Bom dia! Veja as manchetes e o resumo dos principais jornais desta sexta-feira, 27 de setembro. Prefeito de Cabo Frio reúne, hoje, a imprensa para apresentar mudanças em seu secretariado



CONVITE À IMPRENSA

O prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, convida os jornalistas e representantes de órgãos de imprensa para a solenidade de anúncio dos novos secretários, subsecretários e coordenadores.

A solenidade está marcada para esta sexta-feira (27/9), às 10h, no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb, no bairro Algodoal.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Não anda..: Rio troca transporte  público por carro

Estado de S. Paulo

Dilma sobe e abre 22 pontos sobre Marina, aponta Ibope

Correio Braziliense

Servidor vai à Justiça para não devolver supersalário

Valor Econômico

Governo quer o recuo de banco público no crédito

Estado de Minas

Insegurança nos elevadores de BH

Jornal do Commercio

Nova polêmica no rombo do Sassepe

Zero Hora

Formação de médicos para o SUS prevê estágio no Exterior

Brasil Econômico

Greve une categorias em negociação tensa
Radiobras


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Manchete: Não anda..: Rio troca transporte público por carro
Na contramão de outras cidades, percentual de moradores que usam ônibus, trens e metrô caiu de 74,2% para 71,5%.

Números são do Plano Diretor de Transporte Urbanos; especialistas criticam falta de investimento em conduções coletivas.

Nos últimos dez anos, o percentual de moradores da Região Metropolitana do Rio que usam transporte coletivo caiu de 74,2% para 71,5%, enquanto o uso de carros e motos subiu de 25,8% para 28,5%, revelam dados preliminares do Plano Diretor de Transportes Urbanos do Estado. O comportamento vai na contramão da tendência mundial, de apostar no transporte coletivo. A parcela mais pobre da população perde mais tempo em deslocamentos. (Págs. 1 e 8)

Ônibus intermunicipais terão de ser licitados
O STJ ordenou que as linhas intermunicipais do Estado do Rio sejam licitadas. (Págs. 1 e 8)
Nem fala: Internet por celular funciona mal
As três maiores operadoras de telefonia móvel do país (Vivo, TIM e Oi) ficaram abaixo das metas de velocidade de acesso à internet por celular, segundo levantamento da Anatel. Para a agência, a qualidade da banda larga móvel é o grande problema enfrentado pelos consumidores. No Rio, as deficiências levaram o Procon a multar a Claro e a Oi, e a notificar a TIM e a Vivo. (Págs. 1 e 19)
Preço de pedágios varia 832% no país
Os pedágios cobrados nas estradas federais do país hoje variam de R$ 1,99 a R$ 18,56 por cem quilômetros. A diferença nos preços chega a 832%. Por isso, especialistas alertam para o risco de as novas concessões de rodovias ampliarem as distorções entre os preços de pedágios. (Págs. 1 e 24)
Viés negativo: Será?
Após louvar o crescimento do Brasil em 2009, a revista britânica “The Economist” agora se pergunta se o país estragou tudo e critica a infraestrutura e a educação precárias. (Págs. 1 e 21)
O mensalão mineiro: Valerioduto tucano tem condenado
A Justiça Federal em Belo Horizonte condenou o ex-diretor do Banco Rural Nélio Brant Azevedo numa das ações do mensalão mineiro, esquema criminoso de arrecadação para a campanha de Eduardo Azeredo (PSDB) em 1998. O STF também vai julgar o caso. (Págs. 1 e 5)
Ibope sobre eleições: Dilma se distancia de Marina Silva
Pesquisa Ibope mostra que a presidente subiu de 30% para 38% das intenções de voto. Já Marina, que tenta viabilizar seu partido, caiu de 22% para 16%. (Págs. 1, 4 e Merval Pereira)
Troca-troca partidário
Para filiar deputados, partidos negociam cargos em diretórios e prometem candidaturas. Romário voltou ao PSB. (Págs. 1 e 3)
A união dos que se lixam
O deputado que se lixa para a opinião pública vai relatar o processo do que se lixa para a quebra de decoro. (Págs. 1 e 6)
Trabalho em alta: Desemprego cai, e renda aumenta
Após 5 meses de queda, a renda do trabalhador subiu 1,7% em agosto, devido à inflação menor e a negociações salariais. O desemprego caiu de 5,6% para 5,3%. (Págs. 1, 22 e Míriam Leitão)
Diplomacia de resultado: Na ONU, avanços sobre Síria e Irã
A diplomacia obteve progressos na ONU. Países do Conselho de Segurança retomaram conversas com o Irã e chegaram a acordo sobre a extinção do arsenal da Síria. (Págs. 1 e 25)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Dilma sobe e abre 22 pontos sobre Marina, aponta Ibope
Em julho, após protestos, diferença era de oito pontos; Aécio Neves e Eduardo Campos oscilaram para baixo

