Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







domingo, 15 de setembro de 2013

Desafio do Skank do Rock in Rio: novo show com as mesmas músicas

Enquanto se prepara para abrir o Palco Mundo no dia 21, Samuel Rosa se apresentou no Sunset ao lado de Nando Reis, cantando os sucessos do ex-titã
Cecília Ritto, do Rio de Janeiro
Cantores Nando Reis e Samuel Rosa
Cantores Nando Reis e Samuel Rosa (Roberto Filho e Manuela Scarpa/Photo Rio News )
Samuel Rosa não se perdoa até hoje por não estar no Rio de Janeiro em 1985, na primeira edição do Rock in Rio. Passado o tempo, ele e o Skank são veteranos no festival e levarão a sua experiência ao Palco Mundo no próximo sábado, dia 21, abrindo a noite de Bruce Springsteen. "Eu era um miserável analfabeto. Já tinha minha banda, todos os meus amigos do Skank vieram, menos eu. Pior, minha ausência foi porque tinha de repor uma aula da faculdade de psicologia que sequer levei adiante", brinca.


O desafio do Skank é montar um show diferente do de 2011, quando a banda também se apresentou no festival. Samuel adianta que repetirá algumas músicas, como Garota Nacional,Jack Tequila e Vou deixar. De diferente, entrarão no repertório Te VerSaideira Resposta, que terá a participação de Nando Reis. "Há uma espinha dorsal, uma mola mestra que não dá muito para sair disso no show. Como subir no palco para cantar para 85.000 pessoas e deixar de lado, por exemplo, Garota Nacional? Tentei colocar músicas bastante conhecidas, mas que não tocamos em 2011, para o show não ficar tão irmão gêmeo”, explica Samuel.
O Skank vai alternar momentos quentes com músicas mais lentas, em uma mistura despreocupada, segundo o próprio vocalista, em deixar o público em polvorosa durante uma hora de apresentação. “A banda tem músicas que não são para pular, mas apenas para ouvir.”
Sunset - Mas neste domingo, Samuel já subiu ao palco. No Sunset, ele se apresentou ao lado de Nando Reis. Pouco antes de entrar no palco, dizia estar ansioso. “Sempre tenho friozinho na barriga. Hoje, com músicas que não estou acostumado a cantar, esse friozinho está ainda maior”, afirmou o vocalista do Skank, com a aparência calma de sempre.
Desta vez, foi o Skank que cantou as músicas de Nando, e não o contrário, como costuma acontecer. Perto de Samuel Rosa, atrás do palco, estava o ex-titã, numa tranquilidade de quem estava indo tocar para um público de meia dúzia de pessoas. Faltando dez minutos para o show começar, Nando Reis ainda calçava chinelos e falava tranquilamente com as pessoas – para o desespero da produção.
Nando preparou um show especial para o Rock in Rio. “Nunca me apresentei com metais. Trouxe uma sessão de metais com três americanos”, conta. Na lista do Sunset estavam Marvin,Onde você MoraSegundo Sol e Por onde Andei. Sobre o festival deste ano, lamentou: “Infelizmente, não consegui ver nada, só um pouquinho da Beyoncé pela televisão”. 


Postar um comentário