Petroleiros fazem manifestação em Macaé no segundo dia de greve

Na Bacia de Campos, 39 das 42 plataformas têm atividades interrompidas.
Polícia Federal abriu inquérito para apurar denúncia contra a Petrobras.
Do G1 Região dos Lagos
Petroleiros em greve no terminal de Cabiúnas (Foto: Divulgação / SindipetroNF)Petroleiros em greve no terminal de Cabiúnas (Foto: Divulgação / SindipetroNF)
Entrou no segundo dia nesta sexta-feira (18) a greve dos petroleiros. Na Bacia de Campos, das 42 plataformas, 39 estão com as atividades parcialmente ou totalmente interrompidas, segundo o Sindicato dos Petroleiros. 


Em Macaé, no interior do Rio, a Polícia Federal abriu inquérito para investigar a denúncia de que aPetrobras estaria impedindo funcionários de voltarem das plataformas e desembarcarem no aeroporto da cidade. A empresa ainda não se pronunciou sobre esta denúncia.
Na manhã desta sexta os petroleiros fazem um protesto no terminal de Cabiúnas. De acordo com a organização do movimento, cerca de mil trabalhadores estão no local. 
0