Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 2 de novembro de 2013

Bom dia! Leia as manchetes e o resumo dos principais jornais deste sábado, 2 de novembro. Lutador cabofriense de Jiu Jitsu compete hoje domingo em Arraial do Cabo

O lutador de Jiu Jitsu cabofriense radicado em Campos há 10 anos, Lúcio Flávio de Campos, de 38 anos, compete neste domingo (03/11), com apoio da Fundação Municipal de Esportes (FME), na 5ª Copa Arraial do Cabo de Jiu Jitsu, em Arraial do Cabo-RJ, um dos principais eventos do calendário do estado do Rio de Janeiro. Ele que venceu as duas últimas edições da Copa Arraial do Cabo, cidade na qual cresceu.
Lúcio Flávio tem como técnicos o Machado, Beto Guimarães e o líder da equipe, Leandro Ribeiro Gomes. Lúcio Flávio, que luta Jiu Jitsu desde os 17 anos, treina no Centro de Treinamento De La Riva Campos Jiu Jitsu, no Centro. Ele soma mais de 20 títulos e ocupa o 3º lugar no ranking da International Brazilian Jiu Jitsu (IBJJ).

O presidente da FME, Pampa, que recebeu Lúcio Flávio, que foi lhe apresentar as medalhas conquistadas só este ano e agradecer pelo apoio da FME, disse que Lúcio Flávio tem tudo para conseguir o Bolsa Atleta em 2014. “É um cara que está no topo. Pelos títulos que ele tem, ele tem totais condições de entrar. É só apresentar os certificados”, comentou Pampa. 


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Dinheiro público: Congresso corta mais de 2 mil supersalários

O Estado de S. Paulo

Construtora admite ter pago R$ 4,1 milhões em propinas

Correio Braziliense

Concursos abrem 47 mil vagas até junho de 2014

Estado de Minas

Preço da morte

Jornal do Commercio

Plano de ação tenta aperfeiçoar Sassepe

Zero Hora

Indústria cresce após 2 meses sem avanços

Fonte: Da Redação
O Globo

Manchete: Dinheiro público: Congresso corta mais de 2 mil supersalários
Na Câmara, dois deputados tiveram desconto nos vencimentos.

Só no primeiro mês, aplicação do teto salarial gera economia de R$ 7,2 milhões.

A Câmara e o Senado começaram ontem a cortar os supersalários de quem ganha acima do teto do funcionalismo, de R$ 28 mil. Só na Câmara, a medida atingiu 2 mil pessoas, inclusive dois deputados. O corte foi aplicado na folha de outubro, gerando economia de R$ 7,23 milhões. A deputada Nice Lobão (PSD-MA) sofreu um dos maiores abatimentos, pois acumulava o vencimento de servidora aposentada da Casa com o de deputada, somando R$ 45 mil brutos. O Senado também começou a cortar, por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU), e na Casa cerca de 500 servidores devem ser atingidos. (Págs. 1 e 3)

Tiros e tensão em Los Angeles
Atirador matou um agente de segurança e feriu outras duas pessoas, levando aeroporto a fechar por seis horas. (Págs. 1 e 39)
Países aliados se rebelam contra Obama
O presidente enfrenta a maior revolta de países aliados em seus cinco anos de mandato. A insatisfação vem de parceiros no Oriente Médio, como Arábia Saudita, Israel e Turquia, e de europeus, após as denúncias de espionagem. Brasil e Alemanha se uniram para cobrar uma ação da ONU. (Págs. 1 e 38)
Exigência aumenta: Banda larga ainda longe do ideal
A partir de hoje, as operadoras precisam entregar pelo menos 70% da velocidade média contratada na banda larga fixa e móvel. Além disso, a velocidade mínima instantânea sobe de 20% para 30%. Ou seja, se o consumidor contrata 1OMbps, precisa ter pelo menos 3Mbps em 95% das tentativas de acessar a internet. (Págs. 1 e 31)
Empresas X: Crise da OSX afeta São João da Barra
O município no Norte Fluminense que Eike Batista escolheu para montar um complexo industrial e portuário enfrenta perda de receitas e demissão de trabalhadores com a crise da OSX, de construção naval. (Págs.1 e 32)
Quebra prejudica projetos no Rio
Cerca de R$ 700 milhões em investimentos, como o Novo Hotel Glória, a Marina e a despoluição da Lagoa, estão em risco. (Págs. 1 e 12)
Corrupção em SP: Incorporadora confessa propina
A Brookfield admitiu ao MP que pagou R$ 4 milhões a fiscais da prefeitura de São Paulo em troca de documento de quitação do ISS. (Págs. 1 e 8)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Construtora admite ter pago R$ 4,1 milhões em propinas
Repasses ocorreram entre 2009 e 2012; novo envolvido em fraude na Prefeitura integrava esquema paralelo.

