Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Bom dia! Veja as manchetes dos principais jornais desta terça-feira, 28 de janeiro. Instabilidade na Argentina afeta economia de Búzios. Número de visitantes argentinos em Búzios caiu cerca de 30%. Município começa a explorar mercado de outros países.

Do G1 Região dos Lagos
 A crise econômica na Argentina começa a gerar reflexos negativos em Armação dos Búzios, Região dos Lagos do Rio. O município é um dos destinos mais procurados pelos argentinos mas, segundo dados do Búzios Convention Bureau, a cidade registrou uma queda de 30% no número de turistas em relação ao mesmo período de 2013.
Na tentativa de segurar dinheiro no país, o governo argentino dificultou e sobretaxou as compras internacionais e de moedas estrangeiras. Esse seria um dos motivos pela redução de argentinos no balneário do Rio. Para garantir a ocupação de vagas no setor hoteleiro, o município tem explorado outros mercados, como Chile e Colômbia, além de cidades do próprio Brasil.



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Jornais nacionais
O Globo

Para acalmar o mercado, governo deve cortar R$ 30 bi
Valor Econômico
image
Exportadoras são destaque na nova safra de balanços
Correio Braziliense

Protestos desafiam Planalto
Estado de Minas

Para inglês ver
Zero Hora

Mensalidade escolar aumenta até 12%, o dobro da inflação
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Saída do Afeganistão é vista como o perigo para missão drone da C.I.A.
The Guardian (Reino Unido)
Revelado: agências de espionagem têm como alvo aplicativos de telefone
El País (Espanha)
O PP Madrid perdeu a batalha para a privatização da saúde




---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Protestos desafiam Planalto
Os confrontos entre manifestantes e a polícia em São Paulo aumentaram a preocupação do governo federal em garantir a ordem às vésperas da Copa do Mundo. Os grupos contrários à realização do torneio integram um movimento político e consideram a violência dos black blocs como uma reação à truculência da PM. Assim que retornar de viagem, Dilma Rousseff pretende definir estratégias de segurança com os ministros da Defesa, da Justiça e do Esporte. (Págs. 1 e 2 a 4)
Dilma comemora na ilha de Fidel
Ao lado do ditador Raúl Castro, Dilma Rousseff inaugurou instalações do Porto de Mariel e anunciou financiamento extra de US$ 290 milhões para a modernização do terminal. No ano passado, o governo federal aplicou apenas US$ 15 milhões no sistema portuário nacional. Especialistas criticam a política "irracional" de favorecer economias frágeis enquanto a precária infraestrutura brasileira afasta investimentos estrangeiros. (Págs. 1, 8 e Visão do Correio, 12)
Lisboa: Oposição critica gastos da comitiva presidencial (Págs. 1 e 6)


Mensalão: Barbosa quer políticos corruptos no ostracismo (Págs. 1 e 6)


Crise cambial da Argentina deixa mercado em alerta
Na tentativa de recompor as reservas, o governo liberou a compra de até US$ 2 mil por mês para os cidadãos com renda acima de 7,2 mil pesos (US$ 900). Mas a credibilidade da equipe econômica está abalada com os constantes recuos e indefinições. No Brasil, o dólar chegou a R$ 2,426. (Págs. 1, 9 e 10)
Corte de Haia muda o mapa da América do Sul
O tribunal dividiu entre o Peru e o Chile uma área de 38 mil km² do Oceano Pacífico em disputa desde 2008. Os peruanos festejaram a conquista de 70% do território que reivindicavam. O Chile promete acatar a decisão. (Págs. 1 e 14)
Otimismo em alta entre os brasilienses (Págs. 1 e 29)


PM festeja violência e insufla omissão
O desafio ao comando da segurança é público: outdoors fixados em quatro cidades e convocações em redes sociais para reforçar a Operação Tartaruga põem em xeque a autoridade do governo sobre parte da corporação. Secretário Sandro Avelar admite que a população corre riscos. (Pág. 1 e 19)
Morto enquanto dormia
Na precária estrutura dos presídios do Entorno, mais uma morte: preso por estupro, um detento foi assassinado pelo companheiro de cela em Santo Antônio do Descoberto. (Págs. 1, 20 e 21)
Eleições: Roriz e Arruda fazem acordo contra o PT
Os dois políticos do Distrito Federal almoçaram com o governador de Goiás no sábado passado para unir os projetos eleitorais de 2014 numa só chapa. (Págs. 1 e 25)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Para inglês ver
Implantação de ruas com mão-inglesa confunde motoristas e pedestres e aumenta o perigo no trânsito de BH, cada vez mais lotado de veículos.

