Veja as manchetes dos principais jornais desta quinta-feira, 19 de dezembro. Final do 11º Festival de Novos Talentos de Rio das Ostras acontece nesta quinta-feira. Vencedor ganhará R$ 5 mil


Exibindo A 11ª edição do Festival de Novos Talentos de Rio das Ostras revelou diversos cantores da Cidade.JPG

Quando as inscrições para o 11º Festival de Novos Talentos de Rio das Ostras foram abertas, 
mais de 80 candidatos se inscreveram. Porém, apenas 36 foram considerados aptos, pelo juri técnico, a disputar o título de revelação musical da cidade em 2013. Há um pouco mais de 20 dias, os classificados começaram uma acirrada competição, que termina agora com  12 cantores na tão esperada final. O evento nesta quinta, 19,  às 20h, na Concha Acústica da Praça São Pedro, vai revelar os campeões do Festival.

Com muita diversidade musical e até premiação para a melhor torcida, a etapa final do Festival de Novos Talentos vai decidir o vencedor do concurso, que vai faturar R$ 5 mil.  O segundo colocado fica com a premiação de R$ 2,5 mil e o terceiro vai para casa com R$ 1,5 mil. O Festival tem apoio da Fundação Rio das Ostras de Cultura.


---------------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais
Folha de S.Paulo
Agora S.Paulo
O Estado de S.Paulo

Brasil pagará US$ 4,5 bi por 36 caças da Suécia
O Globo

Defesa Nacional: Brasil compra 36 caças suecos por US$ 4,5 bi
Valor Econômico
image
Mudança nas contas de luz é adiada para conter inflação
Correio Braziliense

Mais R$ 16 milhões para mordomia de deputados
Estado de Minas

Cidades esnobam ajuda contra chuva
Zero Hora

Custo e tecnologia fazem Brasil optar por caças suecos
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Obama é instado a limitar poderes de investigação da NSA
The Guardian (Reino Unido)
Obama deve limitação de poderes de espionagem da NSA, diz relatório
El País (Espanha)
A manipulação do PP em Madrid
---------------------------------------------------------------------------------------------
O Globo

Manchete: Defesa Nacional: Brasil compra 36 caças suecos por US$ 4,5 bi
Negociação prevê ampla transferência de tecnologia; espionagem enfraqueceu concorrente americano

Modelo está em desenvolvimento e nunca foi testado em operações reais de combate

Depois de um processo que se arrastou por mais de 12 anos, o governo brasileiro anunciou que comprará 36 caças Gripen NG, da empresa sueca Saab. A negociação foi fechada por US$ 4,5 bilhões, abaixo do estimado pelo mercado (US$ 7 bilhões). O acordo prevê ampla transferência de tecnologia e participação do Brasil no desenvolvimento do Gripen NG, modelo nunca testado em operações reais e cujo protótipo só voou 300 horas até hoje. O caça sueco, preferido da FAB, desbancou o Rafale, da francesa Dassault, e o F-18 Super Hornet, da Boeing. O escândalo de espionagem influenciou na decisão contra o avião americano. (Págs. 1, 3 a 6 e Merval Pereira)

As vantagens, segundo o governo

US$ 4,5 bi

É o preço da compra dos 36 caças suecos, valor abaixo das propostas das outras empresas concorrentes.

Transferência de tecnologia

A Saab se comprometeu com a transferência integral dos códigos-fonte do sistema de armas.

Propriedade de patente

O acordo permite que o Brasil detenha Protótipo, patente sobre os sistemas produzidos em conjunto pelos dois países.

Pós-crise global: BC dos EUA reduz os estímulos
O banco central americano anunciou que começará a retirar estímulos dados à economia na esteira da crise de 2008. As compras mensais de títulos serão reduzidas em US$ 10 bi a partir de janeiro, o que deve elevar a cotação do dólar no Brasil. (Págs. 1 e 33 a 35)

Míriam Leitão: Decisão abre nova ordem na economia mundial (Págs. 1 e 34)