Um diretor da incorporadora Brookfield apontou 20 pagamentos feitos pela empresa ao grupo liderado pelo ex-secretário de Finanças da Prefeitura de São Paulo Ronilson Rodrigues. A incorporadora pagou R$ 4,1 milhões em propinas entre novembro de 2009 e outubro de 2012. A Brookfield, que no início afirmava desconhecer o esquema, decidiu colaborar com as investigações do Ministério Público Estadual e da Controladoria-Geral do Município após a prisão de quatro fiscais. A investigação também aponta Fabio Camargo Remesso, atual assessor da pasta de Relações Governamentais, como integrante de esquema paralelo chefiado por Ronilson. (Págs. 1 metrópole A23 e A26)

Preso combatia sonegação
Entre 2007 e 2012, Ronilson Rodrigues chefiou ações de combate è sonegação fiscal na Prefeitura. (Págs. 1 e A23)
Tarde de caos na Marginal do Tietê
Mãe ampara criança ferida durante protesto contra reintegração de posse de terreno ao lado da Ponte Orestes Quércia; ato bloqueou a Marginal do Tietê nos dois sentidos na tarde de ontem. A Tropa de Choque da PM usou bombas de gás. (Págs. 1 e metrópole A30)
Dilma aprova ‘gatilho’ para combustíveis
A presidente Dilma Rousseff aprovou o uso de um “gatilho” para reajustar os preços dos derivados de petróleo, “duas ou três vezes por ano”, e garantir “previsibilidade” aos planos de negócios da Petrobrás, informou ao Estado um auxiliar presidencial. A presidente da Petrobrás, Graça Foster, defendia um mecanismo que desse previsibilidade às correções, mas o ministro Guido Mantega (Fazenda) resistia. (Págs. 1 e economia B1)
Governo tenta ‘salvar’ licitação de Confins
Ante a falta de interesse no aeroporto mineiro de Confins, o governo estuda alterar a regra que 1imita a 15% a participação de consórcios vencedores da primeira rodada de licitações. O objetivo é tentar garantir ao menos uma proposta no leilão do dia 22. (Págs. 1 e economia B3)
Presidente reúne 14 ministros e busca resultados
A presidente Dilma Rousseff convocou para hoje reunião com 14 ministros das áreas social e de infraestrutura para elaborar uma estratégia de inaugurações e de propaganda visando às eleições de 2014. (Págs. 1 e política A4)
Padilha defende reprovados no Revalida
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que não fez diferença para o Mais Médicos a reprovação no Revalida,exame para graduados cm Medicina no exterior amarem no País. Os primeiros médicos cubanos de SP foram apresentados ontem. (Págs. 1 e metrópole A29)
Atirador mata um e fere sete em Los Angeles
Um homem, identificado como Paul Ciancia, de 23 anos, abriu fogo com um fuzil no Aeroporto de Los Angeles, deixando ao menos um morto e sete feridos. Atingido por disparos da polícia, o atirador foi preso. Não se sabe suas motivações. (Págs. 1 e Internacional A17)
Brasil envia à ONU plano antiespionagem (Págs. 1 e internacional A22)


Balança comercial tem déficit em outubro (Págs. 1 e economia B4)


Drone mata líder do Taleban paquistanês (Págs. 1 e internacional A18)


Notas & Informações: O desastre fiscal de Dilma 
É sistemática, e vem se acentuando, a deterioração das finanças públicas no governo Dilma. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Concursos abrem 47 mil vagas até junho de 2014
A estimativa de contratações é do Ministério do Planejamento, que, apenas nos dois últimos meses, autorizou seis seleções públicas para o preenchimento de 2,8 mil postos. Como há eleições no ano que vem, os concursos serão antecipados até o fim do primeiro semestre. Há a expectativa de que ocorra uma maratona de exames logo nos primeiros meses. Entre as instituições que já receberam sinal verde do governo e devem lançar seus editais até o início do ano estão os ministérios da Agricultura, da Educação e do Trabalho. Os salários chegam a RS 11,5 mil, para nível superior. Também são esperados processos seletivos do STF, Receita, Polícia Federal, Ministério da Fazenda, Polícia Civil do DF e Câmara Legislativa. (Págs. 1 e 11)
Dilma cobra ministros de olho na eleição
A presidente se reúne hoje com 14 ministros para cobrar o que um candidato mais gosta em época de eleições: um calendário de realizações repleto de obras. Nos bastidores, comenta-se que ela será mais dura com o grupo da infraestrutura. O Planalto quer garantir, ainda este ano, os leilões de privatização dos aeroportos Santos Dumont (RJ) e Confins (MG) e de trechos das BR-163 (MT) e BR-060/153/262 (MG/GO/DF). (Págs. 1 e 8)
Presidente do PT é roubado em Brasília
Rui Falcão e o chefe de gabinete do partido foram assaltados durante arrastão em restaurante da Vila Planalto. Dois homens armados obrigaram os clientes a se deitarem no chão e levaram dinheiro e celulares. (Págs. 1 e 21)
Los Angeles: Morte e tiros no embarque
Atirador mata segurança e fere sete pessoas no terminal aéreo. Antes de ser capturado. Paul Clancia, 23 anos, foi baleado várias vezes. O atentado provocou cancelamento de 126 voos. (Págs. 1 e 15)
Aeroporto JK: Suspeita faz PM explodir maleta
Polícia temia que houvesse uma bomba. A mala foi encontrada na via de acesso ao desembarque em Brasília. Duas pistas foram isoladas e complicaram o acesso ao terminal. (Págs. 1 e 7)
ONU avalia proposta; Kerry admite abusos
Apresentado por Brasil e Alemanha, o projeto em defesa da privacidade na internet começa a tramitar no âmbito das Nações Unidas. O secretário de Estado americano, John Kerry, disse que agências "foram longe demais”. (Págs. 1 e 14)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Preço da morte
Vendas de plano funeral disparam e já movimentam R$ 3,5 bi ao ano no país.

