Bom dia! Veja as manchetes dos principais jornais e revistas deste sábado, 28 de dezembro. Chegada de 2014 terá 20 toneladas de fogos em Cabo Frio Na Praia do Forte, 8 balsas farão show de 17 minutos; queima terá acionamento automático.



O Réveillon de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, terá 17 minutos de queima de fogos na Praia do Forte. Os fogos serão distribuídos em oito embarcações: três balsas ancoradas na praia e cinco flutuantes menores.A queima de fogos na Praia do Forte será sincronizada com trilha sonora que terá músicas clássicas, pop rock nacional e internacional, entre outros. Os fogos terão formatos diferentes, formando no céu desenhos dos cincos desejos mais esperados por todos nesse ano que se inicia: 'amor', em forma de corações; 'paz', em forma de pombas; 'alegria', em forma de sorrisos; 'sorte', no formato do trevo de quatro folhas; e  'dinheiro' no formato de cifrão; além da tradicional cascata.Na contagem regressiva, bombas com potência entre duas a 12 polegadas, chamadas 'tortas', vão explodir iluminando o céu com mais de 60 cores diferentes. Cabo Frio comemora o Réveillon em vários bairros. Tamoios, Peró e Praia do Siqueira também terão queima de fogos na virada do ano. Em Tamoios vão ser montadas três embarcações na orla; no Peró e na Praia do Siqueira, uma embarcação está sendo montada em cada lugar.O acionamento de todos os fogos será feito automática e simultaneamente, comandado por um sistema exclusivo de rádio FM, na qual todas as balsas terão um canal único para a contagem regressiva. Esse sistema faz parte da medida de segurança exigida pelas autoridades. No total, somando as queimas de fogos nos cinco bairros, serão aproximadamente 20 toneladas de fogos para saudar a chegada de 2014.

Do G1 Região dos Lagos
---------------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais
Folha de S.Paulo
Agora S.Paulo
O Estado de S.Paulo

Com deságio recorde, fundos de pensão e OAS levam BR-040
O Globo
Edição do dia 28/12/2013
Governo eleva imposto para gasto de turista no exterior
Correio Braziliense

Prepare o bolso e a paciência para viajar
Estado de Minas

IPTU e ITBI mais caros
Zero Hora

Em plenas férias de verão - Gastar nas viagens ao Exterior fica mais caro
*
Veja

Brasil 2014: duas Copas em jogo
Época
Capa - Edição 814 (home) (Foto: ÉPOCA)
Nossas apostas para 2014
IstoÉ

Como vencer em 2014
Carta Capital
Balbúrdia no país da copa
Balbúrdia no país da Copa
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Acabam os benefícios para um milhão de desempregados
Le Monde (França)
Bangui, na República Centro-africana, se afunda na violência
El País (Espanha)
Rajoy proclama 2014 como o ano da recuperação econômica
Clarín (Argentina)
Funcionário do governo celebra protesto que atrasou La Nación e Clarín


------------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Com deságio recorde, fundos de pensão e OAS levam BR-040
Em um dos leilões mais disputados de rodovia, Invepar ofereceu 'desconto' de 61% na tarifa de pedágio