Reforma ministerial: Dilma afirma que Mantega ficará
A presidente Dilma disse que até o carnaval trocará dez ministros que disputarão as eleições, e que Guido Mantega ficará na Fazenda. (Págs. 1, 8 e 9)
Até para mensaleiros: Planalto abre cofre e aprova Orçamento
Na corrida para aprovar o Orçamento 2014, o Planalto empenhou R$ 1,4 bi em emendas. Até mensaleiros tiveram sua cota. (Págs. 1 e 7)
Comissão de Obama propõe limites à espionagem
Uma comissão criada pela Casa Branca fez 46 recomendações para limitar o programa de vigilância da NSA. Entre elas, novos critérios para a espionagem de líderes estrangeiros e de armazenamento de dados. A ONU aprovou resolução proposta por Brasil e Alemanha para coibir a espionagem. (Págs. 1 e 43)
Rússia decide anistiar ativistas
O Parlamento russo aprovou anistia para acusados e condenados por vandalismo. Medida beneficia integrantes do Greenpeace, entre eles a brasileira Ana Paula Maciel, e do Pussy Riot. (Págs. 1 e 44)
Fotolegenda: Refúgio e dor
Aterrorizados por confrontos, 20 mil sul-sudaneses procuraram abrigo em área da ONU. O país mais jovem do mundo está sob ameaça de guerra civil. (Págs. 1 e 44)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Brasil pagará US$ 4,5 bi por 36 caças da Suécia
Após adiamentos, governo rejeita concorrentes americano e francês e diz que levou em conta o custo

O governo anunciou ter optado pela compra dos caças Gripen NG para equipar a Força Aérea Brasileira. Os aviões suecos, fabricados pela Saab, venceram a concorrência com o francês Rafale, da Dassault, e o americano F/A-18, da Boeing. Está prevista a compra de 36 aeronaves, por US$ 4,5 bilhões, com entrega até 2023. O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, disse que o preço será “pechinchado ao máximo”. O processo de escolha dos caças durou 18 anos. Há alguns meses, a presidente Dilma Rousseff se inclinara pelos F/A-18, mas mudou de ideia por causa da espionagem do governo dos EUA. De acordo com fonte do Planalto, a decisão pelas aeronaves americanas estava avançada no meio do ano e Dilma poderia até anunciar o acordo em visita oficial aos EUA, que foi cancelada. Antes de comunicar a decisão, Dilma conversou com Lula. Ele preferia o Rafale. A escolha do Gripen também respondeu a lobby do PT. (Págs. 1 e Política A4 e A5)

Dilma: reajuste de gasolina é temeridade
Dilma Rousseff classificou como “temeridade" a fórmula sugerida pela Petrobrás de reajuste automático da gasolina quando houver aumento dos combustíveis no mercado internacional. (Págs. 1 e B4)
ONU aprova resolução do Brasil sobre espionagem
A Assembleia-Geral da ONU aprovou ontem a proposta de Brasil e Alemanha que estende à internet o direito à privacidade já previsto na Declaração Internacional dos Direitos. A nova resolução não prevê punição para quem descumpri-la, mas tem o peso político de um texto apoiado por quase 200 países, até mesmo seu principal alvo, os Estados Unidos. O texto conclama os Estados-membros da ONU a respeitar e determina que os cidadãos não podem “ser submetidos a ingerências arbitrárias ou ilegais em sua vida privada”. A assegurar o respeito à privacidade e proposta foi criada após a revelação de que os EUA espionavam governos, cidadãos e empresas de países, aliados ou não, entre eles o Brasil. (Págs. 1 e Internacional A10)

Limites

Uma comissão recomendou à Casa Branca que reduza os poderes da NSA para conduzir espionagem virtual. (Págs. 1 e A10)

Fed reduz estímulo nos EUA e alivia mercado
Convencido de que os sinais recentes de recuperação da economia americana são sólidos, o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) anunciou que reduzirá gradualmente o valor das compras de ativos iniciadas há 15 meses com o objetivo de estimular o crescimento. E indicou que as taxas básicas de juros devem permanecer próximas de zero até o fim de 2015, mesmo que o desemprego caia. O mercado reagiu com euforia à decisão, lida como indicador de solidez da recuperação econômica. (Págs1 e Economia B1 e B3)
Congresso devolve mandato a Jango (Págs. 1 e Política A9)


Rússia anistia ativistas do Greenpeace (Págs. 1 e Internacional A12)


