Bom dia! Veja as manchetes dos principais jornais desta sexta-feira, 13 de dezembro. Cabo Frio vai fechar 2013 e iniciar 2014 com vários shows. Queima de fogos e shows atraem todos os anos milhares de pessoas. Atrações musicais acontecem até o dia 9 de janeiro.


A programação do projeto “Cabo Frio Inesquecível – Verão 2014” começa neste final de semana, quando a cidade terá toda a magia do Natal com uma programação especial preparada pelo município voltada para a data.
Neste sábado (14), acontece a abertura do Natal Iluminado, às 20h, no Largo Santo Antonio. O evento prevê a apresentação de um coral de 500 vozes dos alunos da rede municipal de ensino, seguido da orquestra com a regência do maestro Walker, apresentação das Meninas Cantoras de Petrópolis e um show especial com a cantora Joanna.
O cantor Thiaguinho, uma das atrações do lançamento do festival Samba Brasília 2013 (Foto: Tadeu Bara/Divulgação)
No Distrito de Tamoios, pela primeira vez serão colocados arranjos natalinos nos superpostes na rodovia Amaral Peixoto, que atravessa o Distrito. Haverá também, uma grande árvore de Natal, que será iluminada às 20h, no domingo (15), em uma solenidade especial para o evento, em frente ao Ginásio Poliesportivo João Augusto. Toda a decoração natalina de Tamoios será iluminada simultaneamente.
Na nova praça dos quiosques, na orla da Praia do Forte, será montada uma árvore de 25 metros de altura. Além disso, toda a cidade será decorada com imensas árvores de Natal nos pontos de maiores fluxos de pessoas como Largo Santo Antonio e Praça Porto Rocha.
No dia 27 de dezembro começa a programação de shows para com final de ano, com a apresentação do grupo Só Pra Contrariar na Praia do Forte. A programação de shows com grandes nomes da música brasileira vai até o dia 9 de janeiro, sempre com um show por noite, na Praia do Forte.
Em Tamoios, haverá três dias de muita festa e shows, começando pouco depois da queima de fogos, com o show da dupla sertaneja Munhoz e Mariano. No dia 1°, é a vez da apresentação do cantor Thiaguinho. No dia 2, quem se apresenta é o cantor Frank Aguiar. Todos os shows serão no Espaço de Eventos de Unamar a partir das 22h.
Para comemorar a chegada de 2014, a Praia do Forte recebe o cantor Thiaguinho, logo depois da queima de fogos. Serão 17 minutos com fogos pirotécnicos acompanhados de trilha musical sincronizada.  O réveillon contará também com cinco balsas na Praia do Forte para a entrada do novo ano. Além da Praia do Forte, haverá grande queima de fogos na Praia do Peró, e na Orla de Tamoios, que terão duas balsas de fogos em cada praia. 
" A partir de agora,  vamos ter a queima de fogos por todo o município de Cabo Frio. Nossa cidade será a segunda maior cidade do interior do estado com a maior queima de fogos na virada do ano em diversos pontos do município ", disse o prefeito Alair Corrêa.
No dia 6 de janeiro, acontece a Folia de Reis 2014, na Praça das Artes. A programação do “Cabo Frio Inesquecível” conta ainda com trios elétricos animando a Praia do Forte e a Orla de Tamoios durante todo o verão. 
---------------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais
Folha de S.Paulo
Agora S.Paulo
O Estado de S.Paulo

Inquérito do cartel chega ao STF e cita 3 secretários de SP
O Globo

Enchente anunciada: Estado já tem seis mil desalojados pelas chuvas
Valor Econômico
image
Haddad sofre novo revés e descarta ações eleitoreiras
Correio Braziliense

Cem mil brasileiros a mais na malha fina
Estado de Minas

Ameaçados pela chuva
Zero Hora

Estado tem projeção de safra recorde em 2014
*
Jornais internacionais
El País (Espanha)
"Será que a Catalunha será um Estado? Você quer que este seja independente? "
The Guardian (Reino Unido)
Cadeia alimentar tem "toque suave" para os criminosos
---------------------------------------------------------------------------------------------


O Globo

Manchete: Enchente anunciada: Estado já tem seis mil desalojados pelas chuvas
Paes diz que inundação da Binário é inadmissível e multa concessionária.

Baixada Fluminense, uma das regiões mais castigadas pelo temporal, agora terá gabinete de crise para prevenção contra cheias. Cabral culpa 'décadas de abandono' por inundações na região.

