Cidades investem em presépios de todos os tipos para a comemoração do Natal

A representação bíblica do nascimento de Cristo toma forma com a proximidade do Natal. No Lago Sul, é muito mais do que a cena clássica. No Núcleo Bandeirante, convida à reflexão sobre sustentabilidade
Presépio de Natal na QL 18 do Lago Sul (Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Presépio de Natal na QL 18 do Lago Sul


A cada ano, a representação de uma cena se repete para afirmar a tradição de mais de dois milênios. Seja em miniatura, seja em grandes proporções, os presépios são montados para relembrar o sentido original do Natal: o nascimento de Jesus Cristo, quem a fé cristã reconhece como salvador do mundo. A expressão do credo, em gesso e tinta, estimula também a criatividade dos católicos, que não medem esforços para inovar na composição cênica. O resultado pode ser visto em praças, igrejas e casas e costuma atrair visitantes.


A sequência da história do filho de Deus é o atrativo do presépio Som, Luz e Movimento, montado na sede da congregação Arautos do Evangelho, no Lago Sul. Em vez de mostrar apenas o momento da chegada dos Três Reis Magos à nova família, a obra conta a viagem dos ilustres visitantes, a trajetória de Maria e José de Nazaré a Belém, o nascimento e a ressurreição de Jesus. A divisão cênica é feita por meio de luzes, que revelam o momento que se pretende retratar. Por isso, a apresentação acontece em uma sala escura e, a cada passagem, um ponto da narrativa é mostrado.

Todo os cenários estão montados sobre uma base de madeira de cerca de 5m de comprimento e 3m de profundidade. Foram dois meses de preparação, desde a confecção dos personagens até a colocação dos trilhos que lhes dão movimento. Para isso, 12 irmãos da congregação se dividiram nessa empreitada. “Cada um aqui tem um talento concedido por Deus e nós o colocamos em prática para dar forma ao nosso presépio”, diz o coordenador da casa, irmão Rodrigo Gabriel de Souza, 45 anos. O esforço de dias e noites em claro resultou em uma apresentação de 20 minutos de duração, aberta ao público de terça-feira a domingo.
0