Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Tuítes da semana: confira os destaques da imprensa em 140 caracteres

O anúncio da contratação de médicos cubanos na última quarta-feira (21/08) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi um dos principais assuntos discutidos na imprensa nesta semana. A primeira leva de profissionais da saúde para o programa Mais Médicos, do Governo Federal, chega ao Brasil no próximo sábado (23/08), mas a expectativa é que até o final do ano 4 mil médicos cheguem ao País.

O tema é polêmico e gerou repercussão nas redes sociais, onde profissionais da imprensa se dividiram entre os que são a favor e contra da vinda dos cubanos. A jornalista Cynara Menezes, da revista CartaCapital, mostrou-se favorável à medida governamental para combater a demanda de médicos no Brasil. “E os jornais continuam em campanha contra a vinda de médicos cubanos para lugares onde não há médicos. Responsabilidade social? Zero”, disse em seu perfil na rede de microblogs.
Não faltou também discussões a respeito de um possível regime de “semiescravidão” em que os médicos viveriam no País. No Twitter, jornalistas questionaram sobre o salário pago aos profissionais da saúde, bem como gastos com sua moradia e alimentação. Segundo o secretário-adjunto da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Fernando Menezes, os salários vão variar entre R$ 2,5 mil a R$ 4 mil, dependendo das condições dos municípios onde os profissionais serão alocados. “Vivendo um dilema entre a carência de médicos e a dúvida sobre quanto ganharão os cubanos que virão ao Brasil”, comentou o jornalista Márvio dos Anjos, do jornal Destak.

O jornalista e escritor Pedro Sanches também comentou a situação dos médicos cubanos, aproveitando o momento para levantar uma dúvida dentro da própria categoria jorlística: "Médico escravo = R$ 4.000. Jornalista escravo = R$ ???", disse em seu perfil no Twitter.
Acompanhe a seguir alguns comentários de jornalistas sobre o Programa Mais Médicos, os desdobramentos da cobertura do assassinato da família Pesseghini, as críticas ao coletivo Fora do Eixo e outros assuntos que foram trending topic no Twitter.

Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Crédito:Reprodução
Postar um comentário