As chuvas já deixaram três mortos e seis mil pessoas desalojadas no Estado do Rio. Após reunião com dez prefeitos de municípios da Baixada Fluminense, o governador Sérgio Cabral anunciou a criação de um gabinete de crise para cuidar das enchentes na região. O prefeito Eduardo Paes vai multar a concessionária Porto Novo pelo alagamento na Via Binário, considerado “falha inadmissível". (Págs. 1 e 12 a 21)
Teleférico vira abrigo
No Complexo do Alemão, 140 moradores desabrigados se instalaram na biblioteca existente numa estação do teleférico. (Págs. 1 e 20)
Enquanto isso: Câmara de Vereadores do Rio já encerrou o ano (Págs. 1 e 22)

Esportes: Ameaças: PM protege tribunal e vasco perde
Ameaças anônimas de torcedores levaram o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio, a pedir proteção à PM. Ontem, 30 soldados guardavam 0 prédio, onde, segunda-feira, será julgada a ação contra a Portuguesa que pode por o Fluminense na primeira divisão. O Vasco teve seu recurso negado.

Briga de torcida: Polícia identifica 40 agressores

Quarenta brigões estão identificados pela polícia, que investiga atuação de outros 20 na barbárie em Joinville. Em Brasília, grupo propôs nove ações contra a violência. (Págs. 1 e 42)
Planos pagarão por testes genéticos
Agência Nacional de Saúde (ANS) determinou que eles cubram exames sofisticados capazes de detectar o risco precoce de doenças como o câncer de mama e outras 28 enfermidades raras. (Págs. 1 e 39)
O balanço das UPPs: Beltrame defende remoções em favelas
O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, defendeu reformas urbanas profundas nas comunidades pacificadas, com saneamento e aberturas de vias. Na última reportagem da série "O caminho da paz”, ele diz que essas medidas só podem ser feitas com remoções e que o assunto precisa ser discutido sem tabus, sem ideologia. (Págs. 1 e 26)

“A favela precisa de acesso, de canos, de transporte coletivo, de ar livre, de uma malha que transforme a cara desses lugares”. José Mariano Beltrame
Corrupção: STF recebe inquérito que cita tucanos
O Supremo Tribunal Federal recebeu inquérito que investiga cartel no metrô de SP. Três secretários de Geraldo Alckmin (PSDB) foram citados. (Págs. 1 e 5)
PT faz desagravo a mensaleiros presos
No 5° Congresso do PT, com a presença da presidente Dilma e do ex-presidente Lula, líderes e militantes trataram como heróis os mensaleiros. (Págs. 1 e 3)
Doação de empresas deve cair no Supremo
Quatro ministros votaram contra doações de empresas em eleições. Outros três devem acompanhar. (Págs. 1 e 7)
Freio ABS e airbag: Risco de inflação atropela segurança
Especialistas chamaram de absurdo o risco à segurança pelo possível adiamento da exigência de airbag nos carros porque elevaria preços. (Págs. 1 e 29 e 30)
Julgamento sumário: Ditador coreano executa tio
Num rápido julgamento, a Coreia do Norte condenou e executou, por traição, o outrora poderoso tio do ditador Kim Jong-un. (Págs. 1 e 38)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Inquérito do cartel chega ao STF e cita 3 secretários de SP
Rosa Weber será a relatora; Alckmin vê motivação político-eleitoral em acusações.

O inquérito que investiga o cartel de trens em São Paulo e no Distrito Federal foi recebido ontem pelo STF. Três secretários do governo Geraldo Alckmin são citados. A ministra Rosa Weber será relatora. O caso está em Brasília porque os auxiliares do governo paulista são deputados federais licenciados, com foro especial. São citados o chefe da Casa Civil, Edson Aparecido (PSDB), o secretário de Energia, José Aníbal, e o de Desenvolvimento, Rodrigo Garcia (DEM). O nome do deputado Arnaldo Jardim (PPS) também aparece. Em novembro, o Estado revelou que, em relatório entregue ao Cade, o ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer afirmou ter documentos que provariam a existência de “forte esquema de corrupção” nos governos Covas, Alckmin e Serra. Ontem, Alckmin disse ver objetivo "político-eleitoral” em parte das acusações. (Págs.1 e política A4)
Defesa diz que dieta de Jefferson tem de ter salmão
Numa tentativa de convencer o presidente do STF, Joaquim Barbosa, a deixar Roberto Jefferson em prisão domiciliar, a defesa apresentou a dieta que precisa ser seguida pelo ex-deputado, condenado no mensalão. Dela constam itens como salmão defumado, omelete de claras e geleia real. Outro condenado no mensalão, o advogado Rogério Tolentino teve prisão decretada e deve se apresentar hoje à PF. (Págs. 1 e Política A7)

