Bom dia! Confira os destaques dos jornais desta quinta-feira, 20 de fevereiro. Governo lança campanha de proteção à criança no Carnaval. Objetivo é conscientizar a população sobre a necessidade de prevenir e denunciar violações de direitos de crianças e adolescentes.

O governo federal, por meio do Ministério do Turismo e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), lançou na terça-feira (18), em Salvador, a campanha para proteção das crianças e adolescentes contra todos os tipos de violência durante o carnaval. Com a chamada “Proteja Brasil”, a campanha estará presente em festas de todo o País, com maior destaque para os principais centros carnavalescos do Brasil.
A campanha tem o objetivo de conscientizar a população sobre a necessidade de estar alerta para o problema, assim como prevenir e denunciar possíveis violações de direitos de crianças e adolescentes. As ações terão como foco os pontos de grande circulação de pessoas, como portos, aeroportos, rodoviárias, hotéis e os próprios circuitos de carnaval (sambódromos, blocos e camarotes). 
Nesses locais, serão distribuídos adesivos, panfletos e cartazes informativos. Além do abuso e da exploração sexual, os organizadores pretendem alertar para outros tipos de violência, como o trabalho infantil. As denúncias devem ser feitas pelo Disque 100. 
Artistas e personalidades do carnaval estão sendo convidados a se envolver na divulgação da campanha. “Se tocarmos nos corações e mentes dos brasileiros, se conseguirmos que todos fiquem atentos e denunciem, teremos dado um grande passo em direção a um Brasil melhor”, afirmou o ministro do Turismo, Gastão Vieira. 
O Ministério do Turismo também incentiva a participação da população por meio das redes sociais. Os canais da pasta contam com mais de 500 mil conexões. O período de férias de fim de ano até o carnaval responde por 50% da movimentação turística doméstica. São cerca de 30 milhões de brasileiros realizando quase 100 milhões de viagens. 
Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, é importante que a população esteja atenta a esses crimes. “Gostaria de pedir o apoio aos responsáveis por camarotes, televisões e artistas para que participem da campanha”, afirmou. O governador da Bahia, Jaques Wagner, acrescentou: “O trabalho mais importante nessa área é educativo, não repressivo; por isso é importante o engajamento de todos”.
“Proteja Brasil” é uma ação contínua que visa a promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Representada por um trio de “macaquinhos”, que estimula a proteção e a denúncia de crimes contra crianças e adolescentes, a campanha já é conhecida por boa parte do público. Para o carnaval, especificamente, as personagens ganharam fantasias alusivas ao período.
Disque 100
Por meio do Disque 100, é possível denunciar quaisquer tipos de violações de Direitos Humanos. O serviço funciona 24 horas, sete dias por semana, inclusive finais de semana e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil através de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico, fixo ou móvel. As denúncias podem ser anônimas e o sigilo das informações é garantido, quando solicitado. 
O Disque 100 atende também a denúncias de violações de direitos de pessoas idosas, pessoas com deficiência, LGBT e outros segmentos vulneráveis, como quilombolas, ciganos, índios e pessoas em privação de liberdade.
Faça a sua parte. Fique atento aos direitos das crianças e adolescentes e, em caso de violações, “Não desvie o olhar. Denuncie. PROTEJA”. Divulgue esta campanha, procure o Conselho Tutelar ou Disque 100. Proteger nossas meninas e meninos de todas as formas de violência é uma responsabilidade de todos.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Azeredo renuncia ao mandato na Câmara

Estado de Minas
Azeredo renuncia

Jornal do Commercio
Forças Armadas atuarão na segurança da Copa

Zero Hora
Mensalão tucano: Para preservar Aécio, deputado deixa cargo

Brasil Econômico
Ajuste fiscal para quebrar expectativa
---------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Azeredo renuncia ao mandato na Câmara
Em carta, deputado rechaça denúncias de peculato e lavagem de dinheiro na campanha pela reeleição ao governo de Minas em 1998 e diz que deixa o cargo para preservar o PSDB e eleitores. STF decidirá se processo contra ele vai ou não para a justiça de primeira instância. (Págs. 1 e 2 e 3)


