Agenda 21 define datas do Fórum no bairro Santo Antonio em Tamoios


Exibindo Coordenadores da Agenda 21 e representantes municipais durante encontro no auditório da prefeitura.JPG

Encontro vai apontar necessidades da comunidade orientadas por técnicos do ISER e Petrobrás
Definir metas de crescimento com melhoria de vida em sintonia com o ambiente e participação da comunidade. Estes são alguns pontos do programa Agenda 21 que reuniu representantes de secretarias municipais de Cabo Frio, Petrobras e ISER-Instituto de Estudos da Religião entidade parceira da Petrobras na implantação do programa na comunidade de Santo Antônio, segundo distrito de Cabo Frio.


No encontro, na manhã desta sexta-feira, (21/02) no auditório da Prefeitura, os coordenadores do programa apresentaram os avanços do trabalho nos últimos meses.
De acordo com Laura Vanderputten, coordenadora institucional do ISER, a reunião definiu também as datas dos novos encontros  para instalar o Fórum e o Plano Comunitário de Desenvolvimento Sustentável que faz parte da 5ª etapa do projeto.
- Avançamos bastante e já temos as datas para abrir o Fórum onde todos podem participar e apontar as necessidades da comunidade -, disse.
O próximo encontro será no dia 20 de março, quinta-feira, às 9h. Dia 27 de março o segundo encontro e no dia 10 de abril, também quinta-feira, no mesmo horário será fechado o documento que servirá de base para a Agenda 21. Os encontros serão realizados no espaço da Igreja Batista Nova Jerusalém cedida pelo Pastor Robson Botelho Nunes.
A coordenadora de campo do ISER, Christianne Rothier, explicou que os trabalhos foram bem aceitos em Santo Antonio e após o preenchimento de 350 questionários entre moradores já foi possível apontar alguns pontos de maior necessidade da comunidade.
- O questionário mostra o momento de 350 famílias, o que significa mais de mil pessoas que apontam as maiores carências naquela área. Com esse documento concluído e o Fórum podemos definir novas metas que é de buscar apoio e ações do poder público-, disse.
A moradora Renata Realli disse que os estudos mostram que educação com foco na melhoria do ensino médio, ações de Cidadania e melhorias no setor de cultura e lazer-, são os principais pontos questionados pelos jovens moradores de Santo Antonio.  
- Temos também dificuldades no trabalho dos pescadores que estão sem ter a quem recorrer já que a base da pesca está muito longe da nossa comunidade -, disse Realli que mora e trabalha próximo às margens do Rio São João.   
Foram convidadas as secretarias municipais de Educação, Saúde, Assistência Social, Transporte, Comunicação, Ambiente, Turismo e Sub-Prefeitura de Tamoios. Também serão convidadas as empresas Prolagos e Ampla, de transporte Salineira e 1001, Consórcio Lagos São João, Aeroporto de Cabo Frio e representantes da Policia Militar e bombeiros. 
Foto: Ari dos Santos
0