Procon alerta turistas contra golpes de falso aluguel em Cabo Frio

Muitos golpistas pedem parte do aluguel antecipado, o que é perigoso.
Turistas devem sempre desconfiar de preços muito baixos, diz Procon.

Do G1 Região dos Lagos
Um novo golpe está se tornando comum nas cidades da Região dos Lagos, e  Cabo Frio não é exceção. A cidade chega a receber cerca de 1 milhão de turistas durante a alta temporada e muitas pessoas acham que a melhor opção é alugar casas ou apartamentos e, para isso, a ferramenta mais utilizada é a internet.
A rede está cheia de ofertas, com informações e fotos, o problema é que nem sempre o que é mostrado, corresponde à realidade. Pensando nessa procura, golpistas estão se passando por falsos proprietários e alugando imóveis e exigindo uma parte do alguel antecipada. Quando o turista chega a cidade e vai atrás das chaves é que percebe que caiu em um golpe. Entre os tipos mais comuns estão a inexistência total do imóvel. Além disso, também é possível encontrar imóveis que foram alugados para mais de uma pessoa diferente ou até quando a propriedade não é aquela que foi prometida.
De acordo com a presidente da Associação de Proprietários de Imóveis de Aluguéis de Temporada em Cabo Frio (Apiat), Denise Oliveira, o golpe do falso aluguel faz novas vítimas a cada ano. "Tentamos nos precaver, mas em 2013 mesmo vieram ao meu imóvel pessoas que tinham alugado meu apartamento e pago até um diantamento".
Associação de proprietários faz cadastro  (Foto: Reprodução / Inter TV)(Foto: Reprodução / Inter TV)
Para tentar diminuir o problema, a associação está cadastrando os imóveis e desenvolvendo um site para auxiliar os turistas na hora de escolher uma casa ou apartamento e realizar a transação com o verdadeiro dono do imóvel.
O coordenador do Procon, Juliano Almeida, orienta a quem procura alugar nesse Carnaval a disconfiar quando o preço for muito abaixo das outras ofertas e sempre checar todas as informações, pedir referências. "Aquelas promessas com um valor muito diferenciado dos demais, sem maiores detalhamentos, devem ser descartadas porque a chance de ser uma fraude é grande." 
"É importante também fazer um contrato de locação mesmo que seja aluguel de um fim de semana. Isso pode poupar o locatário de muitos problemas, além ser uma uma prova do acordo feito.", explica o coordenador do Procon.
  •  
Falso aluguel (Foto: Reprodução / Inter TV)(Foto: Reprodução / Inter TV)
Ainda segundo o cordenador, a lei também ampara quem aluga um imóvel pela internet, mas percebe que as caracterísitcas do imóvel não são igual as acordadas. "Quem se sente lesado tem alguns tipos de garantia. A devolução do dinheiro, quebra de contrato, e até, em casos mais graves, indenização por causa dos problemas causados."
E por isso é importante que se tome certos cuidados. Alugar por impulso não é indicado,  é necessário que se pesquise dados do imóvel, ligue diversas vezes e em horário diferentes para se certificar que os dados estão corretos, procurar refêrencias com pessoas conhecidas. "Se tiver a oportunidade de ir visitar o imóvel antes da viagem, é uma boa forma se precaver. Se não puder, procure alguém que possa fazer isso por você. Alugar por intemédio de imobiliárias também é um bom negócio porque elas podem ser responsabilizadas por problemas que aconteçam. E caso notem alguma irregularidade, procure o Procon", finalizou Juliano.
0