Pesquisa nacional Ibope em parceria com o Estado mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) abriu 22 pontos sobre a segunda colocada, Marina Silva (sem partido), na corrida presidencial. Em julho, a diferença era de 8 pontos. Desde então, a presidente cresceu em ambos os cenários de primeiro turno estimulados pelo Ibope, enquanto Marina perdeu seis pontos. No cenário que tem Aécio Neves como candidato do PSDB, Dilma cresceu de 30% para 38% nos dois últimos meses. Marina caiu de 22% para 16%. Aécio oscilou 13% para 11% e Eduardo Campos (PSB) foi de 5% para 4%. A taxa de eleitores sem candidato continua alta: 31% (dos quais, 15% dizem que votarão em branco ou anularão, e 16% não sabem responder). No cenário com José Serra como candidato do PSDB, Dilma tem 37% ante 16% de Marina, 12% de Serra e 4% de Campos. Não há cenário idêntico a esse em pesquisas anteriores do Ibope para comparar. (Págs. 1 e Política A4)

Análise: José Roberto de Toledo
Cavalo passou arreado

Marina Silva perdeu a oportunidade de se consolidar, após os protestos em massa, como principal adversária de Dilma Rousseff. (Págs. 1 e A4)

Desemprego cai e renda cresce no País em agosto
Dados do IBGE mostram que o desemprego no País caiu pelo segundo mês consecutivo e ficou em 5,3% em agosto, recuo de 0,3 ponto porcentual em relação a julho. É o menor nível desde dezembro de 2012, quando foi de 4,6%. Após cinco meses em queda, o rendimento médio do trabalhador subiu 1,7% em agosto, para R$ 1.883, ajudado pela quedada inflação. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

‘Economist’ ‘revê’ o Brasil

Revista britânica, que já apontou País como foguete que decolava, agora pergunta: “Has Brazil blown it?" (“O Brasil estragou tudo?”). (Págs. 1 e B5)

Fóruns Estadão: Brasil competitivo
O peso da burocracia

Caderno especial mostra que o excesso de burocracia e a dificuldade da administração pública em gerir projetos reduzem a capacidade de competição do País. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Haddad desmonta acampamento na Praça da Sé
A Guarda Civil Metropolitana retirou da Praça da Sé, na manhã de ontem, os cerca de 200 moradores de rua que haviam montado barracas no local. Entre os ocupantes estavam usuários de droga, meninos de rua e famílias desabrigadas, que disseram ter erguido acampamento no marco zero após a gestão Fernando Haddad fechar a Tenda do Parque Dom Pedro II. A Prefeitura promete reabrir o local. (Págs. 1 e Metrópole A14)
Empresários e petistas ajudaram a criar o PROS
Ministros, empresários bem relacionados com o governo petista e parlamentares agiram nos bastidores para impulsionar a criação do Partido Republicano da Ordem Social, o mais novo integrante da base da presidente Dilma Rousseff. Entre os patronos do PROS estão o empresário José Batista Júnior, de Goiás, filiado ao PMDB, um dos donos do Friboi, o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Delcídio Amaral (PT-MS), o governador Cid Gomes (CE) e ministros. (Págs. 1 e Política A6)
Mensalão mineiro tem a primeira condenação
O ex-diretor do Banco Rural Nélio Brant Magalhães foi condenado pela Justiça Federal em MG a nove anos e nove meses de prisão por participação no mensalão mineiro. Essa é a primeira condenação relativa à denúncia de esquema de desvio de recursos públicos para a campanha à reeleição do ex-governador e atual deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG), em 1998. Brant foi condenado pelos crimes de gestão fraudulenta e gestão temerária de instituição financeira. (Págs. 1 e Política A7)
Potências fecham acordo sobre Síria
Resolução do Conselho de Segurança da ONU exigirá que Bashar Assad desmantele arma química, mas não fala em uso da força se pacto for descumprido. (Págs. 1 e Internacional A10)
Polícia vai pedir a prisão de PMs do caso Amarildo
O delegado Rivaldo Barbosa deve anunciar hoje o resultado do inquérito que investiga o desaparecimento do pedreiro Amarildo Souza e divulgar quantos PMs serão indiciados. A hipótese de que ele tenha sido capturado e morto por traficantes foi descartada. (Págs. 1 e Metrópole A20)
Agentes da PF abatem avião de traficantes (Págs. 1 e Metrópole A20)


