Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Fenaj: Mandela – um legado na luta por liberdade e igualdade



A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), por meio de sua Comissão Nacional dos Jornalistas pela Igualdade Racial (Conajira) lamenta, profundamente, o falecimento do líder sul-africano Nelson Mandela, herói mundial da luta pela liberdade e igualdade, ocorrido quinta-feira (05 de dezembro), ao tempo que externa sua imensa gratidão pelos seus ensinamentos e exemplo de humildade e solidariedade, que motivam os jornalistas brasileiros a continuarem lutando por um mundo de paz e sem racismo.
Neste momento de perda inestimável, a FENAJ, por meio da Conajira, ratifica a importância do legado deixado por Nelson Rolihlahla Mandela – do clã dos Madiba -, para as gerações presentes e futuras, destacando uma de suas frases marcantes: “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem, ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.”



Depois de muitas homenagens nos últimos dias, nesta terça-feira (10), a África do Sul começa a receber chefes de estado e de governo de todo o mundo, inclusive a presidenta do Brasil, Dilma Roussef, para o início da cerimônia oficial do funeral de Mandela, que vai se prolongar até o domingo, quando acontecerá o sepultamento.

Descanse em paz Madiba, exemplo de determinação, visão humanitária, diplomacia, liderança e afetividade para com a Humanidade.

Brasília, 09 de dezembro de 2013

Diretoria da FENAJ
Comissão Nacional dos Jornalistas pela Igualdade Racial (Conajira)
Postar um comentário