritos e 3.511 cidades cadastradas, 495 em Minas. Ao se inscrever, cada médico listou seis localidades em que se dispunha a trabalhar. No entanto, os 30 municípios mineiros considerados prioritários devido aos indicadores socioeconômicos não apareceram entre as opções de ninguém. O Estado de Minas visitou dois deles e constatou a escassez de médicos e a dificuldade em atraí-los. O maior é Barão de Cocais, na Região Central, com 28.442 habitantes, e a menor, Jaguaraçu, no Vale do Rio Doce, com 2.990. Ao fim do processo, só 64 médicos confirmaram o interesse em Minas, onde apenas 37 municípios serão contemplados. (Págs. 1 e 17 e 18)
Anos de chumbo: Documentos da ditadura na internet
Mais de 900 mil páginas, além de fotos e vídeos, sobre os abusos e torturas cometidos na ditadura militar estão desde ontem disponíveis a todos no site Brasil Nunca Mais Digital, que reúne o acervo que gerou o livro de mesmo nome. (Págs. 1 e 4)
Sistema financeiro: Bancos investem na internet, mas competem com cartões (Págs. 1 e 10)

Espionagem no EUA: Obama promete limitar os programas de vigilância (Págs. 1 e 15)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Justiça torna mais fácil sujar o nome
Decisão do STJ deixa consumidor mais vulnerável. Pelo entendimento do Tribunal, empresas como a Serasa não precisam de comprovantes para incluir pessoas na lista de devedores. (Págs. 1 e economia 6)
Invasores da Câmara vão cobrar CPI
Comissão foi condição para grupo sair da Casa, ontem, e estudantes prometem exigir o que foi acertado. (Págs. 1 e 3 a 5)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Discurso para tranquilizar: No Estado, Dilma exalta o controle da inflação
Sem anúncios importantes, como o de verbas para obras de mobilidade urbana, presidente concentrou fala na área econômica no primeiro dia de agenda oficial.

Entre os 480 formandos do Pronatec, em Osório, Maria Elisabete da Cruz recebeu o abraço da presidente. Com a carteira de trabalho na mão, comemorava curso de vendas concluído e emprego em Torres.

“Vamos usar todos os royalties do petróleo para financiar a educação no Brasil.” Promessa da presidente em discurso em Osório

Rosane de Oliveira: Respostas evasivas sobre metrô da Capital.

Nova ponte do Guaíba: Promessa é iniciar obras da travessia até junho de 2014.

Carolina Bahia Infraestrutura é o desafio da presidente. (Págs. 1 e 4, 5, 13 e 15)
Pós-liminar: TCE divulga nomes e salários de servidores
Lista com os 1.446 ativos e inativos está disponível para consulta. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços

Postar um comentário