A Invepar, empresa formada por fundos de pensão (Previ, Funcef e Petros) e pela construtora OAS, arrematou ontem a concessão da BR-040, entre Brasília e Juiz de Fora (MG), com deságio de 61% - recorde entre os trechos já licitados do Programa de Investimentos em Logística. A tarifa por praça de pedágio caiu de R$ 8,30 para R$ 3,22. O valor ficou abaixo da primeira proposta do governo, de R$ 3,34. A BR-040 estava prevista para ser leiloada em janeiro, mas o processo foi adiado a pedido dos investidores. Agora o governo recebeu oito propostas. Com isso, o leilão foi um dos mais disputados. Nos 30 anos de concessão, o grupo terá de investir R$ 7,92 bilhões em 936,8 quilômetros. Desse total, 714,5 quilômetros terão de ser duplicados nos primeiros cinco anos. Para a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o governo fechou o ano “muito bem” nas concessões. (Págs. 1 e Economia B1)
STF rejeita transferência de Genoino para São Paulo
O STF rejeitou ontem pedido do ex-deputado petista José Genoino para que fosse transferido para São Paulo. Por outro lado, o presidente do tribunal, Joaquim Barbosa, autorizou o político a cumprir prisão domiciliar na casa de um parente em Brasília. (Págs. 1 e Política A5)
Dilma cria cartão desastre para cidades inundadas
A presidente Dilma Rousseff sobrevoou Virgolândia, uma das regiões mais castigadas pelas chuvas em Minas. Ela anunciou a liberação do Cartão de Desastre para os municípios que decretaram estado de emergência ou de calamidade em MG e Espírito Santo. (Págs. 1 e Metrópole A12)
Greenpeace: Fim do drama de ativista brasileira
A ativista do Greenpeace Ana Paula Maciel chega hoje ao Brasil após cem dias sob custódia do governo russo. A bióloga foi presa com 27 outros ativistas que protestavam contra a exploração de petróleo no Ártico. (Págs. 1 e Metrópole A12)
Receita extra impede déficit primário
Impulsionado por receita extra que não se repetirá, o saldo das contas do setor público ficou positivo em R$ 29,7 bilhões em novembro, recorde para o mês. O desempenho é explicado pelo pagamento da concessão de Libra e acerto de dívidas. Sem isso, haveria um déficit de R$ 5,5 bilhões. (Págs. 1 e Economia B3)
Cartão de débito no exterior fica mais caro
O governo elevou a alíquota do IOF sobre compras no exterior com cartão de débito, cheque de viagem e saques em moeda estrangeira de 0,38% para 6,38%. A medida vale a partir de hoje. (Págs. 1 e B4)
MP reduz ou liquida dívida de assentados (Págs. 1 e Política A5)

Hassan Rohani 
As intenções do Irã

Buscamos relações diplomáticas construtivas, nos capacitando a orientar nossa política externa para o desenvolvimento econômico do país. (Págs. 1 e Visão Global A9)
Notas & Informações
Mais inflação à frente

A alta de preços continuará doendo no bolso, apesar do controle político das tarifas. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Prepare o bolso e a paciência para viajar
Transtornos em série — Atrasos decorrentes do mau tempo, falta de informações e obras levaram passageiros a viver um dia de caos no aeroporto de Brasília. (Págs. 1 e 9)

Imposto mais caro - Turistas pagarão 6,38% de tributo nas compras com cheques de viagem ou cartões pré-pagos no exterior. Cobrança vale também para saques. (Págs. 1 e 10)
Brasiliense gastará R$ 43,50 com pedágio até o Rio de Janeiro
Privatizada pelo governo, a BR-040 terá 11 postos até Juiz de Fora, onde se inicia um trecho já administrado por concessionárias. A cobrança começa após a conclusão de 10% das obras de duplicação. (Págs. 1 e 8)
O drama nosso de cada chuva
No DF, três horas de temporal destelharam e inundaram casas, derrubaram muros e alagaram tesourinhas — na 201/202 Norte, o carro oficial cedido ao presidente do Incra, Carlos Guedes, apagou. Ao sobrevoar Minas, a presidente Dilma anunciou ajuda ilimitada. O auxílio emergencial custa aos cofres públicos dez vezes mais do que a prevenção. (Págs. 1, 7 e 19)
Mensalão: STF mantém Genoino preso em Brasília
O ministro Joaquim Barbosa negou a transferência do ex-deputado para São Paulo. O petista segue em prisão domiciliar no DF. (Págs. 1 e 4)
Violência: Menores sem lei e à solta no Entorno
Por falta de vagas para internação, polícia e Justiça liberam jovens que cometem crimes graves nos municípios vizinhos ao DF. (Págs. 1 e 20)
Jogatina: Bicheiros embolsaram R$ 50 milhões
Justiça decretou prisão preventiva e bloqueio de bens dos acusados, que acumularam imóveis e carros de luxo. (Págs. 1 e 23)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: IPTU e ITBI mais caros
Imposto predial de BH sobe 5,85% e alíquota do tributo sobre transferência de imóvel vai a 3%

O reajuste do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) da capital teve por base o Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E), um dos indicadores da inflação do país medidos pelo IBGE. Quem pagar duas ou mais parcelas até 20 de janeiro terá desconto de 7% sobre a quantia quitada. O primeiro lote de guias do tributo começará a ser enviado à casa dos contribuintes no dia 6.