Servidor devolverá salários, diz Renan
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que servidores da Casa terão de devolver salários pagos acima do teto constitucional, conforme decidiu o TCU. (Págs. 1 e Política A8)
Fernando Gabeira
Esperanças perdidas

O voto de Celso de Mello encerrou uma fase. A cena política já é comandada pelas eleições. Passos são cadenciados pela busca de votos. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Jorge G. Castañeda
Democracias insatisfeitas

Embora tenham feito progressos sociais e econômicos, países latino-americanos passaram de modelos a centros de agitação popular. (Págs. 1 e Visão Global A12)

Notas & Informações
Credibilidade e investimento

Se acreditasse nos investimentos, o governo teria avançado mais na atração de capitais privados. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Servidor vai à Justiça para não devolver supersalário
Ao proibir o Senado de pagar salários acima do teto constitucional, de R$ 28 mil, o TCU determinou também a devolução de cerca de R$ 300 milhões que 464 servidores receberam a mais desde 2008. Sindicato dos trabalhadores do Legislativo, o Sindilegis entrará com ação no Supremo para derrubar o ressarcimento. Na Câmara, funcionários recorreram ao próprio TCU, com sucesso: não tiveram que devolver nada e continuam a ganhar acima do teto. (Págs. 1 e 8)
Esquenta abriga da sucessão no DF
Depois de flertar com o PSD e ser rejeitado pelo DEM, Roriz ingressa no PRTB, do aliado histórico Luiz Estevão, e avisa que é candidato a governador. Enquanto o PT e o PMDB se acertam, o PSDB também anuncia que entrará na disputa pelo Buriti em 2014. (Págs. 1, 19 e 20)
Cada deputado federal vale dois segundos na TV
Achou pouco? Pois é esse o tempo que um partido ganha na propaganda eleitoral ao conseguir a adesão de um parlamentar. O mercantilismo, com todos de olho em 2014, ganhou força com a criação do Solidariedade e do Pros. Romário foi além: voltou ao PSB, ontem, já pensando na prefeitura do Rio em 2016. (Págs. 1, 2 e 4)
Para revista inglesa, Brasil perdeu o rumo (Págs. 1 e 10)


------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico

Manchete: Governo quer o recuo de banco público no crédito
Os bancos públicos receberam ordem da presidente Dilma Rousseff para conter seu avanço no mercado de crédito e evitar maior presença estatal no sistema financeiro. A Caixa Econômica Federal, que já vinha cortando a concessão de empréstimos a grandes corporações, poderá ser obrigada também a desacelerar a oferta de crédito a pessoas físicas. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estuda reduzir linhas a grandes empresas e dirigir seus esforços para o financiamento das concessões.

O governo avalia a redução ou o fim de algumas linhas criadas em 2008 e 2009, quando a economia brasileira teve forte contração como reflexo da crise mundial. A principal delas é o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que, desde meados de 2009, já emprestou R$ 237 bilhões - R$ 61 bilhões apenas neste ano -, a juros negativos (abaixo da inflação). (Págs. 1 e C1)








Câmara pode derrubar orientação da Receita
Após pressão de empresas, contabilistas e investidores, a Câmara dos Deputados analisará projeto de decreto legislativo para sustar a norma da Receita Federal, da semana passada, que exige que as empresas tenham dois balanços e que limita a distribuição isenta de dividendos. Ontem, foi protocolado o Projeto de Decreto Legislativo nº 1.296, do deputado Alfredo Kaefer (PSDB/PR), que tenta derrubar a aplicação da Instrução Normativa da Receita nº 1.397, sobre a aplicação do Regime Tributário de Transição.

Em vigor desde 2008, esse regime foi criado para garantir a neutralidade fiscal na aplicação das normas contábeis internacionais. Quase cinco anos depois, a Receita veio afirmar que, no RTT, apenas o lucro fiscal, aquele calculado pela regra contábil vigente até 2007, pode ser distribuído de forma isenta para os acionistas. (Págs. 1 e E1)

Combustíveis vão subir 5% até o fim do ano
O governo deve aprovar um reajuste de 5% para os preços da gasolina e do diesel até o fim do ano, segundo uma fonte ligada ao Planalto. Existe espaço em outubro para aplicar a correção de preços, devido à estabilidade recente da taxa de câmbio e a uma "certa folga" no IPCA.