Um tiro na liberdade de protestar
Um dia depois da prisão do líder oposicionista Leopoldo López, a morte da miss e modelo profissional Gênesis Carmona, de 22 anos, acirrou ainda mais os ânimos na Venezuela. Estudante de ciências sociais, a jovem participava de manifestação pacífica contra o governo, na terça-feira, quando foi baleada na nuca por milicianos pró-Maduro. Chegou a ser socorrida e levada de moto para hospital, mas não resistiu ao ferimento. É a quarta pessoa a morrer vítima da forte repressão aos protestos de rua no país. A oposição convocou nova marcha para sábado e pediu à sociedade para não reagir a provocações de chavistas.

Ucrânia, sob pressão dos EUA e da UE, anuncia trégua. (Págs. 1 e, 18,19 e visão do correio, 16)


Exército irá às ruas contra manifestação
A presidente confirmou que poderá convocar as Forças Armadas para impedir tumultos no Mundial. Dilma Rousseff disse que o governo vai tratar como criminosos aqueles que participarem de atos de vandalismo. "Pessoas que escondem o rosto para se manifestar não são democratas", disse. (Págs. 1 e 6)

Reajuste para PMs custará R$93 milhões
O GDF fará remanejamento de verbas para bancar o aumento dos auxílios moradia e alimentação. Na trilha dos militares, os policiais civis já se mobilizam por melhorias salariais. (Págs. 1 e 23)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Azeredo renuncia 
Ex-governador abre mão do mandato de deputado federal e ação a que responde no Supremo deve voltar à 1ª instância.

Eduardo Azeredo (PSDB) renunciou por meio de carta entregue à direção da Câmara em que classifica de “injustas” e “desumanas” as acusações da Procuradoria-Geral da República contra ele encaminhadas ao Supremo. Azeredo é acusado de peculato e lavagem de dinheiro na campanha de reeleição ao governo de Minas, em 1998. A pena pedida é de 22 anos. Com a renúncia, ele perde o foro privilegiado, que garante a parlamentares federais serem julgados diretamente pelo STF. Caberá ao relator da ação, ministro Roberto Barroso, decidir, ou submeter ao plenário, se o processo volta à primeira instância, na Justiça de BH. É o que defendem juristas como o ex-ministro do Supremo Carlos Velloso. Se for mantido, só caberiam recursos à própria Suprema Corte e o julgamento poderia ser concluído este ano. Se voltar à primeira instância, uma série de apelações poderiam adiar o desfecho da ação em até oito anos.

Fui transformado em mero alvo político” Eduardo Azeredo

Tucanos negam pressão para o colega se afastar

Edmar Moreira deve ser o substituto na câmara.
(Págs. 1 e 3 a 5)

Protestos: Ação do exército durante a copa não está descartada
A presidente Dilma afirmou ontem em entrevista a rádios de Alagoas que tropas das Forças Armadas poderão ser acionadas "se e quando for necessário" durante o Mundial. (Págs. 1 e 9)

Vereador é preso com cocaína em carro oficial
Eleito para a Câmara de Bom Sucesso, Gledson Júnio Paixão Gonçalves e Milton Henrique de Magalhães, motorista da Prefeitura de Itaúna, foram detidos após comprarem cocaína no Morro das Pedras, em BH. O vereador assinou acordo com o Ministério Público para prestar serviços à comunidade. (Págs. 1 e 18)

Trégua depois de confronto na Ucrânia
Acordo entre os líderes da oposição e o governo marca o início das negociações para tentar acabar com a violência no país. Conflito entre a noite de terça-feira e a madrugada de ontem em Kiev matou pelo menos 26 pessoas. Por causa da crise, União Europeia e Estados Unidos estudam sanções à Ucrânia, que tem a Rússia como maior aliada. (Págs. 1 e 15)

