Bom dia! Vamos com as principais notícias dos jornais e revistas deste domingo, 10 de novembro. Hoje tem passeio de barco para os moradores de Cabo Frio pelo projeto 'Esse Mar é Meu'. Agendamento está sendo feito no Terminal de Passageiros, no Boulevard Canal.

A Secretaria Municipal de Turismo e a Associação das Empresas de Turismo Náutico de Cabo Frio (AETURNAUT) promovem neste domingo (10/11), às 10h30 e as 14h30,  mais um passeio de barco com os moradores da Cidade, pelo projeto “Esse Mar é Meu”.
Com duração de cerca de duas horas e meia e com direito a água e refrigerante a bordo, o passeio sai do Terminal de Passageiros, no Boulevard Canal, atravessando o Terminal de Transatlânticos, passando pelos pontos turísticos, até a Ilha do Papagaio, quando os passageiros terão direito a um mergulho.
O objetivo deste projeto é oferecer aos moradores a oportunidade de conhecer as belezas naturais da cidade ao custo de R$ 10 mais um quilo de alimento não perecível, que será destinado a uma entidade filantrópica. Os interessados devem fazer agendamento prévio no Terminal de Passageiros, munidos de carteira de identidade e comprovante de residência, ou carteira estudantil do município, ou Cartão Dignidade. Os menores de 12 anos só podem participar dos passeios acompanhados por um responsável.
Os passeios acontecerão todos os domingos deste ano, até 8/12 e segundo o projeto, várias embarcações ficarão disponíveis para atender a demanda.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Manchete: Olhos eletrônicos - Cariocas são vigiados por 700 mil câmeras
Cidade já conta com um equipamento de segurança para cada nove habitantes
Centros da prefeitura e do estado têm ainda 960 aparelhos monitorando ruas
Prédios, galpões, empresas e residências do Rio têm cerca de 700 mil câmeras de segurança, o que equivale a um equipamento para cada nove cariocas, segundo estimativa do Sindicato das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, informa Emanuel Alencar. Quem anda pelas ruas da cidade também não escapa do Big Brother: os centros de controle do estado e da prefeitura monitoram as imagens de 960 equipamentos. Em São Paulo, o número é maior, com uma câmera em área privada para cada oito habitantes. (Págs. 1 e 20)

Polícia apura financiamento político de protestos
Serviço de inteligência e Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática investigam se militantes do PR recrutaram pessoas para atuar em manifestações no Centro e na Zona Sul do Rio. (Págs. 1 e 25)
Mantega critica alta automática da gasolina
Ministro não aceita indexação e diz que, na área fiscal, o pior já passou
O ministro Guido Mantega diz que ainda não há decisão sobre a fórmula de reajuste da gasolina, mas ressalta que não poderá alimentar a inflação: "Não podemos ter um modelo que vá indexar a economia." Sobre as críticas à gestão fiscal, ele afirma que há um visível exagero. E garante que o pior já passou. Para 2014, estima que o país crescerá entre 3% e 4%. (Págs. 1 e 47)

Colunista
Elio Gaspari: Internet livre incomoda o governo. (Págs. 1 e 12)
Ancelmo Gois: O Itamaraty monitorou artistas no exílio em Londres. (Págs. 1 e 40)

Mordomia parlamentar: Supersalários ainda resistem
Mesmo depois do corte dos supersalários no Congresso, um grupo de 30 parlamentares e ex-parlamentares mantém a regalia: alguns ganham mais de R$ 60 mil, acumulando com aposentadorias. (Págs. 1, 3 e 4)
Investimento bilionário: China diversifica negócios no Brasil
Com investimentos em energia elétrica, petróleo, montadoras, bancos e agronegócio, a China já destinou US$ 28 bi ao Brasil. É o 4º principal alvo no mundo dos recursos chineses. (Págs. 1 e 52)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Receita corta gastos e pode comprometer arrecadação
Orçamento de R$ 2 bilhões caiu para R$ 1,3 bilhão; deslocamento de fiscais e novos programas sofreram cortes
Com dificuldades para fechar as contas de 2013, o governo cortou gastos que podem comprometer o funcionamento da própria máquina de arrecadação de impostos, a Receita Federal. Documentos do órgão revelam que, nas últimas semanas, operações de repressão foram canceladas e programas de modernização da arrecadação entraram em marcha lenta, informa a repórter Lu Aiko Otta. Além de não ter recursos para o deslocamento de fiscais, a Receita freou o desenvolvimento de programas de informática. O objetivo é economizar R$ 700 milhões. De acordo com documento da Receita, o órgão disporia este ano de R$ 2 bilhões para seus gastos, mas terá apenas R$ 1,3 bilhão. Questionada, a Receita informou que opera “dentro dos padrões de normalidade e tomando as necessárias providências para que não haja impactos no desempenho de suas atividades”. (Págs. 1 e Economia B1 e B4)
Fiscalização perde força
Cortes de gastos com fiscalização são generalizados no governo e atingem atividades que vão de combate ao desmatamento à repressão a fraudes no mercado financeiro. (Págs. 1 e B4)

PT escolhe comando sob pressão por novo discurso
O PT dará hoje o primeiro passo para preparar a campanha à reeleição de Dilma Rousseff, informa Vera Rosa. Rui Falcão deve ser reeleito presidente do PT, cargo que o credencia a coordenar a campanha de Dilma. O desafio é elaborar programa inovador que supere o tradicional discurso de combate à miséria. (Págs. 1 e Política A4)
Edifícios tinham até isenção total de ISS em SP
Cento e sete grandes empreendimentos imobiliários fiscalizados em São Paulo nos últimos três anos pelos auditores Carlos Augusto di Lallo Leite do Amaral e Luis Alexandre Cardoso Magalhães não pagaram nada de ISS. (Págs. 1 e Metrópole A24)
Aliás: Habite se for capaz
Escândalo do ISS na Prefeitura de São Paulo mostra que nossas metrópoles são administradas de forma alheia ao interesse público. (Págs. 1 e E10)
Agora, apenas milionário
A fortuna de US$ 30 bilhões caiu para algo em torno de US$ 70 milhões. Eike Batista, porém, não perde o bom humor nem deixa de ser gentil com quem aborda, relata Pablo Pereira. Mas, por enquanto, ele dribla os que querem saber sobre a fase difícil do conglomerado X. “Não é o momento de falar”, diz. (Págs. 1 e Economia B7)
Tufão mata 1.200 nas Filipinas, diz Cruz Vermelha
Pelo menos 1.200 pessoas morreram nas Filipinas durante a passagem do mais poderoso tufão registrado na Ásia, afirmou ontem a Cruz Vermelha. O número de vítimas deve crescer conforme o socorro chegue aos locais mais devastados. (Págs. 1 e Internacional A19)
Justiça revisa casos de pensões vitalícias
A Justiça vem revisando casos de pensão vitalícia e transformando o benefício em uma ajuda temporária até que o ex-cônjuge seja capaz de arcar com suas despesas. (Págs. 1 e Metrópole A29)
Petrobrás apura ágio de até 1.654% da Odebrecht (Págs. 1 e Economia B8)
Para ministra, denúncias elevarão índice de estupro (Págs. 1 e Metrópole A30 e A31)
Pedro S. Malan 
Retórica eleitoral
Os que pretendem chegar à Presidência deveriam saber que terão o desafio de limitar o crescimento das despesas primárias do governo. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações
Tudo pelo poder
Dilma está empenhada em transformar em palanque a imensa e inoperante máquina de governo. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Veja

Manchete: Maconha USA
Repórteres de Veja foram aos Estados Unidos e Uruguai saber o que muda na vida das pessoas quando a produção, a venda e o uso da droga são legalizados - e viram um negócio altamente lucrativo. (Pág. 1)
Exclusivo: Rosemary Noronha fala à Veja
"Minha relação com Lula é de amizade e fidelidade". (Pág. 1)
Papa Francisco
A opinião dos fiéis sobre o casamento gay vai ter valor no Sínodo? (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Época
807_capa_aprovada (Foto: divulgação)
Manchete: Os Black Blocs sem máscara
Época testemunhou o treinamento de ativistas que promovem protestos violentos - e revela quem eles são, como se organizam. (Pág. 1)
Contabilidade criativa
As mágicas da matemática não conseguem mais esconder nossos problemas na economia. (Pág. 1)
O fim da pirataria
A nova geração de consumidores prefere pagar por conteúdo digital. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro

Manchete: Como lucrar com a Copa
Desvendamos as jogadas especiais das grandes empresas para faturar alto com o maior evento esportivo do mundo em 2014. As seleções de Pão de Açúcar, Ambev, Alpargatas, Lenovo e Azul, entre outras, já estão em campo e podem inspirar sua estratégia nessa disputa de R$ 65 bilhões. (Pág. 1)
Economia: A nova batalha fiscal do governo (Pág. 1)


------------------------------------------------------------------------------------
Carta Capital

Manchete: A guerra das tevês
Os bastidores da união de quatro emissoras contra a Globo. (Pág. 1)
Abílio Diniz
Feliz na nova empreitada à frente da BRF, crítico da comunicação do governo. (Pág. 1)
Máfia dos fiscais
São Paulo à mercê de uma quadrilha articulada e influente. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
EXAME

Manchete: Um mundo mais velho. E melhor
Demografia

Nunca vivemos tanto – e a ciência busca novas formas de prolongar a vida.

Consumo

Os brasileiros com mais de 50 anos já gastam quase 1 trilhão de reais.

Cidades

Os 20 melhores municípios do país para viver depois da aposentadoria. (Pág. 1)

Agronegócio: A elite do campo está revolucionando a produção nacional (Pág. 1)


Eike Batista: A história do blefe de 1 bilhão de dólares na petroleira OGX (Pág. 1)


------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Exumação de Jango - A operação que busca tirar a limpo um capítulo da História
A avaliação de pesquisadores sobre a perícia e os impactos políticos e ideológicos do caso.

Em reportagem visual, como serão a retirada e o exame dos restos mortais. (Págs. 1 e 4 a 7)

Heleno/Helena
A história da transexual que completou sua transformação, há um mês, submetendo-se a uma cirurgia de redesignação de sexo no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. (Págs. 1 e 23 a 31)
Com a palavra: Romário
“Daria para fazer a Copa com menos"

Ex-jogador critica gastos com o Mundial e fala sobre a vida política. Em 2016, quer ser prefeito do Rio. (Págs. 1 e 20 a 22)

------------------------------------------------------------------------------------
0