Kombi não será mais fabricada, diz Contran (Págs. 1 e Economia B5)


STJ mantém veto à alta do IPTU em São Paulo
O Superior Tribunal de Justiça negou a cassação da liminar que proibiu a Prefeitura de reajustar o IPTU em 2014 em até 35%. Ainda cabe recurso ao STF, mas os boletos de cobrança do imposto devem começar a ser emitidos até o dia 28. (Págs. 1 e Metrópole Al4)
Dora Kramer 
Teoria do leão

O senador Aécio Neves e o governador Eduardo Campos não vão poder correr da presidente Dilma o tempo todo de mãos dadas. (Págs. 1 e Política A6)

Veríssimo 
Os escrúpulos

Assinar o AI-5 pode ter sido um drama de consciência para alguns, mas foi a desobrigação com qualquer escrúpulo que liberou a mão do torturador. (Págs. 1 e Caderno 2, C10)

Notas & Informações
O Orçamento e o vale-tudo

Qualquer seriedade nas contas públicas nos próximos 12 meses será algo novo nesse governo. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Mais R$ 16 milhões para mordomia de deputados
O recesso no Congresso já estava decretado quando parlamentares resolveram aprovar para eles mesmos um senhor presentão de Natal. Por decisão da Mesa Diretora da Câmara, a partir de janeiro haverá mais dinheiro para o cotão, verba que gastam com passagens aéreas, divulgação do mandato, alimentação, telefonia, combustível e outros mimos. O valor, que varia de acordo com o estado do deputado—hoje de R$ 25,9 mil (para os do DF) a R$ 38,6 mil (para os de Roraima) —, subirá para R$ 27,9 mil a R$ 41,6 mil por mês. O custo da regalia, que sai do bolso dos brasileiros que pagam impostos, será de R$ 1,3 milhões, totalizando R$ 16 milhões no fim do ano. No início deste ano, os deputados já haviam se concedido um aumento do cotão e do auxílio-moradia, cujo gasto somado chegou a R$ 23 milhões anuais. (Págs. 1 e 5)
Enquanto isso na Papuda...
Desde que os condenados do mensalão chegaram com suas regalias e abriram uma crise na Vara de Execuções Penais, o clima no presídio se deteriorou, inclusive com o temor de uma rebelião. Magistrados, agentes penitenciários, PMs e presos andam com os nervos à flor da pele. (Págs. 1 e 2)
Crise global: BC dos EUA deixa o mundo aliviado
Governos e mercados, que esperavam aflitos pela notícia, comemoraram o anúncio do Federal Reserve de que a redução dos estímulos à economia americana começará em janeiro e será gradual. Para conter a disparada do dólar no Brasil, o Banco Central venderá pelo menos US$ 24 bilhões nos primeiros seis meses de 2014. (Págs. 1 e 9 e 10)
Caos aéreo: Passagens caras, atrasos e greve
Passageiros enfrentam tumultos antes mesmo da paralisação dos aeroviários prevista para amanhã. Empresas elevam tarifas. (Págs. 1 e 14)
O voo de US$ 4,5 bilhões
Depois de 12 anos de indefinições, que atravessaram governos de três presidentes, o Brasil anuncia a compra de 36 Gripens NG, da Suécia. Os primeiros aviões devem chegar em 2018. (Págs. 1 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Cidades esnobam ajuda contra chuva 
Nenhuma prefeitura mineira procurou a Defesa Civil para fazer projeto de captação de verba.

Mesmo com a temporada de chuvas já provocando destruição e mortes em Minas, nenhum município pediu à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) assessoria para buscar recursos estaduais e federais destinados à prevenção de tragédias e recuperação de danos. Em 2011, foi criado um grupo técnico, coordenado pela Cedec, para dar apoio às cidades.

Naquele ano foram enviados ofícios oferecendo auxílio a 94 localidades em estado de emergência. Não houve retorno. Para a Associação Mineira de Municípios, as trocas de gestão aumentam a dificuldade de buscar recursos.