Para melhorar o tráfego da capital, sobrecarregado pela entrada em 2013 de 79,6 mil veículos, ou nove por hora, estão sendo criadas vias com circulação invertida, pelo lado esquerdo, as chamadas mãos-inglesas. Já são cinco na cidade. Só neste início de ano, a medida foi adotada na Avenida Carandaí, na região hospitalar, e na Avenida Silviano Brandão, na Região Leste, dentro do projeto do BRT. Mas reportagem do Estado de Minas constatou que mesmo nas mais antigas há muito desrespeito e confusão, com risco de colisões e atropelamentos. Até na mão-inglesa da Rua Professor Moraes, implantada há oito anos, ainda há motoristas e pedestres que se enganam e outros que trafegam de propósito pela contramão para cortar caminho. (Págs. 1 e 17 e 18)

O porto é cubano. Mas o dinheiro é do Brasil
Enquanto empresários reclamam da falta de investimento nos portos do Brasil, a presidente Dilma participou ontem em Cuba, ao lado do colega Raúl Castro, da inauguração do Porto de Mariel, que é financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O terminal, a 45 quilômetros de Havana, conta com recursos de US$ 1,09 bilhão do banco estatal de fomento brasileiro e é considerado peça-chave para impulsionar a economia da ilha caribenha. (Págs. 1 e 11 e o editorial “mais Brasil, menos Cuba” na 6)
Viagem presidencial: Oposição cobra fatura de noite em Portugal
O senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, chamou de "péssimo exemplo"a estadia da comitiva da presidente Dilma em Portugal, na volta da Suíça, que custou R$ 71 mil. O PPS pediu a abertura de inquérito para apurara parada fora da agenda oficial. (Págs. 1 e 3)
Argentina: Governo detalha as regras para a compra de dólares
Correntistas poderão depositar nas cadernetas de poupança até US$2 mil por mês se estiverem em dia com o Imposto de Renda. Conjunto de medidas de restrição cambial favorece turistas brasileiros, mas preocupa empresários que exportam máquinas e equipamentos (Págs. 1 e 10)
Ação anticopa mobiliza 12 organizações
Comitês criados há mais de três anos estão espalhados pelas cidades-sede e preocupam o governo. Reunião ministerial definirá ações para a Copa, inclusive a possibilidade do uso das Forças Armadas. Na liderança desses grupos estão moradores de áreas atingidas por obras da Copa e universitários. (Págs. 1 e 4)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Gargalos da Copa preocupam União
Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, visita obras de mobilidade para o Mundial e diz que os problemas maiores são o Ramal da Copa, o Corredor Leste-Oeste e o TI Cosme e Damião. (Págs. 1 e cidades 1)
MPPE move ação contra 10 vereadores
Parlamentares de Caruaru são acusados de cobrar propina para aprovar projetos. (Págs. 1 e 5)
Aumento da conta d’água em discussão
Arpe divulgará cálculos do reajuste da Compesa online e fará audiência pública na próxima sexta. (Págs. 1 e cidades/economia 6)
Efeito tango
Crise argentina pode causar efeitos no Brasil, sobretudo na indústria e nos investimentos. (Págs. 1 e cidades/economia 5)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Mensalidade escolar aumenta até 12%, o dobro da inflação
Levantamento de Zero Hora em 10 colégios particulares aponta elevação média de 8,73%, enquanto em 10 universidades gaúchas reajuste ficou em 6,69%, diante da inflação de 5,91% em 2013. (Págs. 1 e 16)
Kiss - Um ano: 242 motivos para cobrar
Santa Maria revive sua dolorosa madrugada. Nomes dos mortos lidos ao som de tambores. (Págs. 1, 26 e 27)


Moeda em alta: Incerteza sobre emergentes faz dólar subir para R$ 2,42
Expectativa em torno de redução do estímulo à economia nos EUA causa turbulência em diversos países, inclusive no Brasil. (Págs. 1 e 17)


------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Tombini diz que BC vai manter o aperto monetário
Em encontros em Londres, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, garantiu que o repasse do câmbio para os preços está sendo administrado e afirmou que a política de combate à inflação pode exigir novos ajustes. (Págs. 1 e 11)
Dilma, de Davos para Cuba
Após a estreia no Fórum Mundial nos Alpes suíços, a presidenta inaugurou o Porto de Mariel, a 45 km de Havana, obra financiada pelo BNDES, e disse que o Brasil acredita no potencial humano e econômico de Cuba. (Págs. 1, 26 e 27)
Lucros: Bancos com ações perdem para inflação
O ganho das instituições em 2013 cresceu muito pouco ou caiu, mostram projeções da BB Investimentos e Goldman Sachs. A estimativa para Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander é de R$ 42,74 bilhões contra R$ 43,51 bilhões em 2012. (Págs. 1 e 22)
Petróleo: ANP endurece regras de verba para pesquisas
Obrigatório por lei desde 1998, o investimento das petroleiras em pesquisa deve superar R$ 1,4 bilhão. “Temos uma dificuldade enorme de saber quais são os resultados da aplicação desses recursos”, diz Elias Ramos de Souza, superintendente da agência. (Págs. 1, 4 e 5)
Festa tecnológica
Com foco no empreendedorismo, começou ontem o maior encontro de tecnologia da América Latina, a Campus Party, reunindo cerca de oito mil pessoas. (Págs.1, 12 e 13)
Relatório D.C.: Desigualdade não é apenas um problema ético. Pode ameaçar os regimes políticos (Págs. 1 e 7)


Bolsas: Compra de ações da HRT espelha tendência de tomada de controle nos pregões (Págs. 1 e 20)


------------------------------------------------------------------------------------
EBC Serviços
Postar um comentário