Já o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) terá sua alíquota elevada de 2,5% para 3% – um aumento de 20% – conforme projeto de lei aprovado pela Câmara Municipal que está em fase de redação final para ir à sanção do prefeito Marcio Lacerda. Na mesma proposta, o Executivo concede desconto de 50% do tributo na transferência de imóveis avaliados em até R$ 158.326,90. (Págs. 1 e 10)
Tragédia e caos
Chuva causa mortes no interior e transtorno ao trânsito na capital

Pelo menos duas pessoas morreram e uma está desaparecida em Virgolândia, no Vale do Rio Doce, atingida por uma tromba-d’água. Em Buritizeiro, no Norte, um motoqueiro morreu em acidente provocado por uma árvore derrubada na tempestade. E em São João do Manteninha um homem se afogou, arrastado pelas águas, ao atravessar um rio,mas ainda não está computado pela Defesa Civil como vítima da chuva. Com isso, o número de mortos em Minas em decorrência dos temporais chegou a 21, mas pode subir para 23. A presidente Dilma, juntamente com o governador Anastasia, sobrevoou o Leste de Minas e prometeu liberar aos municípios atingidos cartões com gastos ilimitados para emergências das enchentes. Em BH, cratera aberta por danos na rede pluvial subterrânea interditou o Elevado Castelo Branco nos dois sentidos e pode pôr em risco o funcionamento do metrô, que fica abaixo.

Sucessão de denúncias no Cruzeiro.

União envia recursos só para aliados. (Págs. 1, 3, 15 e 16)
Leilão da BR-040: R$ 35,42 para ir de Brasília a Juiz de Fora
O consórcio Invepar arrematou os 936,8 quilômetros da rodovia com deságio de 61,13% em relação à tarifa teto. No trecho haverá 11 praças de pedágio, a R$ 3,22 cada um. A empresa terá cinco anos para completar a duplicação, que hoje abrange 222,3 quilômetros. (Págs. 1 e 9)
Lei da Copa: PBH sanciona medidas que dão poderes à FIFA
Entre as principais decisões estão a transferência do controle do comércio e da publicidade próximos ao Mineirão e aos locais que receberão as seleções. (Págs. 1 e 17)
Ditadura: MP vai à Justiça para identificar assassinos de militante mineiro (Págs. 1 e 2)

Mensalão: STF autoriza prisão domiciliar de 90 dias para José Genoino (Págs. 1 e 4)

Contas públicas: Governo tem superávit recorde de R$ 29,7 bilhões em novembro (Págs. 1 e 11)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Volta pra casa de algemas
Chegou ontem, em Pernambuco, o ex-deputado federal Pedro Corrêa, condenado a 7 anos de cadeia no caso do mensalão. Ele foi levado para o Cotem, mas tenta transferência para antiga PA1, onde cumprirá pena em regime semiaberto. (Págs. 1 e 3)
Sassepe ficará mais caro para servidor
Acordo fechado entre governo e funcionalismo tenta salvar o sistema de saúde do Estado, que passará a arrecadar 15% a mais por mês. Alíquota que era 4,5%, única, vai criar de acordo com a faixa etária.A maior, de 5,2%, será para quem tem mais de 60 anos. (Págs. 1 e Economia 5)
IOF sofre alta para transações feitas no exterior (Págs. 1 e Economia 5)

Pedágio adiado na Via Expressa de acesso a Suape (Págs. 1 e Economia 4)

Gasolina deve passar a R$ 3 a partir de quinta (Págs. 1 e Economia 6)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Em plenas férias de verão - Gastar nas viagens ao Exterior fica mais caro
Imposto para cheques de viagem, saques em moeda estrangeira e cartões pré-pagos aumenta hoje de 0,38% para 6,38%, a mesma taxa dos cartões de crédito. (Págs. 1 e 13)
30 dias depois: Gasolina tem preço acima do sugerido
Valor médio em postos da Capital teve reajuste de 4,9%, enquanto o esperado era aumento de 3%. (Págs. 1 e 15)
Viagem de volta: Ano-Novo em família para Ana Paula
Ativista do Greenpeace que ficou presa na Rússia deve chegar na manhã de hoje a Porto Alegre. (Págs. 1 e 23)
Lições da 11F: Sugestões para desatar os nós da educação
Especialistas discutem estratégias para melhorar ensino no RS, a partir de reportagem de Zero Hora. (Págs. 1, 4 e 5)
------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços
0