Defesa de Roberto Jefferson: “O sistema prisional não terá condições de prover o acompanhamento nutricional necessário à manutenção da vida do requerente".
Declaração de Mantega causa mal-estar no governo
A declaração do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que a economia brasileira cresce com “pernas mancas” causou desconforto no governo. Segundo fontes do Planalto, a presidente ' Dilma telefonou para Mantega para reclamar. Mas o ministro negou que tivesse sofrido qualquer cobrança da presidente. O governo busca ampliar a confiança dos investidores no País, prejudicada por previsões na economia que não se concretizam. (Págs. 1 e economia B7)
Celso Ming
A economia tem dezenas de pernas, e várias com problemas: inflação, desequilíbrio na gestão das contas públicas e falta de investimentos. (Págs. 1 e economia B2)
Operação contra caos aéreo cita check-in online
O governo e as empresas aéreas criaram uma operação para reduzir problemas nos principais aeroportos do País durante as festas de fim de ano e as férias. Entre as medidas estão a recomendação de antecipação do check-in e aumento do número de aviões reservas. (Págs. 1 e metrópole A17)
Esportes: Governo quer cadastrar ‘brigões’ 
Reunião do governo com o MP, Judiciário, Justiça Desportiva, CBF e federações anunciou medidas contra conflitos nos estádios, entre elas um plano para cadastrar “brigões”. (Págs. 1 e A21)
Venda de Natal deve crescer só 5%
Crédito mais caro, inflação no varejo e perda de vigor da massa salarial devem limitar o crescimento das vendas do Natal em 5%, segundo projeções. (Págs. 1 e B1 e B3)
Futebol e descontração
A presidente Dilma diz ao presidente da França, François Hollande, que o Brasil fará a “Copa das Copas", mas avisa que não torcerá pela seleção francesa. A França aceitou integrar o comitê diretivo da conferência global sobre governança na internet, que ocorrerá em SP. (Págs. 1 e internacional A10)
Adeus a Madiba
Multidão faz fila para ver o corpo de Nelson Mandela. Em 2 dias, 34 mil pessoas foram ao velório. O vilarejo de Qunu foi isolado para o enterro, no domingo. (Págs. 1 e internacional A12)
Aumenta número de retidos na malha fina (Págs. 1 e economia B8)

Justiça proíbe plano de restringir tratamento (Págs. 1 e metrópole A18)

Dora Kramer: Marcação cerrada
Tudo indica que o STF vai proibir doações de pessoas jurídicas para campanhas. Mas o Congresso já se movimenta para tomar legais essas doações. (Págs. 1 e política A6)
Ignácio de Layola Brandão: Num país da América Latíndia
Em breve, os presidiários parlamentares (PrePar) terão sistema perfeito de Wi-Fi e poderão votar em sessões secretas, camufladas. (Págs. 1 e caderno 02 C12)
Notas & Informações: Ameaça ao Tesouro
Dilma Rousseff desistiu de vetar a obrigação de custear emendas individuais de parlamentares. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Cem mil brasileiros a mais na malha fina
No total, nada menos que 711.309 pessoas físicas tiveram problemas com a declaração neste ano. São 107.010 a mais do que em 2012, quando 604.299 caíram nas garras do Leão. A omissão de rendimentos figura como a principal causa da retenção na malha fina, com 53% dos casos. Despesas médicas, ausência de documento que comprove imposto retido na fonte e questões relacionadas a previdência privada também complicaram a vida de muitos contribuintes perante o Fisco. Agora, além de terem suas contas devassadas, muitos pagarão multa e correção monetária. Na segunda-feira, a Receita Federal começa a depositar o valor referente ao sétimo lote de restituições, o último de 2013. (Págs. 1 e 9)
Aeroportos: Caos aéreo nas mãos de PF e Receita (Págs. 1 e 8)

Saúde: STF mantém a suspensão de planos (Págs. 1 e 10)

Exaltação aos mensaleiros
Esforço da cúpula do PT para evitar constrangimento a Dilma fracassou: o congresso do partido, em Brasília, se transformou em cobrança à presidente e a Lula para que defendam os petistas Dirceu, Genoino e Delúbio, condenados pelo STF no processo do mensalão e presos. (Págs. 1 e 5)
STF julga verba para campanha
Até agora, quatro dos 11 ministros da Corte votaram pela proibição de doações de empresas para campanhas eleitorais. Processo movido pela OAB precisa ser votado até junho para ter validade nas eleições de 2014. (Págs. 1 e 2)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Ameaçados pela chuva
BH tem 1.049 áreas críticas, nas quais 2.761 edificações correm alto risco de desabar.

