Ministério Público oferece denúncia contra suspeitos da morte de cinegrafista

Nesta segunda-feira (17/2), o Ministério Público do Rio de Janeiro ofereceu denúncia contra os dois suspeitos de acender o rojão que atingiu o cinegrafista Santiago Andrade, morto durante manifestações contra o aumento das passagens de ônibus. 

Crédito:Reprodução/Agência Brasil
Suspeitos de acender rojão que matou cinegrafista são denunciados pelo MP
Segundo o G1, Fábio Raposo e Caio Silva de Souza podem responder por homicídio qualificado (motivo torpe) e crime autônomo de explosão. Se condenados, podem receber pena de até 30 anos de prisão. A denúncia se junta a do delegado Maurício Luciano, que entregou inquérito de 175 páginas, na última sexta (14/2), à 8ª Promotoria de Investigação Penal. 

Os suspeitos estão presos temporariamente no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste. A justiça do Rio não confirmou se recebeu a denúncia do MP-RJ até o presente momento. 
Portal Imprensa
0