Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Bom dia! Confira os destaques dos principais jornais desta segunda-feira, 11 de novembro. Cine Tela Brasil traz sessões gratuitas de cinema para Búzios.

As duas telas serão instaladas na Rua Progresso, s/nº, em Cem Braças.
Entre os filmes exibidos estão Rio, Abrupto e Turma da Mônica.
o G1 Região dos Lagos
Filme Rio (Foto: Divulgação)Rio está na programação (Foto: Divulgação)
No próximo dia 13 a cidade de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, recebe o projeto “Cine Tela Brasil”, que exibe produções nacionais gratuitamente. 

As exibições acontecem até o dia 17, na Rua Progresso, s/nº, em Cem Braças. A lista de filmes inclui “Abrupto”, “As Melhores Coisas do Mundo” e “Turma da Mônica – Uma Aventura no Tempo”.

O Cine Tela Brasil contabiliza, desde 2004, percorreu quase 300 cidades e promoveu mais de 3 mil sessões, exibindo 68 filmes nacionais, gratuitamente.

Idealizado pelos cineastas Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi, o projeto cultural surgiu com o sonho de levar o cinema nacional a quem não tem acesso. Desde então, a visita é feita a cidades no interior do país, assim como às periferias das grandes metrópoles.

A estrutura do cinema itinerante conta com duas salas que comportam 225 cadeiras acolchoadas, ar-condicionado, projeção cinemascope 35mm, som estéreo surround e tela de 21m².

-------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais

O Estado de S.Paulo
Fundos de servidores têm perdas de R$ 528 milhões
O Globo

Bancos brigam por mercado de R$ 833 bi
Valor Econômico
image
Justiça evita conceder aumento real de salário
Correio Braziliense

Tragédia no caminho da festa
Zero Hora

Hayian pode ter matado 10 mil
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Desafios enormes para Filipinas após o tufão
The Guardian (Reino Unido)
Destruição e desespero
El País (Espanha)
Tufão Hayian devasta as Filipinas


O Globo

Manchete: Bancos brigam por mercado de R$ 833 bi
Investimentos em cartões com bandeiras próprias e redes acirram disputa

No Bradesco e no Itaú Unibanco, mais de um terço das receitas com serviços vem do setor.

O lançamento de uma bandeira própria e a reformulação de uma importante rede do setor de cartão de credito são ofensivas recentes da guerra travada entre os maiores bancos privados do país por fatias de um mercado que cresce a taxas de 15% ao ano e deve movimentar R$ 83.1 bilhões em 2013. O negócio é lucrativo. Dados do último balanço trimestral do Bradesco revelam que 35% das receitas com serviços vieram da área dos “plásticos'.' No Itaú Unibanco, o percentual atingiu 40%. Nas duas instituições, as tarifas cobradas dos clientes pela manutenção de contas correntes representaram menos de 20% desses ganhos. (Págs. 01 e 17)

Destroços e morte nas Filipinas
Um navio arrastado pela tempestade em melo a escombros em Tacloban, nas Filipinas. Supertufão, possivelmente o maior já registrado, o Halyan deixou ao menos dez mil mortos e um rastro de destruição. A tragédia, considerada uma das piores da História, deixou quase cinco milhões de desabrigados. (Págs. 01 e 21)
Protesto patrocinado: Polícia vai pedir quebra de sigilo
A polícia vai pedir a quebra do sigilo bancário dos suspeitos de contratar ativistas para a realização de protestos. Ex-militante político que denunciou recrutamento de manifestantes terá que depor. (Págs. 01 e 09)
Mensalão: OEA não pode mudar sentenças
Diego García-Sayan, que preside a Corte Interamericana de Direitos Humanos, da OEA, diz que o órgão não é tribunal penal de revisão. (Págs. 01 e 07)
Eleições no PT: Lula cobra foco na juventude
Ao votar ontem nas eleições do PT, Lula cobrou renovação do partido. No Rio, houve acusações de abuso da máquina pública. (Págs. 01 e 05)
Para combate ao crack: Governo compra armas não letais
O governo federal está comprando armas de baixa letalidade para serem usadas por PMs em cracolândias. Especialistas criticam. (Págs. 01 e 03)
Educação: Projeto premiado no Qatar
Colombiana é reconhecida em evento mundial com programa para salas de aula com mais de uma série. (Págs. 01 e 04)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Fundos de servidores têm perdas de R$ 528 milhões
Levantamento do Ministério da Previdência revela irregularidade sem fundos de pensão estaduais e municipais