Os mapas do perigo produzidos pela Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel), aos quais teve acesso o Estado de Minas, mostram os locais sujeitos a ser gravemente afetados por tempestades, com inundações, deslizamentos de encostas, desprendimento de rochas, erosões e desmoronamento de casas. Os pontos críticos estão localizados em favelas e vilas, como a Nossa Senhora de Fátima, no Aglomerado da Serra.

A Região Centro-Sul é a que concentra o maior número de imóveis em áreas de risco alto ou muito alto, com 638 construções ameaçadas, seguida pelo Barreiro (418) e pela Região Nordeste (365). O prefeito Marcio Lacerda (PSB) disse que a prefeitura investiu R$ 500 milhões em obras contra efeitos da chuva já concluídas, outros R$ 500 milhões nas que estão em andamento e que planeja novas intervenções ao custo de R$ 1 bilhão. (Págs. 1 e 17 e 18)
Rodovia da morte: Duplicação da BR-381 sofre mais um atraso
O Ministério Público pediu vistas por 30 dias ao processo de licenciamento das obras de reforma da estrada no Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam). Sete dos 11 lotes do projeto estão com a licitação concluída e dependem apenas da licença, que terá de esperar por uma sessão extraordinária do Copam, marcada para 15 de janeiro. (Págs. 1 e 4)
Receita põe 711 mil na malha fina, 18% a mais (Págs. 1 e 13)

Aeroportos: Impasse no setor aéreo ameaça festas
Ministro-chefe da Secretaria da Aviação Civil afirma que sucesso do pacote de ações especiais para evitar caos nos terminais brasileiros este mês depende de negociações com a Polícia Federal e a Receita Federal. Temor é que não haja efetivo suficiente para desafogar filas. Em reunião com o governo, companhias se comprometeram a não vender mais assentos do que o disponível nos voos. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Governo age contra caos em aeroportos
Começa nos 12 principais terminais do País, Recife incluído, operação especial para o fim de ano e férias. Equipes serão reforçadas e foi feito apelo para passageiros anteciparem o check-in. (Págs. 1 e economia 6)
Pacote contra violência nos estádios
Governo federal e entidades esportivas discutem medidas, como perda de pontos de mandantes de jogos com tumulto, para evitar cenas como as de Atlético-PR x Vasco. Dirigentes locais criticam proposta. (Págs. 1 e esportes 1)
Empréstimo de R$ 1 bilhão para Estado investir
CAE do Senado aprovou pleito do governo de Pernambuco junto ao BID para aplicar em setores diversos. (Págs. 1 e economia 1)
Plano de Saúde terá que cobrir teste genético
Um exame previsto é a análise de genes que aumentam risco de câncer de mama. (Págs. 1 e economia 5)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Estado tem projeção de safra recorde em 2014
Colheita de grãos deve ultrapassar 30 milhões de toneladas, superando 2011, segundo estimativa da Farsul. Custos mais altos e preços menores dos produtos reduzem perspectiva de ganho do agricultor. (Págs. 1 e 22 e 30)
Despedida na Esplanada: “Dilma é gestora, cobra resultados”
Prestes a deixar a Casa Civil, Gleisi Hoffmann fala sobre o governo e a vida pessoal. (Págs. 1 e 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Indústria dividida sobre investimentos no próximo ano
Apreensiva quanto ao cenário econômico de 2014, a Fiesp acredita que o aumento das taxas do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), anunciado esta semana pelo BNDES, pode frear ainda mais o setor. Ancorados na previsão de uma safra agrícola recorde no próximo ano, entretanto, os segmentos de caminhões e de máquinas agrícolas, além da Anfavea, apostam num ano promissor. (Págs. 1, P6 e 7)
Bancos: Negociação de dívida só cresceu 11% em outubro
O aumento foi constatado pelo Banco Central em relação a setembro e ficou abaixo do crescimento registrado em igual período do ano passado (18%). (Págs. 1 e P20)
Roberto Amaral, PSB: ‘Nosso projeto é de poder. Queremos a presidência’
O vice-presidente da legenda diz que a relação com o PT esfriou após a filiação de Marina e não esconde que a sua sigla tem conversado com tucanos. Ele garante que Eduardo Campos é o candidato. “Marina será vice na chapa”. (Págs. 1, P4 e 5)
Ações: CVM propõe regra para fundo de pequenas e médias empresas. (Págs. 1 e P22)

Porto: Complexo de Suape vai dispensar 67 mil operários até 2016. (Págs. 1 e P9)

------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Eleições: STF perto de vetar verba de empresa nas campanhas (Págs. 1 e 6)

------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços
0