Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 24 de agosto de 2013

Cid Gomes promete bandejão com foie gras, Padilha não enxerga escravos de jaleco e Lewandowski só vê inocentes na quadrilha

“O chefe vai melhorar o bandejão dos servidores estaduais com foie gras, trufas brancas, bife de wagyu e vinho francês”, revelou um dos 1.398 funcionários comissionados durante o lançamento da candidatura de Cid Gomes ao título de Homem sem Visão de Agosto. “Se não ficar bem no retrato, já decidiu que sairá pelo Brasil junto com o mano Ciro metendo o pau em todo mundo, inclusive na turma que manda no Ceará”.
Também nesta sexta-feira, trajando uma camiseta estampada com o pôster famoso de Che Guevara e carregando uma bandeirinha de Cuba, um dos 89 assessores diretos de Alexandre Padilha apareceu na sede da Comissão Organizadora do HSV para formalizar a inscrição do ministro da Saúde. “Ele ainda não conseguiu enxergar nenhum problema na ideia de entregar aos irmãos Castro os salários dos jalecos importados pelo Planalto”, revelou o emissário. “O Lula disse ao chefe que não conhece direito o Raúl, mas o Fidel é gente fina”. Segundo a mesma fonte, Lula também garantiu que a medicina cubana é ótima principalmente para quem só se trata com os doutores do Sírio-Líbanês.

A censura em nome da liberdade


* Sylvia Debossan Moretzsohn
É possível afirmar a luta pela democratização da comunicação quando se discrimina quem pode e quem não pode trabalhar numa cobertura?

Representantes da Mídia Ninja contestaram, com toda a razão, a atitude do governo do estado do Rio de Janeiro, que há cerca de um mês os barrou na entrada do Palácio Guanabara, onde se realizava uma coletiva, porque não lhes reconhecia o status de “imprensa”. No entanto, o grupo que desde a semana passada ocupa a Câmara dos Vereadores do Rio, em protesto contra o desvirtuamento na composição da CPI dos Ônibus, age precisamente da mesma forma, ao impedir o acesso de jornalistas da chamada imprensa tradicional, autorizando apenas a entrada dos ninjas. A justificativa é de que essa imprensa distorce as informações, manipula os fatos e tem um passado que a condena: “apoiou a ditadura”.

Bom dia! Confira os destaques dos principais jornais desta sábado, 24 de agosto. Em Arraial do Cabo, balanço da operação 'Fio de Ariadne' é divulgado pela Polícia Federal. Dez pessoas presas serão encaminhadas ao presídio de Campos. Segundo relatório da PF, a quadrilha desviou R$ 350 mil de verba pública.

Contratos fraudados em Arraial do Cabo (Foto: Júnior Costa/G1)
Contratos fraudados em Arraial do Cabo (Foto: Júnior Costa/G1)
A Polícia Federal de Macaé, interior do Rio de Janeiro, divulgou no início da tarde de ontem (23) um balanço da Operação Ariadne, deflagrada nas primeiras horas da manhã para prender pessoas envolvidas em desvio de verba repassada pelo governo federal. No total, são 15 mandados de prisão expedidos pela Justiça, sendo que 13 foram cumpridos até o fim da tarde desta sexta-feira. Dos 13 presos, 3 foram liberados e os outros 10 levados para o presídio de Campos. Os envolvidos possuem ligação com a Empresa de Saneamento de Arraial do Cabo (Esac). A quadrilha seria responsável por elaborar contratos fraudulentos de locação de veículos. Os contratos seriam feitos sem licitação e com direcionamento a pessoas ligadas à própria Esac.


