Genoino e mais quatro condenados do mensalão se entregam



Ex-presidente do PT se apresentou à PF em São Paulo, outros três em Minas e um em Brasília 
Do R7
O deputado federal José Genoino (PT-SP) foi o primeiro condenado no processo do mensalão a se apresentar à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo após a decretação da prisão pelo STF (Supremo Tribunal Federal). O ex-presidente do PT, que se apresentou à polícia por volta das 18h, foi recebido por 20 militantes aos gritos de "Viva Genoino".

Genoino chegou à sede da PF em São Paulo acompanhado pela mulher no carro de seu advogado, Luiz Fernando Pacheco. Ao descer do veículo, que era guiado por seu advogado, o deputado fez sinais de vibração, erguendo o braço com o punho cerrado. Ele foi condenado por formação de quadrilha e corrupção ativa no julgamento do mensalão. 
Em Brasília, o ex-tesoureiro do PL (atual PR), Jacinto Lamas, condenado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva se entregou na sede da Polícia Federal. Ele chegou acompanhado do advogado e cobriu o rosto para não ser fotografado.  
Outros três condenados do mensalão se entregaram à Polícia Federal em Belo Horizonte. A primeira a comparecer à sede da Superintendência da capital mineira foi Simone Vasconcelos, ex-funcionária de Marcos Valério, apontado com o operador do esquema. 
Simone foi condenada a 12 anos e sete meses de prisão por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas.

Cristiano Paz, ex-sócio de Valério, também se entregou cerca de duas horas após a expedição dos mandados de prisão pelo STF (Superior Tribunal Federal). Ele foi condenado a 25 anos de prisão.

Condenado a seis anos por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, o ex-deputado do PTB Romeu Queiroz foi o último a se entregar em Belo Horizonte.

Mais quatro mandados serão cumpridos em Minas Gerais contra Marcos Valério, Kátia Rabello, José Roberto Salgado e Ramon Hollberbach.  

A Polícia Federal informou que "já está realizando diligências" para o cumprimento dos mandados de prisão "ainda hoje". Doze réus devem ser presos ainda neste fim de semana.

Nesta sexta-feira (15), o Supremo encerrou o processo do mensalão para 16 dos 25 condenados. Segundo o andamento do processo no site do STF, foi declarado trânsito em julgado para os réus que não têm mais como recorrer contra a condenação por determinados crimes. 
0