Fundos de pensão de servidores públicos estaduais e municipais acumularam perdas nominais de R$ 528,17 milhões em aplicações feitas entre 2009 e 2013, revela levantamento do Ministério da Previdência, realizado a pedido do Estado. O prejuízo é atribuído em parle a esquemas criminosos e à adoção de práticas que burlam regras estabelecidas pelo governo federal, informa Andreza Matais. O relatório do ministério aponta que “fundos estariam potencialmente sendo utilizados para desvio de recursos” e '‘colocando em risco a solvência de todo o sistema”. Os nomes dos fundos não foram divulgados. Desde o ano passado, o ministério encaminhou 200 relatórios à Polícia Federal, Banco Central e Comissão de Valores Mobiliários para investigar irregularidades, Págs. (01 e Política A4)

Tufão nas Filipinas pode ter matado 10 mil pessoas
Enquanto tentavam organizar o resgate nas áreas mais devastadas pelo tufão Halyan, o maior já registrado, autoridades filipinas estimavam que 10 mil pessoas podem ter morrido em consequência do fenômeno que cruzou a região central do país entre sexta-feira e sábado com ventos de até 275km/h. Especialistas dizem que a maior causa de destruição foram as ondas que varreram a costa. O governo decretou estado de calamidade e houve saques em locais atingidos. (Págs. 01 e Internacional A8 e A9)
Eleição de Dilma e Padilha são prioridade para Lula
Ao votar ontem na eleição nacional do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que, além de reeleger Dilma Rousseff, a prioridade do partido é conquistar o governo de São Paulo, nas mãos do PSDB há cinco mandatos. Ele eslava ao ludo do ministro Alexandre Padilha, provável candidato a governador. Rui Falcão deve ser reeleito presidente do PT. (Págs. 01 e Política A8 e A7)
Semana do julgamento. Réus do mansalão fogem dos holofotes. (Págs. 01 e Política A6)


Delações ajudam PF a investigar cartel dos trens
Dois executivos do setor metroferroviário investigados no caso do cartel de trens em São Paulo já fizeram acordo com a Policia Federal. Em troca de eventual redução de pena, deram informações sobre pagamentos ti e propina durante os governos Covas, Serra e Alckmin, do PSDB, entre 1998 e 2008. (Págs. 01 e Política A5)
Maduro pede cerco a ‘lucro abusivo’ e loja é saqueada (Págs. 01 e Internacional A11)


MP investiga contrato da Petrobrás com Odebrecht (Págs. 01 e Economia B9)


