Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Polícia prende quadrilha que cobrava R$ 8 mil por aborto

Redação SRZD

Presos. Foto: Reprodução
A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu uma quadrilha que fazia cerca de 50 abortos por semana. Formada por médico, agenciadores e seguranças, eles foram investigados durante um ano.


Foram sete mandados de prisão e sete de busca e apreensão na capital e em São Gonçalo. Entre os presos está José Luiz Gonçalvez, apontado como o principal intermediador de abortos do Rio. Os policiais também estiveram na Clínica de Saúde Nossa Senhora das Neves, onde prenderam o médico Guilherme Estrella Aranha.
O delegado Roberto Gomes afirmou que a quadrilha cobrava até R$ 8 mil por aborto e fazia os procedimentos até em mulheres de outros estados. "De acordo com o que apuramos, a quadrilha movimentava em torno de 500 mil ao mês. Nenhum dos presos ofereceu resistência, pois era uma ordem judicial e eles não tinham mais o que fazer", disse.
"Mas ainda faltam outras pessoas que nós vamos identificar com base nas provas que colhemos com a busca e apreensão e com os depoimentos das pessoas que foram trazidas em razão das investigações".
Também foram apreendidos os equipamentos médicos utilizados em abortos, como máquina de sucção, maca, instrumentos cirúrgicos, medicamentos, além de computadores, agendas, radiografias, carimbos, e dinheiro.
Postar um comentário