Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







domingo, 1 de dezembro de 2013

Decore sem sair de casa

Pedidos pela internet já passam de 5 milhões. Lojas miram de emergentes até celebridades

Investimento no Design: cadeira UMA (R$ 199) e buffet celeste (R$ 799) são alguns dos produtos apresentados no site da Oppa e nos showrooms da empresa (Foto: Divulgação)
BARBARA BIGARELLI
A tela do computador e o mouse ainda não transmitem sensações táteis como a textura de um tecido ou a maciez do estofamento de um sofá – mas nem isso impede que muita gente escolha e compre seus móveis pela web. Em 2012, o segmento Casa e Decoração foi o quinto em volume de pedidos na internet brasileira (segundo pesquisa do e-bit), com 5,2 milhões de compras. Por trás desse sucesso há sites com showrooms interativos que mostram fotos 3D, vídeos e ilustrações de ambientes decorados. Algumas ferramentas simulam a mesma peça em diferentes cores e acabamentos.




Na Mobly, loja de móveis on-line que recebeu aportes de três fundos de investimentos desde 2011, as vendas já passam de 65 mil itens por mês. A concorrente Oppa montou um centro de pesquisa para detectar tendências e aproximar a experiência on-line das vantagens oferecidas nas lojas físicas. “Na internet, é possível mostrar combinações com objetos e composições diversas de ambiente, possibilitando ao cliente uma ideia mais próxima da realidade dele”, diz a arquiteta e especialista em design de móveis Erica Arizona.
Com design premiado

No site, a Oppa já mostra a Estante Origami (R$ 799) em várias cores, imagens 3D e ambientes decorados  (Foto: Divulgação)

São Paulo representa 50% das vendas da rede, que marca presença em eventos de arte de rua e até em campeonatos esportivos. Seu maior hit é a cadeira UMA (a peça amarela da foto acima),vencedora do prêmio de design IDEA/Brasil 2012. Para oferecer uma boa experiência on-line, montou equipes específicas para desenhar, fotografar ou cadastrar os produtos. “As pessoas imaginam a casa delas dentro das fotos”, diz Erika Kitabayashi, gerente de marketing da empresa. “É uma forma de consultoria também, sugerindo qual tipo de decoração combina com aquele móvel.” Para fornecer uma dimensão mais aproximada do produto, a Oppa investe em vídeos e fotografa os móveis com pessoas ao lado. oppa.com.br. Lojas: R. Aspicuelta, 153, Vila Madalena; Market Place, Av. Dr. Chucri Zaidan, 902, Vila Cordeiro.


De olho na classe B


Entre os mais de 45 mil produtos da Mobly, o cliente pode comprar online essa cama compacta que sai por R$1799 (Foto: Divulgação)
Cerca de 55% das vendas aqui geradas por consumidores das classes B e C. “Eles têm entrado com força na internet”, diz Victor Noda, sócio-fundador da plataforma. Para atraí-los, a Mobly apresenta os 45 mil produtos (de 650 marcas) em ângulos variados, com imagens 3D e de alta resolução. A empresa também traz fotos do mesmo produto em diferentes cores, texturas e materiais. “Na loja física, o cliente tem poucas opções e precisa imaginar a coloração dos móveis olhando apenas uma palheta”, afirma Noda. Mesmo assim, se o cliente não gostar do móvel ao montá-lo em casa, a Mobly se compromete a retirar o produto sem cobrar o frete. mobly.com.br.  Não tem loja física.

Coisas do mundo fashion

A CASA É DELES: A partir da esquerda, Fabi Saad, Mica Rocha, Gui Haji-Touma e Lelê Saddi, sócios da Home.it, que venderá peças assinadas até por Luisa Mell (Foto: Divulgação)
A plataforma Home.it, criada  pelos blogueiros e empreendedores Lelê Saddi, Mica Rocha, Fabi Saad e Gui Haji-Touma pretende ajudar os jovens a decorar a casa com objetos descolados, alguns desenhados por nomes de destaque do mercado da moda ou por campeões de seguidores nas redes sociais. O cabeleireiro Marcos Proença, a it girl Helena Bordon e a apresentadora de TV Luisa Mell estão entre as personalidades que criarão coleções exclusivas. Previsto para estrear no dia 5 deste mês, o site homeit.com.br terá desde itens de decoração até mimos para animais de estimação. A partir do ano que vem, o portfólio incluirá móveis.

Postar um comentário