O MP denunciou mais de 40 moradores de Contagem por aproveitar a situação de calamidade pública para saques fraudulentos do FGTS. (Págs. 1 e 21 e 22)

Fim da novela: Brasil pagará US$ 4,5 bi por caças suecos
O Ministério da Defesa anunciou ontem que comprará 36 aviões Gripen para renovar a frota da Força Aérea Brasileira (FAB). Negociação iniciada em 2001 foi marcada por reviravoltas envolvendo os outros concorrentes: o americano F/A-18 e o francês Rafale. (Págs. 1 e 3)
Novo salário mínimo será de até R$724
O governo federal confirmou ontem que o valor ficará entre R$ 722 e R$ 724, a partir de 1° de janeiro. Definição do reajuste sobre os R$678 atuais depende ainda do crescimento do PIB e da inflação este ano. (Págs. 1 e 15)
Ditadura: Senado pede que PF apure sumiço de ossadas no Pará (Págs. 1 e 2)


------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Dez vereadores na prisão
Caruaru teve um dia agitado, com quase metade da Câmara presa, acusada de extorsão, mas os detalhes da investigação só serão divulgados hoje. Entre os detidos, quatro são da base do prefeito José Queiroz e seis, da oposição. (Págs. 1 e 8)
Pernambucana volta para casa com a filha
Acabou o pesadelo. Sofia desembarcou dormindo no Recife. Vitória foi recebida com festa. Para evitar que garota fosse entregue à adoção na Noruega, elas se refugiaram na embaixada brasileira. (Págs. 1 e Internacional 16)
Dilma fala de seus planos à Rádio Jornal
Em entrevista a Geraldo Freire, presidente questionou a oposição e esclareceu projetos. (Págs. 1, 4 e Economia 6)
Congresso aprova novo mínimo de R$ 724
Votação se deu após promessa de bônus para obras apadrinhadas. Remuneração segue para sanção e entra em vigor em 1º de janeiro. (Págs. 1 e Economia 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Custo e tecnologia fazem Brasil optar por caças suecos
Em novela que se arrasta por duas décadas, governo decide pagar US$ 4,5 bilhões por 36 supersônicos para a FAB. (Págs. 1 e 4 e 5)
Corte do Fed: Dólares a menos nos EUA, temor no Brasil
Redução de estímulo à economia americana pode impactar câmbio e inflação. (Págs. 1, 18 e 19)
Após 3 meses: Rússia anistia ativistas do Greenpeace
Bióloga gaúcha e outros 29 só dependem de burocracia para voltar para casa. (Págs. 1 e 28)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Brasil decide pelos caças da Suécia
Uma novela que levou quase 15 anos terminou ontem com a escolha de quem ofereceu o menor preço: a sueca Saab vai fornecer 36 caças do modelo Gripen NG, por US$ 4,5 bilhões. A empresa, que já atua no Brasil, não era favorita, mas a Boeing, uma das concorrentes, se desgastou com o episódio da espionagem americana. Já os franceses, do Rafale, perderam pontos pelo atraso do projeto de submarinos em Itaguaí, no Rio. (Págs. 1 e 6)
A natureza otimista do governo
A presidenta Dilma Rousseff esbanjou bom humor na confraternização de fim de ano com jornalistas. Ela disse que o país está preparado para a redução dos estímulos à economia feita pelos EUA, anunciou que vai manter a desoneração da folha e, pela trigésima vez, confirmou Mantega no cargo. (Págs. 1, 4 e Octávio Costa, 32)
Exploração de petróleo abre novas fronteiras no Nordeste
Em apenas um ano, 11 descobertas em território ainda sem produção foram comunicadas à ANP. A mais promissora, em Sergipe, pode ter até 3 bilhões de barris. (Págs. 1 e 8)
EUA retirarão US$ 10 bi de estímulo a partir de janeiro
A definição de data para o início do corte foi interpretada como um sinal de melhora da economia americana e bem recebida pelo mercado. (Págs. 1, 20 e 21)
Investimentos: Nove setores terão prioridade do BNDES
Infraestrutura, indústria e meio ambiente serão beneficiados por novas políticas operacionais do Banco a partir de fevereiro de 2014. (Págs. 1, 10 e 11)
Estratégia: Vale busca parceiros e foca em minério
A empresa quer vender 50% da participação em ferrovia de Moçambique e vai definir sua forma de atuação em fertilizantes. (Págs. 1 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
0