Segundo o delegado da Polícia Federal, Júlio Cesar Ribeiro, os envolvidos desviaram cerca de R$ 350 mil de dois contratos com a Funasa que somam R$ 1 milhão. Os dois contratos seriam para executar obras de melhorias sanitárias em Arraial do Cabo. Porém, servidores da Esac informavam à Funasa (Fundação Nacional de Saúde) a necessidade de contratar veículos para que engenheiros avaliassem a situação de cada localidade que receberia as obras, para que os projetos pudessem ser executados.
PF faz operação na Região dos Lagos (Foto: Reprodução / Inter TV)
Policiais recolhem documentos na Empresa de Saneamento de Arraial do Cabo (Foto: Reprodução / Inter TV)
No entanto, os veículos nunca foram contratados, segundo o delegado. "Desde 2010, nós percebemos que tinha muita locação de veículos e depois das investigações que realizamos percebemos que esses contratos eram fictícios, sem licitações, e que os veículos nunca foram utilizados, muito menos seus motoristas", explicou o delegado.
Secretário de Esporte e Lazer de Arraial do Cabo entre os presos
Entre as pessoas presas estão o atual presidente da Esac, Claudio Cesar Andrade Bertollo, Henrique Cardoso Barreto, secretário de Esporte e Lazer de Arraial do Cabo e ex-conselheiro fiscal da Esac entre o período de abril de 2011 e junho de 2012, Aurora Cunha de Macedo Cardoso Barreto, esposa de Henrique, Josino Andrade Filho, ex-presidente da Esac, Newton de Ameida Machado, ex-comprador da Esac, Altino Peluso Filho, diretor administrativo da Esac, Alan Luiz Duarte, responsável pelo controle interno da Esac e Alcir Marinho Mendonça, membro da comissão de licitação.
Também tiveram prisão temporária decretada Gabriel Luiz Coutinho Ferreira, Rita Mara Flores, Lidce Lemos de Almeida Andrade, Paula Lemos Almeida Oliveira, Fernando Luis Duarte Junior, Heloisa Rosa Nunes Pimentel e Tiago Damasceno Gomes. "Essas pessoas são ligadas a Esac, que tinham poder de decisão para autorizar e conseguir aliciar pessoas, que pode-se falar laranjas, para o esquema criminoso", resumiu Julio Cesar Ribeiro sobre as pessoas envolvidas no esquema fraudulento.
PF faz operação na Região dos Lagos (Foto: Reprodução / Inter TV)
Ao todo foram 25 mandados de busca e apreensão cumpridos na região (Foto: Reprodução / Inter TV)
Total desviado por quadrilha é é de cerca de R$ 350 mil
O delegado explicou também sobre o fortalecimento do esquema de desvio de verba pública mesmo após a troca na diretoria da Esac: "O esquema continuou mesmo com a troca da diretoria porque eles perceberam que conseguiam angariar de R$ 20 mil a R$ 30 mil. Não havia suspeita no contrato de R$ 500 mil com a Funasa, e a organização criminosa continuou. Felizmente, conseguimos pegar a cúpula dessa quadrilha que tanto afeta a comunidade de Arraial do Cabo".
PF faz operação na Região dos Lagos (Foto: Reprodução / Inter TV)
PF cumpriu mandados de prisão em Arraial
Foto: Reprodução / Inter TV)
"Os presos na operação responderão por formação de quadrilha, peculato, por se apropriarem indevidamente de dinheiro público, fraude em licitação, improbidade administrativa, entre outros delitos que serão apurados durante a investigação. O dinheiro desviado por essa quadrilha criminosa é de cerca de R$ 350 mil", completou o delegado federal.
O advogado de Henrique Cardoso Barreto, secretário de Esporte e Lazer de Arraial do Cabo, disse que o cliente não possui envolvimento com a organização e que ele não possui envolvimento com desvio de verba pública. Disse ainda que está tentando anular a decisão da juíza federal Angelina de Siqueira Costa.
Todos serão encaminhados ao presídio de Campos dos Goytacazes, onde permanecerão presos por cinco dias, segundo decisão da Justiça, "visto o iminente risco dos mesmos embaraçarem a produção de provas necessárias à conclusão da futura ação penal a ser proposta, apagando os vestígios dos crimes".

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Primeira sessão da CPI dos Ônibus tem confusão e briga no plenário

A primeira audiência da CPI dos Ônibus, de quinta-feira (22), foi marcada por tumultos e brigas no plenário da Câmara de Vereadores. Grupos pró e contra o vereador Chiquinho Brazão (PMDB), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, se confrontaram, chegando inclusive à briga física. Um sapato foi jogado nos vereadores que compõem a mesa. Diante da confusão, a sessão foi suspensa por cerca de 20 minutos.
Manifestantes contrários a Brazão exibem cartazes e baratas gigantes, incluindo alguns vestidos com fantasias de baratas, numa alusão a Jacob Barata, empresário considerado do Rei dos Ônibus no Rio. Este grupo trocava ofensas com ativistas favoráveis a Brazão.
1 / 50