Os dados de inflação sugerem que o Banco Central ainda tem uma pequena "gordura" para acomodar um reajuste dos combustíveis na variação do IPCA deste ano. Desde janeiro, a ata do Copom considera que "a projeção de reajuste no preço da gasolina se situa em torno de 5%, para o acumulado de 2013". De lá para cá, o aumento da gasolina na bomba foi de 2,5%. (Págs. 1 e A3)

Fibra óptica dá sobrevida à BR 319
Nos 877 quilômetros da BR 319, entre Manaus e Porto Velho, não há posto policial ou de serviço para apoio aos motoristas. O que dá sobrevida à estrada - que vem sendo engolida pela floresta - e condições mínimas para que veículos transitem por ela são serviços de manutenção executados pela Embratel em sua rede de fibra óptica, malha que foi instalada para conectar Manaus à internet de alta velocidade. Regularmente, 20 funcionários da operadora percorrem distintos trechos da estrada, trabalho reforçado com a contratação de moradores que estão há décadas na região e que vivem os riscos da BR 319. É o caso dos "Catarinos", como é conhecida a família do "seu Vilson", que presta serviços para a operadora há 17 anos. (Págs. 1 e A16)
Estudo reafirma culpa por aquecimento global
O novo estudo que o Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática (IPCC) - braço científico da Organização das Nações Unidas (ONU) - divulga hoje, mundialmente, vai confirmar que o planeta está aquecendo, o nível dos mares está subindo e subirá mais ao longo deste século, as geleiras continuam diminuindo, as secas e as grandes chuvas serão cada vez mais frequentes. E o principal é que os cientistas têm ainda mais certeza que a responsabilidade por todos esses eventos é do próprio homem.

Conforme cresce a certeza dos cientistas envolvidos com o IPCC, aumentam também as críticas do grupo chamado de "céticos do clima". São cientistas que questionam a responsabilidade humana no fenômeno e costumam acentuar, por exemplo, que a mudança climática tem mais a ver com explosões solares. (Págs. 1 e A13)

Uruguai quer negociar serviços
Intenção do Uruguai de aderir às negociações lançadas pelos Estados Unidos para acelerar a liberalização do comércio internacional na área de serviços deve aprofundar divergências no Mercosul. (Págs. 1 e A2)
Debêntures da Comgás
A distribuidora de gás natural Comgás reabriu o mercado de debêntures de infraestrutura, que têm isenção para investidores estrangeiros e pessoas físicas. A operação deve movimentar cerca de R$ 540 milhões. (Págs. 1 e C11)
Caixa capta US$ 1,25 bi em bônus
A Caixa Econômica Federal fechou captação de US$ 1,25 bilhão em bônus de cinco anos e pode voltar ao mercado internacional de dívida ainda neste ano. Em novembro, a CEF já havia obtido US$ 1,5 bilhão. (Págs. 1 e C12)
Estado deve perda com a URV
Supremo Tribunal Federal decide que os Estados devem pagar aos servidores as perdas decorrentes da conversão de cruzeiros reais para URV, em 1994, mas só até a adoção de planos de carreira. (Págs. 1 e El)
Ideias
Claudia Safatle

Está na hora de se pensar em como desmontar os estímulos concebidos após a crise financeira global de 2008/2009. (Págs. 1 e A2)

Jayme Nicolato

É preciso ter muita cautela para fazer análises a partir dos rumores de crescimento moderado da China. (Págs. 1 e A15)

Zona de livre comércio provoca corrida imobiliária em Xangai (Págs. 1 e A12)


Latrinas dão novo vigor ao 'Made in USA' (Págs. 1 e B11)


O Brasil real na Feira de Frankfurt (Págs. 1 e Eu & Fim de Semana)


------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Insegurança nos elevadores de BH
Falta de manutenção faz disparar número de multas e salvamentos de vítimas.

