Fiscais encontram urina e fezes de rato em supermercado de Rio das Ostras

Supermercado é interditado com carne estragada
Polícia e Vigilância Sanitária encontraram ratos em meio a alimentos.
Dois gerentes do Supermercado Lagos foram presos em flagrante.
Júnior Costa
Do G1 Região dos Lagos
Supermercado interditado em Rio das Ostras (Foto: Mauricio Rocha/Secom Rio das Ostras)Pacotes de arroz estavam roídos em meio a fezes e urina de ratos (Foto: Mauricio Rocha/Secom Rio das Ostras)
Toneladas de produtos vencidos e de carnes estragadas foram apreendidas nesta quinta-feira (3) em uma operação que resultou na interdição do Supermercado Lagos em Rio das Ostras, interior do estado do Rio de Janeiro. A operação contou com agentes da Vigilância Sanitária, policiais civis e fiscais da secretaria municipal de Trabalho. Dois gerentes do supermercado foram presos em flagrante pela polícia.
A estimativa da prefeitura de Rio das Ostras é que três toneladas de alimentos entre carnes, leite, farinha e arroz foram apreendidos. O material será encaminhado a um aterro sanitário localizado na cidade, nesta sexta-feira (4).
Carne estragada em Rio das Ostras (Foto: Mauricio Rocha/Secom Rio das Ostras)Carne estragada em câmara frigorífica
(Foto: Mauricio Rocha/Secom Rio das Ostras)
Segundo a delegada Carla Tavares, titular da 123ª DP de Rio das Ostras, dois depósitos do supermercado, localizados no bairro Âncora, foram lacrados. No local, os policiais encontraram urina e fezes de ratos misturados a alimentos, ratos mortos e circulando por cima dos alimentos e câmaras frigoríficas que não estavam funcionando de acordo, contendo inclusive carnes estragadas.
"O mau cheiro no depósito era insuportável e nós encontramos de tudo nos dois locais. Ratos mortos, ratos passando por cima de alimentos, fezes e urina de rato em cima de alimentos roídos e carnes com odor de podre. Quando estávamos lacrando o local, uma cliente estava com um pacote com carne nas mãos procurando o supermercado para trocar porque estava vencida, estragada. Encaminhei para a delegacia para que fosse apreendida a carne e também para que ela fosse testemunha", contou Carla Tavares.
Supermercado interditado em Rio das Ostras (Foto: Mauricio Rocha/Secom Rio das Ostras)Condições de trabalho também foram vistoriadas
(Foto: Mauricio Rocha/Secom Rio das Ostras)
A delegada disse ainda que, por conta do grande número de roedores no local, técnicos de controle de pragas da prefeitura terão que realizar operação no local. "A situação é tão grave que a prefeitura terá que enviar ao local uma equipe de combate a roedores, porque corre o risco de retirarmos o material (mercadorias) de lá e os ratos se espalharem para a vizinhança dos depósitos. É um crime contra a saúde pública", reforçou Carla Tavares.
Os proprietários do estabelecimento serão enquadrados no artigo 272 do Código Penal e podem pegar de quatro a oito anos de prisão, por expor, vender, ter em depósito para venda, distribuir ou entregar a consumo substância alimentícia ou o produto falsificado, corrompido ou adulterado.
A equipe do G1 tentou contato com a direção do supermercado, mas os telefonemas não foram atendidos até a publicação desta reportagem. No site oficial da empresa, uma curiosidade chama a atenção. Entre os valores da empresa, no perfil do supermercado, está: "Comprometimento e seriedade com os colaboradores e fornecedores. Excelência no atendimento. Saúde e segurança dos colaboradores e clientes. Responsabilidade social e ambiental. Com carinho conquistar o respeito de nossos clientes."
0