Esquetes são premiadas na última noite do festival em Cabo Frio

Público lotou o Teatro Municipal para acompanhar a decisão.
Ao todo foram R$ 6.200 em prêmios em dinheiro.

Do G1 Região dos Lagos
Apresentação da esquete Ma-pa-ri-pa-as-pas, do Grupo Creche na Coxia (Foto: Thiago Andrade)Apresentação da esquete Ma-pa-ri-pa-as-pas, do Grupo Creche na Coxia (Foto: Thiago Andrade)
O público riu, se encantou e se emocionou na última noite do FESQ 2013 em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Os melhores trabalhos da 11ª edição do Festival de Esquetes foram premiados após a apresentação das cenas finalistas no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb. Um dos destaques foi a esquete Cenas de Sangue Num Bar na Avenida São João, da Trupe Andarilhos Cia. de Teatro. 
Apresentação de 'A Jornada', da Cia. Ratos de Palco (Foto: Thiago Andrade)
Apresentação de 'A Jornada', da Cia. Ratos de Palco
(Foto: Thiago Andrade)
Ela ficou entre as três melhores esquetes premiadas pelos jurados, foi eleita a melhor esquete no júri popular e ainda levou o prêmio de melhor ator para o protagonista Fábio de Freitas. As esquetes Ma-pa-ri-pa-as-pas, do Grupo Creche na Coxia, e A Jornada, da Cia. Ratos de Palco, também ficaram entre as três melhores premiadas pelo jurados.
"Estamos encantados. Esse festival tem uma energia fantástica e foi muito bom poder comprovar isso que a gente sempre ouvia de quem já tinha vindo aqui. Estamos muito felizes não só pela premiação, mas principalmente por tudo o que vivemos nestes dias com vocês", disse o ator e diretor Diogo Nery, da Cia. Ratos de Palco. Ele também recebeu o prêmio de melhor direção e a esquete A Jornada ainda foi escolhida como melhor concepção cenográfica.


Esquete "Cenas de sangue num bar da Av. São João" (Foto: Thiago Andrade)
Esquete "Cenas de sangue num bar da Av. São João"
(Foto: Thiago Andrade)
O Teatro Municipal ficou completamente lotado na noite de sábado (21), após cinco dias de muita arte em Cabo Frio. Os jurados se reuniram após a encenação das esquetes finalistas e o apresentador Rodrigo Rodrigues anunciou os vencedores que receberam a premiação no palco. O prêmio de melhor atriz foi para Laura Collor, com a esquete Eu Sei Que Vou Te Amar, do Grupo De Botas. O melhor texto original foi de Erivan Borges, por Faz Alguma Coisa, Tita, do Alar-me Grupo Teatral.

O melhor figurino ficou para Inês de Casa, Inês que Casa, do Grupo Djota Teatro e Artes. E o prêmio especial do júri foi para Um Beagle e Dois Macacos, do Grupo Beagle, pela pesquisa corporal. Ao todo foram R$ 6.200 em prêmios em dinheiro.

Além das apresentações no teatro, o FESQ promoveu, durante a semana, oficinas, debates e apresentações em praças públicas de Cabo Frio. Foram 181 inscrições recebidas de grupos de várias partes do Brasil, das quais 28 foram selecionadas para a mostra competitiva.
"A cada ano buscamos melhorar e sentimos que essa missão foi cumprida novamente este ano. É um orgulho muito grande reunir tantos artistas maravilhosos e esse público cheio de energia. Isso nos motiva a querer e buscar sempre mais. É pensando desta forma que vamos trabalhar para o próximo FESQ", afirma o produtor Pablo Alvarez.
0