Lex luta: Cármen Lúcia vetou jingle do cantor gospel para TSE

FELIPE PATURY E TERESA PEROSA

Cármen Lúcia (Foto: SCO/STF)

O cantor Lex foi convidado pelo Tribunal Superior Eleitoral para gravar uma canção para embalar uma campanha pelo alistamento de eleitores menores de 18 anos. Estrela evangélica do skate music, ele deveria conclamar os jovens a ir às urnas, em vez de ir às ruas. Lex gravou. Uma pesquisa qualitativa mostrou que a propaganda foi bem recebida. Presidente da corte, a ministra Cármen Lúcia não gostou. A amigos, Lex disse que ela implicou com seu chiado carioca. “A ministra não gostou dos jingles, do ritmo e da letra. Não tem nada a ver com o sotaque”, respondeu Cármen Lúcia por meio de sua assessoria.
0