Prefeito de Araruama processa o Facebook do Brasil



Incomodado com críticas, ele pede exclusão de grupo “Jornais de Araruama”
Depois de comprar todos os horários disponíveis na única rádio local (Costa do Sol AM), que até então era o único palco do eterno embate oposição x situação, como em muitas cidades do interior, por meio do processo nº 0000557-35.2014.8.19.0052 o prefeito Miguel Jeovani conseguiu na Justiça uma liminar pedindo que seja retirado do ar o grupo “Jornais de Araruama” e processando sua administradora, a atriz de teatro e produtora cultural Jaida Mundim. Com seus mais de 10 mil membros, o grupo vem causando um grande desconforto para o governo, ao dar voz à população local e abrir espaço também para as críticas (que não são poucas e nem simpáticas) à sua administração, e principalmente, divulgar vídeos da campanha eleitoral, nos quais Miguel Jeovani dizia resolver os problemas da saúde municipal “em um mês” e apresentar “uma nova Araruama” em cem dias de mandato, entre outras promessas. Passado mais de um ano, a cidade continua cheia de problemas, vários deles novos, e muitos de seus eleitores se juntaram à oposição para criticá-lo. Em avaliação promovida pelo aplicativo do Facebook “Enquete Política”, o prefeito consta entre os dez piores de todo o Estado. 
Acusado também pelo ex-prefeito na internet, Miguel prefere processar o Facebook a se explicar

De pedra a vidraça

Também circula no grupo Jornais de Araruama um vídeo no qual o ex-prefeito Francisco Ribeiro, o Chiquinho da Educação, acusa quatro empresários colaboradores da campanha de Miguel Jeovani de estarem sendo favorecidos em licitações públicas. Segundo Chiquinho publicou em sua página pessoal do Facebook, por conta das denúncias, um deles recentemente puxou um revólver e ameaçou-o de morte em um restaurante local, onde jantava com sua família.

.

Durante o mandato do ex-prefeito André Mônica, o atual assessor de comunicação da prefeitura de Araruama Arlindo Júnior comandava um programa de rádio patrocinado pelo então candidato Miguel Jeovani, repleto de críticas ao governo e com participações pontuais de personagens agredindo verbalmente ao então prefeito André, que curiosamente nunca se preocupou em processá-lo. Hoje, o programa não tem mais a audiência de outrora, e o tema é um só: parabenizar a “excelente administração do prefeito Miguel Jeovani”.   Apesar de não ter conseguido uma votação condizente com o investimento feito em sua campanha (pouco mais de 300 votos), Arlindo é tido pelo prefeito como o seu fiel escudeiro, mesmo sendo alvo de críticas da maior parte dos correligionários de Miguel.

 http://ararutv.com.br/
0