Fareed Zakakia: Desafios da China
A liderança chinesa prometeu reformas sem precedentes. Mas, evidentemente, nâu significará nenhum passo rumo à democracia. (Págs. 01 e Visão global A10)
José Roberto de Toledo: Desconforto capital
A aprovação dos presidentes é sempre maior no interior, onde os brasileiros têm escolaridade mais baixa, do que nas capitais. (Págs. 01 e Política A6)
Lúcia Guimarães: Segredos e mentiras
O Obamacare excluiu a opção do plano pública de saúde. A iniciativa pode significar um aumento de até 500% na despesa mensal. (Págs. 01 e Caderno 2 C8)
Notas & Informações
A educação em escombros: Se faltasse prova da crise educacional, novo relatório da CNI seria mais que suficiente. (Págs. 01 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Tragédia no caminho da festa
Eram para ser 24 horas de muita música e alegria. Pela rede social, os jovens combinaram alugar um ônibus para aproveitar a aventura a l00km de Brasília. Mas tudo deu errado durante a viagem. A capotagem nas proximidades de Luziânia foi resultado de uma mistura mortal: veículo inapropriado e acima da lotação (eram 44 sentados e 15 em pé), motorista supostamente embriagado e alta velocidade provocaram o acidente que tirou a vida das adolescentes Gleycianne e Letícia. Pelo menos mais 34 pessoas ficaram feridas — um garoto de 15 anos teve antebraço amputado. O condutor fugiu do local, só voltou na manhã seguinte para rebocar o ônibus que foi saqueado por moradores da região. Ele agora pode ser indiciado por homicídio doloso. (Págs. 01, 17 e 18)
Entre o tráfico de influência e a propina no gabinete
Delegado que ajudou a desbaratar esquema de liberação de alvarás em Águas Claras e Taguatinga destaca que informações privilegiadas também eram moeda de troca entre os envolvidos nas negociatas. (Págs. 01 e 19)
Dilma é prioridade
Com a virtual vitória de Rui Falcão no comando nacional, PT parte para consolidar o projeto de reeleição da presidente. No DF, Roberto Policarpo vai liderar a legenda nas eleições de 2014. (Págs. 01, 02 e 20)
Tufão da morte leva 10 mil vidas
Chuvas e ventos de mais de 300km/h do Hayan varreram cidades nas Filipinas e deixaram destruição e desespero por onde passaram. Foi um dos tufões mais violentos da história. Governos e organismos internacionais anunciaram o envio de ajuda humanitária. No Vaticano, o papa Francisco rezou pelas vítimas. (Págs. 01 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Santa com um pé na final
Tricolor foi a Lucas do Rio Verde – MT e arrancou uma importante vitória por 2X0 contra o Luverdense pela semifinal da Série C. Agora pode até perder por 1X0 no próximo domingo que avança à final contra o Sampaio Correa - MA
Rastro de morte e destruição nas Filipinas


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Haiyan pode ter matado 10 mil
Um dos mais fortes tufões da história atingiu as Filipinas, que pede ajuda internacional. (Págs. 04 e 05)
Hotéis na Capital - Diárias turbinadas durante a Copa
Consulta mostra alta média de 135,2% em boa parte da rede hoteleira. (Págs. 01 e 20)
Sananduva - Cresce tensão entre índios e agricultores
Adiamento na demarcação de 1,9 mil hectares acirra conflito de 10 anos no norte do Estado. (págs.01 e 37)
Na Justiça: Uma onda de ações para corrigir FGTS (Págs.01 e 18)


------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

"Governo tem que corrigir as falhas do mercado"
A frase é surpreendente vinda de um economista que fez parte de uma gestão considerada neoliberal. Mas Armínio Fraga, presidente do BC no segundo mandato de Fernando Henrique, vai adiante: "Eventualmente o governo tem que assumir o papel de coordenação". O sócio da Gávea Investimentos participa das discussões para o programa econômico da campanha de Aécio Neves, que terá como um dos focos o planejamento que, segundo ele, faltou ao país durante vários anos. Armínio embarcou para a China, onde assessora a CVM local. (Págs.01 e 4 a7)
Empresas investem em painel solar
Brasil Solair e Prátil, da Endesa Brasil, disputam mercado para geração de eletricidade em prédios residenciais e comerciais. O excedente é vendido para as distribuidoras, garantindo descontos na conta de luz. (Págs 01, 12 e 13)
Eleição 2014
No Piauí, Wellington Dias (PT) lidera pesquisas para o governo do estado. (Págs. 01 e 03)
Plano de Negócios
Gerdau colhe frutos do programa de desenvolvimento de fornecedores. (Págs. 01 e 09)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Fiscais do ISS tinham mesada de construtoras, diz testemunha
Em depoimento ao Ministério Público, testemunha afirmou que as maiores construtoras de São Paulo pagavam mesada à máfia do ISS. Segundo a denúncia, as empresas que davam dinheiros para os fiscais recebiam certificados de quitação do imposto em 24 horas. Quem se recusava a pagar propina e quitava integralmente os impostos era prejudicado pela quadrilha, diz a testemunha. (Págs. 01 e Metrópole A12)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário