Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Bom dia! Vamos com as principais notícias dos jornais desta sexta-feira, 15 de novembro. Prefeito de Cabo Frio faz desabafo contra a violência na cidade. Alair Correa disse que o município sofre com a falta de policiamento.



LEONARDO BARROS/ O Globo

O prefeito de Cabo Frio, Alair Correa, usou as redes sociais, na noite de quinta-feira, para manifestar a sua preocupação com a onda de violência na cidade, que começou na terça-feira. No Twitter e no Facebook, Alair publicou um desabafo contra a falta de segurança na cidade que, segundo ele, é causada, entre outras coisas, pela falta de investimento na Polícia Militar do município, o maior da Região dos Lagos.
Alair relembrou os casos de violência registrados em Cabo Frio, recentemente. Ele cobrou mais atenção do governador Sérgio Cabral e do secretário estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.
- Hoje, pela décima vez, o povo do Jardim Esperança é obrigado a ver irmãos seus, em plena rua, serem baleados, tombados e mortos. Onde está o governador Sérgio Cabral e o seu secretário de Segurança Pública? Será que só os moradores da capital tem direito a Segurança, mais especificamente os da Zona Sul? - dizia um trecho do texto publicado.
O prefeito de Cabo Frio ainda disse que criou uma guarda municipal especial, mas que os agentes não podem usar armas e que a única solução seria o investimento no 25º BPM (Cabo Frio).
- Criamos em Cabo Frio uma Guarda Especial, composta por 100 homens e 10 carros novos, para auxiliar no combate a criminalidade no Grande Jardim Esperança, mas não posso armá-la. Sendo assim, nossos homens não tem como combater as ações criminosas sozinhos. Nosso governo irá colocar a guarnição municipal para fazer uma ação conjunta com a PM. Mas como? O governador tirou daqui parte do policiamento que iria nos socorrer agora!!! Transferiu os policiais para a capital, para proteger a ele, sua família e a cidade onde ele mora - desabafou o prefeito.
Ação policial
Contra a criminalidade, a PM anunciou na tarde de quinta-feira uma ocupação em seis comunidades da cidade. Segundo o comandante do 25º BPM, tenente-coronel Samir Vaz Lima, 120 homens participam da operação que tenta conter o aumento da violência.
A previsão, até a noite de quinta-feira, era que as comunidades do Jacaré, Itajuru, Rainha da Sucata, Boca do Mato, Valão, que fica no bairro Jardim Esperança, e Ponta do Ambrósio, na divisa com o município de São Pedro da Aldeia, estivessem ocupadas pela PM. Entre os 120 homens divididos nas comunidades, 53 são novos policiais que saíram do último curso de formação ministrado no 25º BPM. Policiais que estariam de folga também foram convocados. Segundo o comandante Samir Lima, a ocupação é por tempo indeterminado.
Crimes
Na quarta-feira, a menina Any Vitória de Souza Paixão, de 4 anos, morreu baleada durante um confronto entre facções criminosas rivais no bairro Jardim Esperança. A menina estava com a mãe, Nayane dos Santos Paixão, de 24, na calçada da Rua da Assembleia, quando as duas foram atingidas pelos disparos. Any teve o fígado, o baço e um rim perfurados. Ela chegou a ser levada para o hospital, mas acabou não resistindo. Outros dois homens, identificados como Edson Pereira da Silva e Welington da Conceição, também foram baleados.
Na noite de terça-feira, um adolescente de 16 anos e um homem de 25 foram assassinados no Itajuru.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais
O Estado de S.Paulo

STF deve rejeitar recursos e aumentar número de presos
O Globo

Fim da impunidade: Barbosa pode ampliar lista de presos
Valor Econômico
image

Perdas na renda fixa já atingem R$ 250 bilhões
Correio Braziliense

O dia em que o Brasil pediu desculpas a Jango
Estado de Minas

Onda azul invade BH
Zero Hora

Julgamento do mensalão - Barbosa pode pedir prisão de réus
Edição Impressa do Económico de 2013-11-14
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Obama faz movimentação para evitar cancelamento de seguros
The Guardian (Reino Unido)
Estudantes disfarçados são alvo da polícia
El País (Espanha)
O resgate da Espanha chega ao fim


---------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Manchete: Fim da impunidade: Barbosa pode ampliar lista de presos
Decisão sobre quantos réus irão logo para a cadeia só depende do presidente do STF

Dirceu e outros condenados deverão ser levados para unidades prisionais de Brasília somente depois do feriadão, mas podem se entregar antes

O presidente do STF, Joaquim Barbosa, está preparando a lista de condenados no processo do mensalão contra os quais expedirá mandados de prisão. Pelo menos 11 réus serão presos — inclusive o ex-ministro José Dirceu — e cinco cumprirão pena alternativa. Mas Barbosa pode ampliar a lista e incluir réus que apresentaram embargos infringentes sem terem direito ao recurso. Mesmo que as ordens saiam no feriado de hoje, a Vara de Execuções Penais de Brasília não estará funcionando, e as penas só deverão ser executadas a partir de segunda-feira, embora os condenados possam se apresentar antes. O advogado de Dirceu disse que ele se apresentará "de forma discreta" após a ordem de prisão. Condenado, o deputado Valdemar Costa Neto deve renunciar ao mandato.

“Quem sou eu para fazer qualquer julgamento ou insinuação sobre a Suprema Corte?”

Lula, sobre a decisão do STF de mandar prender os mensaleiros páginas

(Págs. 01 e 03 a 08)
Colunista: Merval Pereira
Decisão de não aceitar protelação foi histórica. (Págs. 01 e 04)
Artigo: Eduardo Jordão
STF ficou refém de estratégias dos advogados. (Págs. 01 e 06)
Honras Militares Para Jango
Deposto em 1964 e morto em circunstâncias não esclarecidas, João Goulart foi homenageado em cerimônia que reuniu a presidente Dilma e os ex-presidentes Sarney, Collor e Lula. Os restos mortais de Jango serão periciados para apurar suspeita de envenenamento. (Págs. 01 e 12)
Gastos públicos: Dilma veta projeto que cria cidades
A presidente Dilma Rousseff vetou projeto aprovado pela Câmara e pelo Senado que abre a possibilidade de criação de pelo menos 188 municípios. Dilma argumentou que o projeto eleva despesas sem prever de onde sairão as receitas, o que compromete as contas públicas. (Págs. 01 e 11)
Venezuela sob decreto: Maduro ganhará superpoderes
O presidente da Venezuela saiu vitorioso na primeira votação, na Assembleia Nacional, da lei que lhe dá poder para governar por decreto. Ele alega que só assim poderá combater a inflação e a corrupção. (Págs. 01 e 29)
Marcha a ré: PIB encolheu no trimestre, diz BC
O BC estima que a economia do país encolheu 0,12% entre julho e setembro. Se confirmada pelo IBGE, será a primeira queda do PIB desde 2011. Especialistas culpam o fraco desempenho da indústria. (Págs. 01 e 23)
Sem apetite privado: Estatais dominam leilão de energia
Com fraca presença estrangeira, o leilão de linhas de transmissão de energia foi dominado por estatais, que ficaram com 6 dos 10 lotes licitados. Outros 3 não tiveram interessados. (Págs. 01 e 28).
Guarda de dados é alvo de críticas
A exigência de guarda local de dados de usuários brasileiros, um dos pontos do Marco Civil da Internet, é alvo de críticas de especialistas. Para eles, a medida é inócua porque não impede a espionagem. Além disso, 0 texto já exige que empresas de tecnologia instaladas no país forneçam dados se forem acionadas na Justiça. (Págs. 01 e 28)
Colunistas Nelson Motta
Para o bem e para o mal, sociedades que mais crescem são mais competitivas. (Págs. 01 e 23)
Hermano Vianna
A construção da memória é tarefa coletiva. (Págs. 01 e Segundo Caderno)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

STF deve rejeitar recursos e aumentar número de presos
Joaquim Barbosa passou o dia analisando casos; condenados deverão se apresentar em Brasília na próxima semana

O STF deverá aumentar de 13 para até 19 o número de condenados no mensalão que terão ordem de prisão decretada. Joaquim Barbosa deve rejeitar os pedidos dos condenados que não tinham direito a novo julgamento, mas que apresentaram recurso para tentar adiar o cumprimento da pena. A prisão dos condenados - entre eles José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares - deverá ocorrer na próxima semana. Num primeiro momento, todos deverão ser levados para Brasília. Depois de análise da Justiça, saberão se poderão ou não cumprir as penas nas cidades onde vivem. Os condenados a regime fechado deverão ir para celas individuais no Complexo da Papuda. Antes de expedir os mandados, Joaquim Barbosa analisou os casos em que há dúvidas sobre o direito ou não a um novo julgamento. Advogados disseram que os condenados vão se apresentar assim que os mandados forem expedidos. (Págs. 01 e Política A4 a A6)
Para Lula e Dilma, prisão evitará ataques na eleição
A presidente Dilma Rousseff e ex-presidente Lula avaliaram que a decisão do STF de executar logo as penas dos réus petistas do mensalão impedirá o uso da questão durante a campanha. (Págs. 01 e A6)
Dora Kramer
Raio em céu azul?

Antes de chegarmos à conclusão de que o julgamento traçou risca entre o antes e o depois, convém olhar a ambiência de impunidade. (Págs 01 e A6)
Secretário de Kassab é citado em esquema
Testemunha do caso das fraudes na Prefeitura disse ao MP que o núcleo da Secretaria de Finanças na gestão de Gilberto Kassab (PSD) freqüentava o escritório dos fiscais. O líder do grupo, Ronilson Rodrigues, teria ligações com o secretário Walter Aluísio e com o adjunto, Silvio Dias. E o empresário Marco Aurélio Garcia, irmão do atual secretário estadual Rodrigo Garcia (DEM), devia R$ 1 milhão a Ronilson. (Págs.01 e Metrópole A21 a A23)
Mais 2 vereadores teriam recebido dinheiro de fiscais
Depois de Aurélio Miguel (PR), mais dois vereadores foram apontados em depoimento de testemunha ao MP como tendo recebido dinheiro da quadrilha de fiscais: Paulo Fiorilo (PT)e Nelo Rodolfo (PMDB).(Págs.01 e Metrópole A22)
Indicador do BC aponta retração da economia
Considerado uma prévia do PIB, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IRC-Rr) aponta que, no terceiro trimestre do ano (julho a setembro), a economia brasileira teve retração de 0,12% na comparação com idêntico período de 2012, já descontados os efeitos sazonais. O BC-Br indicou estabilidade (-0,01%) em setembro ante agosto. Analistas projetavam alta em torno de 0,2%. (Págs.01 e Economia B1)
Desmate da Amazônia cresceu 28% em 1 ano. (Págs. 01 e Metrópole A25) 

Avança lei que amplia poderes de Maduro (Págs. 01 e Internacional A1B)

Chefe da ANP receberá de empresa do pré-sal (Págs. 01 e Economia B5)

Polícia ouve black blocs e analisa elo político (Págs. 01 e Metrópole A26)

Notas & Informações: Prisão Inevitável
STF deu resposta aos que se sentiam afrontados pela desfaçatez e empáfia de alguns condenados. (Págs. 01 e A3)
Jango recebe honras em Brasília
A presidente Dilma Roussef, a viúva Maria Thereza Goulart e os ex-chefes de Estado Lula, Sarney e Collor acompanham a chegada do caixão do deposto presidente João Goulart a Brasília.

Os restos serão analisados para se determinar a verdadeira causa da morte de Jango, em 1976.(Págs. 01 e Política AJ5)
Marta Machado
Comemorar o quê?

A prisão dos réus obscurece um debate sério sobre reformas institucionais e transparência no financiamento de campanhas políticas.(Págs. 01 e A4)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

O dia em que o Brasil pediu desculpas a Jango
Com a presença de Dilma Rousseff e de três ex-presidentes do país, o corpo do líder deposto pela ditadura recebeu honras de chefe de Estado, na Base Aérea de Brasília. A cerimônia emocionou os familiares de João Goulart, que
resultados dos exames sobre a causa da morte. (Págs. 01 e 05)
PIB envia um alerta ao Planalto
A prévia do Produto Interno Bruto mostrou que a economia perdeu força no terceiro trimestre. Especialistas falam em risco de recessão e temem por novas quedas. (Págs. 01 e 08)
A fragilizada democracia venezuelana
Com o discurso de combate à corrupção, Nicolás Maduro quer poderes para governar por decretos. Oposição denuncia manobras ilegais do presidente no Congresso e na Justiça. (Págs. 01 e 14)
Sem decolar - Prévia do BC projeta PIB mais fraco
Redução da atividade industrial é um dos motivos do freio na economia do país. (Págs. 01 e 20)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Julgamento do mensalão - Barbosa pode pedir prisão de réus
Ministro do STF não precisa de aval do plenário para mandar cumprir penas. (Págs.01 ,10 e 14)
Anticrime - Pasc reserva galeria para presos do PCC
Em três Estados, operação deteve 23 pessoas suspeitas de ligação com a facção. (Págs. 01 e 37)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Ministro vê o risco de mensaleiro ficar livre
Marco Aurélio Mello, do STF, diz que prisão domiciliar não é cadeia

A ordem para a detenção imediata de 16 condenados no processo do mensalão está nas mãos do presidente do Supremo, Joaquim Barbosa. Mas ainda há a possibilidade de os petistas Dirceu, Genoino e Delúbio, a cúpula do esquema criminoso, se livrarem da cadeia. Ele afirmou a interlocutores que os réus terão de ser presos e trazidos a Brasília. Mas ainda há a possibilidade de os petistas Dirceu, Genoíno e Delúbio, a cúpula do esquema criminoso, se livrarem da cadeia. A defesa deles deve alegar não haver cárceres adequados para abrigá-los no país e pedir que cumpram a sentença em casa. Apesar de o juiz titular da Vara de Execução - Marco Aurélio - não descartar o risco de os mensaleiros serem bem-sucedidos. “Aí se parte para prisão domiciliar, que prisão não é", critica. (Págs. 01 e 02 a 04)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços

Postar um comentário