Miss é morta na Venezuela
Génesis Carmona, de 22 anos, foi baleada na nuca durante protesto e não resistiu à cirurgia. A jovem é a quarta vítima dos confrontos com o governo, que apresentou ontem à Justiça o líder da oposição Leopoldo López. (Págs. 1 e 15 e editorial, 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Forças Armadas atuarão na segurança da Copa
Além de 36 mil homens que cuidarão do espaço aéreo e fronteiras, outros 21 mil ficarão aquartelados nas 12 cidades-sede e nos Estados onde seleções vão apenas treinar. Eles deverão dar apoio às polícias durante protestos, entre outras emergências.

O Fim das desapropriações

Os três últimos imóveis que ainda impediam a obra do Ramal da Copa começaram a ser esvaziados, após meses de brigas judiciais e muitos questionamentos.

O Podia sair mais barato

Se o País tivesse optado pela competição com apenas oito sedes, como foi oferecido pela Fifa, teria economizado pelo menos R$ 3,222 bilhões.

O Detalhes e estratégias

Brasil vai concentrar em Teresópolis. Logística do Mundial preocupa técnicos das seleções, reunidos em Florianópolis. (Págs. 1 e 7, cidades 2 e esportes 3)

Selo vai identificar eletrodomésticos que fazem muito barulho (Págs. 1 e economia 5)


Chuva forte reduz drama do abastecimento em pelo menos oito municípios (Págs. 1 e capa dois)


Comissão barra redução da maioridade
CCJ do Senado rejeita proposta para punir jovem de 16 anos em crimes violentos. (Págs. 1 e 8)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Mensalão tucano: Para preservar Aécio, deputado deixa cargo
Réu no processo, ex-governador mineiro Eduardo Azeredo renunciou ao mandato após pressão do PSDB, que quer afastar escândalo da eleição presidencial. (Págs. 1 e 8)


Seleção de técnicos: Dilma: Reinauguração em 40 minutos no Beira-Rio (Págs. 1 e esportes)

------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Ajuste fiscal para quebrar expectativa
Depois de críticas vindas de agências de risco, Fed e até do FMI, o governo anuncia hoje o corte no orçamento esperado ansiosamente pelo mercado. A equipe econômica passou os últimos dias debruçada no arremate final nos números. Até o último momento, permaneceu a queda de braço entre os ministros: Guido Mantega quer garantir um superávit primário acima de 2%, mas enfrenta resistência da Casa Civil e das pastas da área social. (Págs. 1 e P7)

Empresas médias na mira do SAS
A americana pretende elevar sua receita em 20% no Brasil , com a venda de softwares para análise de dados. "A discussão crescente em torno do big data amplia a competição", diz Marcio Dobal, presidente do SAS no Brasil e Cone Sul. A empresa também planeja reforçar sua participação junto ao governo. (Págs. 1 e P12)

Energia: Importação de gás perto de novo recorde
Em janeiro, país importou 43 milhões de metros cúbicos do combustível. Com os novos contratos para abastecer térmicas , o volume deve chegar a 48 milhões em março. (Págs. 1 e P4 e 5)

Telecomunicação: Oi relança em abril serviço de TV paga
Com novo satélite em operação, a empresa vai ampliar seu pacote de canais de alta definição. A operadora fechou 2013 com lucro menor do que em 2012. No último trimestre, o resultado subiu 190,7%. (Págs. 1 e P10)


Montadora: Peugeot luta para sair de crise mundial
Após 118 anos, família Peugeot transfere a participação para o governo francês e a chinesa Dongfeng, que devem injetar US$7,26 bilhões.Em Resende, a empresa suspendeu contrato com 650 funcionários. (Págs. 1 e P11)

Bancos: Lucro do Grupo BTG Pactual em 2013 caiu 14,8% e ficou em R$ 2,7 bilhões. (Págs. 1 e P21)

------------------------------------------------------------------------------------
0