Incêndio destrói entrada de ponto turístico em Cabo Frio

Dormitório das Garças foi primeira área de conservação na cidade.
Fogo começou na cobertura da recepção, que é feita de sapê. 
Heitor Moreira
Do G1 Região dos Lagos
Fogo começou na cobertura e logo se espalhou por toda recepção.  (Foto: Heitor Moreira/G1)Fogo começou na cobertura e logo se espalhou por toda a recepção do local (Foto: Heitor Moreira/G1)

Um incêndio destruiu a entrada do Dormintório das Garças, um dos pontos turísticos de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 17h30 desta sexta-feira (27) no material que cobre a entrada, que é feito de sapê, um tipo de vegetação. Movéis que faziam parte da recepção ficaram destruídos. Ninguém ficou ferido.
Para poder controlar as chamas, parte da Avenida Wilson Mendes, sentido Cabo Frio, teve que ser interditada. Um desvio foi feito, e os motoristas tiveram que utilizar uma das faixas da pista contrária para poder passar. Por causa disso, o trânsito ficou lento no local. Até as 18h40 desta sexta Bombeiros não souberam dizer o que teria provocado o incêndio. Segundo o secretário de Ordem Pública da cidade, Aldaberto Porto, o local vai ficar fechado ainda sem previsão para reabrir.
Primeira unidade de conservação ambiental da cidade
O parque ecológico Dormitório das Garças, inaugurado em junho de 2007, foi a primeira unidade de conservação ambiental instalada em Cabo Frio. O parque é um centro para trabalhar técnicas de preservação e de consciência ambiental. Além disso, o dormitório abre o espaço, mediante autorização, para realização de pesquisas de graduação, mestrado e doutorado.
Local foi primeira unidade de conservação ambiental criada na cidade.  (Foto: Larissa Costa/Arquivo)Local foi primeira unidade de conservação ambiental criada na cidade (Foto: Larissa Costa/Arquivo)
0