Os mais abastados investem em seguro de vida e as classes C,D e E, para não deixar parentes em apuros, aderem cada vez mais ao auxílio-funeral. Só em Minas, o negócio gira R$ 300 milhões anualmente e o número de empresas no setor saltou de 570 para 1.460 numa década. Para comparação, em agosto o seguro de vida cresceu 8,9% no Brasil frente ao mesmo mês de 2012, enquanto o funeral avançou 56%. Os planos custam em média R$ 30 por mês. Já um funeral completo em BH varia de R$ 4,6 mil a R$ 36,4 mil. O serviço garante preparação e traslado do corpo, caixão, ornamentação e velório. (Págs. 1 e 10)

Alemanha e Brasil vão à ONU contra espionagem 
Países entregaram ontem à Organização das Nações Unidas proposta de aumentar as regras de privacidade na internet. Documento não menciona o escândalo de grampos norte-americanos, que interceptaram conversas da presidente Dilma e da chanceler alemã, Angela Merkel. Pivô das denúncias de espionagem, Edward Snowden se dispôs a depor sobre o caso. (Págs. 1 e 3)
Rombo: Reunião emergencial para acertar as contas públicas
Encontro da presidente Dilma com 14 ministros, convocado para hoje, discutirá tentativas de solucionar o déficit de R$ 9 bilhões na contabilidade do governe em setembro. (Págs. 1 e 11)
Minha casa: Caixa vistoria conjunto em Uberlândia
Após denúncia do EM de que casas do conjunto Shopping Park, feitas com recursos do programa Minha casa, minha vida, foram entregues incompletas, com material ruim e instalações que pegam fogo, a Caixa informou ter tomado providências. Entre elas estão o envio de engenheiros para vistoriar as moradias, uma unidade móvel para atender os moradores e notificação das construtoras para reparar os danos. (Págs. 1 e 6)
Ensino superior: Aula fora do país garantida nos tribunais
Trinta estudantes mineiros conseguiram na Justiça ter direito a bolsas de estudo no exterior pelo programa Ciência sem fronteiras, depois de mudança inesperada em edital. Um dos parceiros do projeto, a Suécia tem vagas para 2 mil universitários. (Págs. 1 e 17 e 18)
Tiroteio e morte em aeroporto americano (Págs. 1 e 15)


------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Plano de ação tenta aperfeiçoar Sassepe
Governo quer aumentar em até 50% a rede credenciada para atendimento de 194 mil servidores e dependentes. Processo se dará na renovação de contratos, até 31 de dezembro. (Págs. 1 e cidades/economia 5)
Internet rápida vira obrigação
Por ordem da Anatel, operadores têm que entregar no mínimo 30% da velocidade contratada. (Págs. 1 e cidades/economia 8)
Quadro geral das rodovias do País piorou
CNT achou problema em 63,8% das estradas este ano, contra 62,7% em 2012. (Págs. 1 e 6)
Pacto pela Vida e Jucepe são homenageados
Plano de segurança do Estado e Junta Comercial receberão prêmio do BID. (Págs. 1 e cidades 2)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Indústria cresce após 2 meses sem avanços
Bens de capital, usados na fabricação de outros itens, tiveram a maior contribuição para o desempenho ao subir 4%, indicando retomada de investimento. (Págs. 1 e 13)
Fiscalização suspeita: PF indicia número 1 do Trabalho no RS
Superintendente regional é suspeito em esquema para liberar obras. (Págs. 1 e 18)
------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário