Ministério Público confirma fraude de médicos em hospital de Araruama

Médicos batiam ponto mas não cumpriam carga horária.
Caso deve ser concluído nas próximas semanas.

Do G1 Região dos Lagos
O Ministério Público confirmou a fraude dos médicos do Hospital Regional de Araruama, Região dos Lagos do Rio. Os médicos batiam ponto mas não trabalhavam na unidade. O inquérito aberto pela Promotoria de Justiça e Tutela Coletiva de Araruama está em fase de conclusão e deve ser entregue à Justiça nos próximos dias.


As investigações começaram em agosto, após uma denúncia de que os médicos deixavam de cumprir a carga horária no Hospital Regional para fazer atendimento em clínicas particulares. A unidade atende 11 municípios da região. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, atualmente 95 médicos prestam serviço no hospital.
De acordo com a Promotoria, todos os profissionais e o diretor do hospital, Carlos Alberto Peixoto, devem ser denunciados por improbidade administrativa. O resultado de uma investigação interna foi encaminhado para a Corregedoria da Secretaria de Estado de Saúde, que não revelou os dados.

Os 13 suspeitos de envolvimento no caso estão afastados das funções. Segundo o promotor Sérgio Pereira, entre as penalidades, os acusados podem perder o cargo.
0