A queda de um elevador do quarto andar do Edifício Maletta, no Centro, ferindo três pessoas, na quarta-feira, acendeu o alerta para a má conservação de grande parte desses equipamentos. A prefeitura aplicou 1.139 multas e notificações a condomínios nos quatro primeiros meses deste ano, total 400% maior do que as 228 emitidas em 2012. Os salvamentos pelos bombeiros de vítimas presas nos equipamentos subiram de 449 em 2011 para 606 no ano passado, alta de 34%. Segundo o Sindicato das Empresas Conservadoras e de Manutenção em Elevadores de Minas Gerais (Seciemg), 30% dos elevadores da Região Central operam de forma precária, principalmente os de prédios mais antigos. E o problema é a falta de dinheiro dos condomínios para os investimentos necessários. (Págs. 1 e 17)

Diplomacia: Brasil e EUA discutem hoje denúncias de espionagem (Págs. 1 e 7)


Plano real: Servidores vão ser ressarcidos por erro na URV
Decisão do Supremo Tribunal Federal manda estados e municípios pagarem perdas salariais a funcionários que tiveram vencimentos convertidos por leis locais na transição do cruzeiro real para a Unidade Real de Valor (URV), em 1994. Mais de 10 mil ações estavam paradas na Justiça à espera de definição do STF. (Págs. 1 e 4)
Senado: Devolução de supersalários virá do bolso do servidor 
Senado avisa que não arcará com o ressarcimento de pagamentos acima do teto de R$ 28 mil, determinado pelo TCU. Sindicato promete recorrer à Justiça. (Págs. 1 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Nova polêmica no rombo do Sassepe
Governo sugere tabela de reajuste para sanar déficit mensal de R$ 3 milhões, proposta rechaçada por servidores em assembleia. Com o impasse, contribuinte seguirá cobrindo o buraco. (Págs. 1 e Economia 4)
Juíza será investigada por adoção
Responsável por guarda provisória sob suspeita de favorecimento tem 15 dias para apresentar defesa. (Págs. 1 e Cidades 2)
Ibope aponta Dilma bem na sucessão
Pesquisa em parceria com O Estado de S. Paulo revela subida da presidente e queda de Marina, Aécio e Eduardo. (Págs. 1 e 4)
PF investigará explosão em Santa Catarina
Participação foi solicitada por Dilma, que quer saber as causas da nuvem tóxica. (Págs. 1 e 8)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Formação de médicos para o SUS prevê estágio no Exterior
Faculdade de Medicina voltada ao sistema público que o Grupo Conceição prepara com ministérios da Saúde e da Educação dá ênfase à atenção básica. Um curso nesses moldes já é realidade em Passo Fundo. (Págs. 1 e 42)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Greve une categorias em negociação tensa
Depois dos bancários, que entram hoje no nono dia de paralisação, os petroleiros vão parar no próximo dia 3, com o objetivo de ampliar a mobilização por ganhos reais de salário. Os dois grupos buscam aumento de 5%, além da reposição da inflação, mas já receberam sinais de que a proposta será bem menor. Apesar da pauta em comum, a realidade dos segmentos é bem diferente: os bancos tiveram lucros recordes no 1º semestre, e a Petrobras enfrenta dificuldades de caixa. (Págs. 1, 6 e 7)
Ocupação: Desemprego em Salvador destoa do país
Pesquisa do IBGE mostra que a taxa de desocupação recuou para 5,3% em agosto. Já na capital baiana, o índice chegou a 9,4%, com o aumento de pessoas procurando trabalho. (Págs. 1 e 8)
Finanças: Bancos passam no ‘teste’ do 1º semestre
Relatório sobre estabilidade financeira do Banco Central mostra que instituições estão sólidas, apesar da queda de liquidez e margens de ganhos entre janeiro e junho. (Págs. 1 e 18)
Ponto final: Dilma rebate oposição no exterior garantindo segurança jurídica (Págs. 1 e 32)


Exageros no bem e no mal
O diretor do FMI para o Brasil, Paulo Nogueira Batista Junior, criticou o pessimismo extremado, ao comentar reportagem da revista ‘The Economist’, que questiona na capa se o Brasil estragou tudo. Em 2009, a publicação retratara o país como um foguete em ascensão. “O Brasil passou por uma fase de grande sucesso, havia um certo exagero. Agora, uma reavaliação mais negativa está indo para o extremo oposto”. (Págs. 1 e 9)
Prefeituras: Arrecadação aumenta com shoppings
Levantamento da Associação Brasileira dos Shopping Centers mostra alta de até 130% em impostos. O efeito colateral é o trânsito. (Págs. 1 e 10)
Olimpíadas: Estouro de orçamento preocupa TCU
Tribunal de Contas da União teme que gastos insuficientes provoquem atrasos nas obras para a Rio 2016. (Págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------
0