Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 28 de dezembro de 2013

Mudanças à vista no ‘The voice’: mais horas de música

Após o fim da segunda edição, Boninho diz que vai aumentar o número de episódios em 2014, para ‘diminuir o sofrimento do público’

O time de jurados continua o mesmo na próxima edição do programa ‘The voice’, ano que vem
Foto: Alex Carvalho / TV Globo
O time de jurados continua o mesmo na próxima edição do programa ‘The voice’, ano que vemALEX CARVALHO / TV GLOBO
NATALIA CASTRO 
NILTON CARAUTA 
RIO - Além de reduzir a idade mínima de seus candidatos — de 18 para 16 anos —, o “The voice Brasil” ficará mais tempo no ar em 2014. É o que anuncia Boninho, o diretor de núcleo do reality musical da TV Globo que foi um dos fenômenos da televisão neste ano. Após o fim da segunda temporada, na noite de quinta-feira, o diretor explica que pretende abrir oportunidades para talentos mais novos, sim, mas que o reality “não é um concurso para ensinar a cantar”.
— Mesmo baixando a idade, só chegará às audições quem tem talento — diz.



— Tivemos que perder alguns talentos muito cedo — lamenta Boninho, revelando ter se surpreendido, por exemplo, com a saída de Marcela Bueno, candidata que se despediu da atração no dia 13 de dezembro após enfrentar Cecília Militão e Rubens Daniel, um dos finalistas. — Marcela tem tudo para seguir uma carreira de sucesso. Como público, fiquei sentido, mas como produtor, depois de viver tantos anos o produto reality show, aprendi a ser imparcial.Quanto à duração, ele explica que vai “aumentar o número de episódios, para diminuir o sofrimento do público” diante das eliminações precoces de seus candidatos favoritos.
Apesar das alterações, Boninho promete que alguns aspectos continuarão intactos: o grupo de técnicos composto pelos cantores Lulu Santos, Carlinhos Brown, Claudia Leitte e Daniel e o horário na grade, às quintas-feiras, após a novela das 21h. A primeira temporada foi exibida em 2012 nas tardes de domingo.
— O “The voice” é um programa família. Para se assistir junto. À noite, ele conquistou a sensação de show e de festa — avalia o diretor.
Já às voltas com a 14ª edição do “Big Brother Brasil”, que estreia dia 14 de janeiro, na Globo, Boninho não credita o sucesso do reality musical a um gosto do público por competições:
— Em todo projeto que trabalho, fazemos experiências constantes. Procuramos inovar sempre. Acho que não existe resultado negativo, é mais informação para os próximos.
O último programa, que elegeu Sam Alves, de 24 anos, como o grande vencedor, com 43% do total, recebeu cerca de 30 milhões de votos dos telespectadores. Cantando “Hallelujah”, música de Leonard Cohen, em português e inglês, o cearense levou a melhor sobre Lucy Alves, Pedro Lima e Rubens Daniel. Além de exibida na televisão, a batalha decisiva foi um dos assuntos principais das redes sociais na noite de quinta.
Técnica de Sam desde a estreia da atração, em outubro, Claudia Leitte afirmou que o jovem está “prontíssimo para fazer carreira”. E os compromissos já se iniciaram. Após a gravação do programa, no Rio, Sam viajou na sexta-feira para Fortaleza, onde mora a família, acompanhado da equipe do “Fantástico”. Com dias de vida, ele foi abandonado dentro de uma caixa de sapatos na porta de uma casa na capital cearense. A seu lado, um bilhete com a data de nascimento do bebê e a última vez em que havia se alimentado. Adotado pelo casal que o encontrou, Sam viveu nos Estados Unidos com a família. Antes de tentar a sorte no “The voice” brasileiro, ele se aventurou cantando “Feeling good”, de Nina Simone, na versão americana do reality, mas foi recusado pelos técnicos Shakira, Adam Levine, Blake Shelton e Usher. A passagem pelo programa o fez trocar o curso de medicina na Worcester State University em Massachusetts, pelo de artes cênicas e visuais.
Além de um contrato com a Universal Music, Sam recebeu R$ 500 mil em dinheiro, orientação profissional e um carro.
O programa, cuja audiência registrou picos de 35 pontos, teve média de 30 pontos durante a final, no Rio. Na mesma noite, o site do “The voice” bateu recorde de audiência, com média de visitas 80% maior do que na edição anterior. Foram 3,1 milhões de visitas na quinta-feira. De todos os acessos, 24% foram feitos por meio de celulares.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/mudancas-vista-no-the-voice-mais-horas-de-musica-11171946#ixzz2onfVm9jX 
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 
Postar um comentário